Eletrosul inicia ampliação de complexo eólico de Cerro Chato

Com investimento de R$ 270 milhões, três usinas vão ser construídas em Cerro Chato

Complexo de Cerro Chato. Foto: Daniel Badra / Especial

Complexo de Cerro Chato. Foto: Daniel Badra / Especial

A Eletrosul assinou nesta sexta-feira (08/08) a ordem de serviço para o início das obras de três parques eólicos do complexo Cerro Chato, no Rio Grande do Sul. Com investimento de R$ 270 milhões, as usinas terão capacidade instalada de 48 megawatts (MW).

Este é o segundo projeto de ampliação do complexo eólico, que até o momento já recebeu o investimento de R$ 825 milhões e possui oito usinas em funcionamento.

Ao todo, Cerro Chato terá 216 MW de capacidade, energia suficiente para abastecer mais de 1 milhão de habitantes.

Revista Amanhã



Categorias:Energia Eólica

Tags:, ,

1 resposta

  1. Apesar de nao ser a fonte mais barata, a energia heolica completa muito bem o sistema energetico por causa de um simpels fato bem comum no mundo inteiro: quando chove espessamente nao se faz muito vendo, quando se venta muito nao ha nuvens.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: