Paraná ultrapassa RS em competitividade

Paraná dá um salto no ranking de competitividade da Economist

Paranaenses ultrapassam o Rio Grande do Sul na edição 2014 da pesquisa da revista britânica. Santa Catarina também avança. Minas desaba.

Por Eugênio Esber

Curitiba, PR

Curitiba, PR

A edição 2014 do ranking dos Estados brasileiros que oferecem o melhor ambiente para negócios traz algumas surpresas.(veja aqui a tabela) Nem tudo mudou, é verdade. São Paulo segue em primeiro lugar desde a primeira edição, em 2011, assim como o Rio de Janeiro se mantém em segundo. Outro Estado que não sobe nem desce nas três edições da pesquisa realizada pela revista britânica The Economist, com patrocínio do Centro de Liderança Pública (CLP), é o Rio Grande do Sul, que permanece na quarta colocação. Mesmo caso de Goiás, que fecha a lista dos Top 10. Mas, excetuados estes casos, tudo o mais é mudança. E um dos grandes protagonistas da novo cenário de competitividade dos Estados brasileiros é o Paraná.

De 2013 para 2014,  o ambiente de negócios do Paraná saltou do quinto para o terceiro lugar no ranking, ultrapassando, no espaço de um ano, Minas Gerais e o Rio Grande do Sul.  No levantamento, que considera 25 indicadores importantes para a operação de negócios (como, por exemplo, tempo para abrir uma empresa e carga tributária), a pior notícia ficou com Minas Gerais, que desabou do terceiro para o sexto lugar. Acabou perdendo posição também para Santa Catarina, que no ano passado figurava na sexta colocação e agora desfila em quinto lugar.

Completam a lista dos dez primeiros o Distrito Federal, que avançou do oitavo para o sétimo lugar; o Mato Grosso do Sul, que conseguiu a proeza de saltar da décima-segunda para a oitava posição no intervalo de um ano; e o Espírito Santo, que deslizou do sétimo para o nono lugar.

“Apesar do crescimento mais fraco, as oportunidades do mercado brasileiro permanecem atraentes para investidores. Estados do Sul e do Sudeste continuam a oferecer o maior mercado de consumo e a maior média de renda per capita”, diz o relatório da Economist Intelligence Unit, que também destaca o efeito da expansão do agronegócio exportador sobre o mercado de consumo na região centro-oeste.  E, por fim, assinala a atratividade econômica dos estados do Norte e do Nordeste, beneficiados pelo processo de mobilidade social e transferência de renda que beneficiou as camadas mais humildes da população. Estes estados, conforme o relatório, devem estar no radar de investidores que procuram desbravar novas fronteiras do mercado de consumo.

Revista Amanhã

________________

A lista:

Os 13 estados mais competitivos do Brasil

1. São Paulo
2. Rio de Janeiro
3. Paraná (+2)
4. Rio Grande do Sul
5. Santa Catarina
6. Minas Gerais (-3)
7. Distrito Federal
8. Mato Grosso do Sul (+3)
9. Espírito Santo
9. Goiás
11. Mato Grosso (+5)
12. Amazonas
13. Bahia (-4)



Categorias:Competitividade, Economia

Tags:, , ,

22 respostas

  1. É o meu Paraná se tornando o principal estado do Sul, daqui uns cinco anos ou menos também passa o RS em população, a diferença caiu de quase trezentos mil para cento e trinta mil habitantes a menos em pouco tempo! Minha cidade natal Santo Antonio da Platina também vive um bom momento na economia

    Curtir

  2. Parabéns ao paraná. sou gaucho,mas moro em Londrina há alguns anos. A infra estrutura paranaense é a melhor disparada do sul do BRASIL e só perde para São Paulo no Brasil. A verdade é esta.Paremos de nos lamentar e como disse a colega acima.PERDEMOS A HEGEMONIA.

    Curtir

  3. Vale ressaltar que o RS não caiu … O destaque do PR que foi maior … Ouve melhora econômica e de renda.

    Curtir

  4. Triste ver nosso estado estagnado!

    Curtir

  5. Parabéns ao Paraná.

    Curtir

  6. O que vem a seguir a SP é tudo parecido (estão no mesmo patamar), por isso o que mais me surpreendeu é essa manchete: Minas desaba (do 3° para o 6°). Sem noção!

    Curtir

  7. Acho estranho alguns estados mudarem tanto de um ano para o outro. Teria que ver mais detalhes da metologia para opinar melhor.

    Curtir

  8. PARANÁ, estradas servem e interligam todos municípios há décadas; além de Curitiba, Maringá, Londrina, Foz, possuem ótimos aeroportos; em geral as cidades pólos possuem ótimo urbanismo e infraestrutura; nunca ninguém viu um poste de pinus em rede de transmissão de energia; enfim o Paraná tem infraestrutura amigos, daí a razão do seu triunfo, enquanto o RS afunda na enganação deste governinho estadual chulé na base dos velhos discursos e mais discursos e depois mais discursos. Paraná é prática, é eficiência, só a título de pequeno exemplo vejamos a questão das rodoviárias de Curitiba e Poa, lá falou-se de revitalização depois da proposta de modernizar a da capital gaúcha, e no que deu, é só lá ir constatar tudo pronto e um terminal moderno posto para benefício dos usuários, enquanto POA…

    Curtir

  9. Comentários sempre tão exagerados …

    Curtir

  10. Quem vai salvar o RS é a serra…podem me cobrar…em. 20 anos Caxias terá 1 milhão de habitantes, Bento 500 mil habitantes e farroupilha 300 mil todos com renda per capita e nível educacional de primeiro mundo…já poa será a cidade dos serviços e do funcionalismo publico

    Curtir

    • Veja pelo lado bom. Se mudarem a capital para Caxias ou Bento a RB$ terá o que falar como “a capital brasileira da neve”… bem típico daqueles b0z#@$!

      Curtir

    • É possível que em vinte anos essas grandes cidades sejam islâmicas, basta ver a quantidade de imigrantes africanos (principalmente senegaleses) que chegam à cidade todos os anos, e em todo o RS, eles costumam ter uma penca de filhos, muito mais por mulher se comparado às gaúchas, em poucos anos “a Itália brasileira” estará mais para a ‘África brasileira”. Não pensem que o Paraná vai escapar, é justamente o desenvolvimento que atrairá mais e maias refugiados!

      Curtir

  11. A pesquisa só veio a mostrar o que tava na cara. E já antecipo Goiás e até estados do Norte/Nordeste podem ultrapassar o RGS em anos posteriores.

    Já falei em posts anteriores aqui, que no RS se instalou uma burocracia para tudo, que junto com uma estagnação e uma população que vive com ânimos acirrados como se vivessem um eterno Gre-Nal empurram o estado ladeira abaixo.

    Curtir

  12. Não demora muito pra chover comentários falando mal do Paraná e enchendo de defeitos a cidade de Curitiba.

    É, a nossa pedante superioridade cada vez mais escorre pelo ralo. Enquanto a gente fica se gabando, os outros estados estão correndo trabalhando. Perdemos a supremacia dentro do sul do país (sim perdemos) e se não acordarmos poderemos acabar ficando atrás de SC, em terceiro lugar entre os três estados do sul, ou seja, em último.

    A verdade machuca e dói, mas ignorá-la não muda a situação. Aquela história de repetir uma mentira várias vezes para que se torne verdade é balela, nossa gauchada tem que parar de mentir para si mesma.

    Curtir

  13. A região norte do RS (região da produção) também é muito importante e possui cidades economicamente bem desenvolvidas como passo Fundo e Erechim.

    Curtir

    • Isso que ainda o Paraná é um dos estados que mais manda recursos (dinheiro) para o Governo Federal e um dos que menos recebem! Só a caráter de curiosidade de cada 42 reais que se vão, apenas 1 real volta! Obrigado Dilma, por boicotar o Paraná apenas porque o governador é do seu partido rival! E o povo a míngua!

      Meu Paraná sempre dando uma lição de desenvolvimento neste país! Vou ser sempre a favor do meu estado PARANÁ

      Curtir

  14. O que segura o RS no topo é o grupo Serra/Vale do Taquari/ Vale do Rio Pardo.
    Se não fosse por tal, o RS estaria na 10º posição tranquilamente ou pior.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: