Nova ciclovia ligará Ipiranga à Encol

ciclovia1

ciclovia2

 

 



Categorias:Bicicleta, Ciclofaixas, ciclovias

Tags:, ,

51 respostas

  1. uma pena ser mais uma ciclovia “boba” que termina em um parque. Menos mal que liga-se a ciclovia da ipiranga.

    Resta minha duvida sobre a Ciclovia da josé do patrocinio: Sera que ela nao poderia prosseguir sobre os canteiros centrais daAv Herico verissimo (aureliano de figueiredo) até a Se juntar com a ciclovia da AV ipiranga?

    … curiosa essa falta de criatividade dos nossos gestores..

    Curtir

  2. A filosofia, que uma minoria quer implantar à força, de que é preciso restringir, dificultar, atrapalhar e prejudicar o máximo possível a vida de quem usa automóvel, para que assim o transporte público e transportes alternativos consigam ter o seu espaço não alcançará êxito, simplesmente porque TODOS que tentarem implantá-la de forma radical serão escorraçados do poder quase que imediatamente.

    Agora, se quiserem melhorar o transporte público, implantar ciclovias e alargar calçadas, pouco a pouco, sem tirar o espaço do automóvel, mas qualificando os outros modais de circulação, a ponto de tornarem uma alternativa de circulação viável e confiável ao transporte individual, aí sim terão êxito, deixando de ser uma mera utopia.

    Curtir

    • Gasta-se milhões em viadutos, duplicações e trincheiras e a quase nada em ciclovias… Quanto custa a tinta e olho de gato? E vem m dizer, com a maior cara de pau que querem prejudicar quem usa automóvel? E desde quando quem anda de bicicleta é “minoria”. Os usuários de carro é que são minoria. Usuários de ônibus soma-se 50%, tira ainda as que andam a pé e de bicicleta.

      Julião, você é desonesto!

      Curtir

    • Melhorar pouco a pouco como está sendo feito agora pelo Fortunatti? Onde nada é feito para o transporte público. Aliás, ele até conseguiu piorar recentemente com a EPTC forçando motoristas a entrarem no corredor de ônibus!

      Curtir

    • Nossa, ainda nessa de achar que é perseguição?

      A questão é que o espaço é limitado, então para dar espaço para um tem que tirar do outro. Acho graça essa história que tem que dar mais espaço pros outros sem tirar do meu, tem que investir mais em ônibus, sem tirar daquele que eu uso…

      Não adianta meu caro, tens que aceitar que vais ter que aprender a dividir o espaço. Tu comprou um carro, não o espaço público.

      Curtir

    • “melhorar o transporte público, implantar ciclovias e alargar calçadas, pouco a pouco, sem tirar o espaço do automóvel”

      Nota-se nesse comentário a falta de noção de espaço na cidade. Fazer o que está escrito acima é simplesmente impossível – NÃO HÁ ESPAÇO – alguém tem que perder para outros (de maior prioridade) ganharem.

      Curtir

    • Esperem as próximas eleições para ver como aquele prefeitinho de SP, modelo dos cicloxiitas e defensores de drogaditos, vai ser escorraçado exemplarmente do governo paulistano.

      Curtir

    • Quem mais atrapalha a vida de quem anda de carro são as próprias pessoas que andam de carro.

      Curtir

  3. Se a José do Patrocínio é o modelo, estamos muito mal, porque estreitaram as pistas e aumentaram a tranqueira, atrasando a vida das pessoas nos carros e nos ônibus, para criar uma ciclovia frequentada na média por 1 ciclista por hora.

    Curtir

    • fonte?

      Curtir

    • Julião, o teu pensamento permeia o do restante do nosso governo: projetos para agora, de curto prazo, para um nicho específico da população. Abra a tua mente. Precisamos pensar à frente. Ciclovias são criadas para serem pensadas à frente. Digamos que não existem 200 pessoas passando de bicicleta na José do Patrocínio. Mas você acredita que isso é possível? No meu pensamento médio-longo prazo, eu acredito que esse número irá muito além. Queres realizar obras imediatas, para aliviar o trânsito aqui e ali? Daqui a pouco tempo são obras/desvios que serão obsoletos. Uma ciclovia nunca será obsoleta.
      E desculpe mas citar um dado estatístico e com “fonte eu mesmo” é simplesmente ridículo. Não vou nem entrar nesse mérito! Isso é uma fraude, uma auto-enganação. Como falei, abra a tua mente, e de preferência abra os olhos também! E fique longe da Estatística. Abraço!

      Curtir

      • Não, não sou contra projetos com efeitos a longo prazo, sou contra projetos que se baseiam na teoria do quanto pior melhor ou que querem nivelar por baixo as alternativas, a fim daquela desprezada tenha alguma chance de florescer.

        Querem fazer ciclovias, façam, mas piorar a circulação de uma cidade já atravancada por uma utopia é de um irracionalismo bárbaro.

        Curtir

      • Uau, “teoria de quanto pior melhor” – sério, tens que parar de achar que quem discorda de ti é teu inimigo. Todos queremos o melhor mas temos opiniões diferentes de como conseguir isso.

        “piorar a circulação de uma cidade por uma utopia”. Não sei se tu sabe, mas toda cidade que hoje tem uma rede cicloviária decente teve seus reacionários dizendo o mesmo.

        Curtir

      • Acho que o Julião não disse mada com nada…. O que seria nivelar por baixo?

        Acho que pessoas que só enxergam o carro como meio de transporte precisam ceder um pouco afinal estão sendo investidos milhões em viadutos, duplicações e trincheiras e a quase nada em ciclovias… Quanto custa a tinta e olho de gato?

        E não me venha dizer qe alargamento é para os ônibus também, porque o alargamento se faz necessário pelo excesso de carro e não pleo excesso de ônibus. Se houvesse menos carros o ônibus não precisaria de alargamento.

        Se o motorista saudável e em plena forma fiauca tivesse o mínimo de bom senso para perceber que ele esta gerando engarrafamento para pessoas que realmente necessitam do carro.

        Curtir

  4. Vão tirar as vagas do egocarrocentricos da encol?? Hahahaha EPTC, eu te amo! Hahahaha Como é que os “atletas da encol” vão fazer seu cooper sem poder estacionar seu glorioso carro na volta do parque? Assim o prefa vai perder voto das dondocas do lobby do automóvel porque vão engordar! Hahahaha

    Curtir

  5. Acredito que o número de adeptos das bikes aumentaria se as ciclofaixas transmitissem uma sensação de maior segurança. Não tem como se sentir seguro sabendo que um olho de gato te separa dos ônibus e dos carros.

    Curtir

  6. Mais uma ciclovia que não será usada, como a grande maioria das existentes. Já disse mil vezes, que fizessem então uma faixa exclusiva para os coletivos, muito, mas muito mais útil.

    Curtir

    • Acho que naquela região nem tem demanda para pista exclusiva de coletivos. Onde não tem explicação não ter faixa é na Ipiranga, mas tirar a ciclovia dali (que é bastante utilizada por mais que tu negue) não resolveria esse problema. Tem que tirar espaço dos carros e talvez calçada em um ou outro trecho.

      Curtir

    • Outros lugares onde acho que caberia faixa de ônibus: Loureiro da Silva, Borges.

      Onde caberia ciclovia: na Getúlio, se proibissem estacionamento.

      Curtir

      • Vias pequenas não tem porque ter ciclovia, tem que haver trânsito compartilhado e respeito. Vias grandes aí sim a ciclovia é bem-vinda. Exemplo: João Telles. Ciclovia ali é piada.

        Curtir

      • Não sei muito sobre a João Telles, passo muito pouco ali. Honestamente acho questionável até a da José do Patrocínio. Acho que a João Alfredo deveria ser toda ela acalmada, alargando as calçadas e fazendo ciclovia talvez dos dois lados.

        Curtir

      • A Loureiro é uma avenida grande a ponto de justificar a ciclovia que fizeram. O foda é que até agora os pontos realmente perigosos estão exatamente como eram antes da implantação dela. Para mim aquela ciclovia não resolveu nada para ciclistas menos experientes.

        Curtir

      • Mas eles deram a a loureiro como pronta? Eu ainda espera que eles bolassem uma travessia segura nos pontos críticos…ainda que demorada

        Curtir

      • Boa pergunta, Pasquale, mas eu mal sei quais ciclovias eles consieram prontas.

        A da Beira Rio tem um trecho não finalizado perto do Iberê. A da Ipiranga tá em andamento há 3 anos. A da Loureiro falta esses pontos. A 7 de Setembro some na praça. As da Icaraí e Chuí são unidirecionais. A da Restinga não existe (é uma calçada).

        A da José do Patrocínio me parece pronta… quais mais?

        Curtir

  7. Olha o prefeito prestando contas a quem sustenta o sistema kkk http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/cs/default.php?p_noticia=171152

    Curtir

    • Pinçando frases:
      1. presença do prefeito José Fortunati;
      2. O prefeito destacou … reúne inúmeros interesses: construtor, profissional responsável, técnico do poder público, urbanista, ambientalista, acadêmicos. (ONDE ESTÁ A POPULAÇÃO?);
      3. Fortunati lembrou, … criação da Secretaria Municipal do Urbanismo (Smurb) e do EdificaPoa em 2012. (Secretarias para quem?)
      4. Construindo Soluções para Aprovações de Projetos e Licenciamentos de Obras (ãhan, entendi);
      5. promotor de Justiça Luciano de Faria Brasil (estamos f.di.dos);

      Curtir

  8. Ciclovia + Corredor de Ônibus + Via de Carros – Não sei como o trânsito dessa cidade vai andar daqui a pouco, não existe planejamento, simplesmente vão lá e cortam uma faixa e deu, olha o que virou a zona sul com aqueles corredores ridículos. Enquanto isso cobra-se impostos altíssimos para se “andar” de carro.

    Curtir

    • Pelo contrário. Cobras-se altos impostos para ter carro e nenhum para andar de carro, isso é o problema.

      IPVA eu pago igual a todo mundo, mas só uso meu carro no final de semana. Todos os impostos recaem sobre o ter e não sobre usar. Ter carro não cria engarrafamento. Quem tem uma colação de carro gasta uma fortuna em impostos, mesmo que eles nunca saiam da garagem.

      Curtir

      • Nenhum ? Mais da metade do preço da gasolina é imposto. Se o cara gasta 200 reais de gasolina por mês, paga mais de 100 reais em imposto. E os pedágios ? E a área azul ? Pode não ser imposto tecnicamente falando, mas na prática é.
        Todos os governos, ao contrário do que pregam, estimulam o uso do automóvel, facilitando a sua compra (inclusive aqueles que se auto-denominam “populares”).

        Curtir

      • Ainda tem muito pouco pedágio e área zul aqui Marcelo. Vai para os EUA ou Austrália (por exemplo) e procura lugar para estacionar no centro. Até área azul é difícil de achar, geralmente tem que usar garagem mesmo. Em Sydney tem pedágio urbano. Aqui dá para estacionar de graça no entorno da Borges com a Loureiro.

        Sobre a gasolina, o único jeito de fugir é pedalando. Andando de táxi pagas a mesma gasolina indiretamente, andando de ônibus ou lotação pagas diesel e mais trocentas coisas, como ineficiências do sistema (cobradores) e impostos como os 3% da EPTC.

        Curtir

      • Esse preço / imposto da gasolina que reclamam tanto é algo interessante… O governo subsidia a gasolina e o diesel por questões políticas, mas cobra um monte de imposto para perder dinheiro… legal né? Estive nos EUA no mês passado e os preços estavam como aqui, (corrigindo a relação galão / litro). Será que os EUA cobra a mesma quantidade de imposto que o Brasil? Claro que não… cobra bem menos, mas também não subsidia o combustível como aqui.

        Dá uma lida nesse artigo da Super Interessante: http://super.abril.com.br/cotidiano/extincao-etanol-731695.shtml

        Curtir

      • Pablo,

        Os EUA subsidiam, sim, a gasolina e demais combustíveis fósseis. E com valores estimados em US$ 500 billhões anualmente. É praticamente o PIB do Brasil, só em subsídios.

        http://priceofoil.org/fossil-fuel-subsidies/

        Curtir

    • Sim, vou de bicicleta todos os dias para o trabalho e passar o dia indo nos clientes de bicicleta, agradeço a dica, não tinha me dado conta disso. Adoro essas pessoas que moram nesse país sem infraestrutura algum a e querem impor hábitos de países desenvolvidos, com cidades planejadas e concentradas, onde tu não corre o risco de ser assaltado a cada esquina, fora outras questões que impedem de se viver neste estilo de vida que querem impor.

      Curtir

      • As pessoas estão procurando alternativas (como as ciclovias) e é teu direito contestar essas alternativas. Hoje muitos de nós usamos a tua escolha (transporte particular) e estamos vendo que essa opção não funciona mais (engarramentos, etc). Ninguém está dizendo que o carro não é confortável ou prático, o problema é que não dá pra todo mundo andar de carro ao mesmo tempo, não tem mais espaço pra isso. Todos vamos ter que ceder em algum momento ou vamos ficar presos juntos no congestionamento todos os dias.

        Curtir

      • Com ciclovias, pessoas que podem e querem se deslocar de bicicleta liberarão espaço para você passar o dia inteiro visitando cliente de carro.

        Curtir

      • Claro, 1 pista cortada para os ciclistas (de final de semana) vai melhorar o trânsito, sem dúvida.

        Curtir

      • claro, sem ciclovia melhora muito o trânsito…

        Curtir

      • Eu vou de bicicleta para o trabalho e conheço muita gente que faz também. Mas ninguém está tentando te obrigar, só queremos poder continuar fazendo de maneira segura.

        Curtir

      • Alguém tá te “impondo” alguma coisa, Guilherme?

        Sério, alguém está te mandando andar de bicicleta? Está tirando o teu carro? Ah, menos, né?

        Curtir

  9. Adoro a chamada “20 km de ciclovias estão em construção”. Isso inclui a Ipiranga, em construção desde 2011?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: