Avenida Castelo Branco se chamará Avenida da Legalidade

Troca de nome foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre nesta quarta

Troca de nome foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre nesta quarta  Crédito: Divulgação / Câmara dos Vereadores / Leonardo Contursi / CP

Troca de nome foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre nesta quarta
Crédito: Divulgação / Câmara dos Vereadores / Leonardo Contursi / CP

Os vereadores de Porto Alegre aprovaram nesta quarta-feira o projeto de lei que prevê a troca de nome da Avenida Castelo Branco para Avenida da Legalidade e da Democracia. A proposta, apresentada pela bancada do PSol, foi aprovada por 21 votos a favor e cinco contra. A votação ocorreu menos de três anos de o mesmo projeto ter sido rechaçado no plenário da casa.

Pouco antes da votação do projeto, que inicialmente mudava o logradouro apenas para “Avenida da Legalidade” os vereadores aprovaram a emenda que acrescentava a expressão “e da Democracia” ao nome da via, que fica na entrada de Porto Alegre. No momento da aprovação, houve comemoração do público presente nas galerias do plenário.

Dos 35 vereadores aptos, nove não votaram, confira abaixo:

Votaram Sim:

Bancada do PCdoB: Jussara Cony.
Bancada do PDT: Delegado Cleiton, Márcio Bins Ely e Mario Fraga.
Bancada do PMDB: Idenir Cecchim, Valter Nagelstein.
Bancada do PPS: Any Ortiz.
Bancada do PRB: Séfora Mota, Waldir Canal
Bancada do PSB: Paulinho Motorista.
Bancada do PSD: Tarciso Flecha Negra.
Bancada do PSOL: Fernanda Melchionna, Pedro Ruas.
Bancada do PT: Alberto Kopittke, Engº Comassetto, Marcelo Sgarbossa, Mauro Pinheiro e Sofia Cavedon.
Bancada do PTB: Cassio Trogildo, Elizandro Sabino e Paulo Brum.

Votaram não:

Bancada do DEM: Reginaldo Pujol.
Bancada do PP: Guilherme Socias Villela, João Carlos Nedel e Mônica Leal.
Bancada do PSDB: Mario Manfro.

Ausentes:

Bancada do PCdoB: João Derly.
Bancada do PDT: Nereu D’Avila.
Bancada do PMDB: Lourdes Sprenger.
Bancada do PP: Kevin Krieger.

Não votaram:

Bancada do PDT: Dr. Thiago.
Bancada do PMDB: Professor Garcia.
Bancada do PROS: Bernardino Vendruscolo.
Bancada do PSB: Airto Ferronato.
Bancada do PTB: Alceu Brasinha.

Correio do Povo

_______________________

Que palhaçada !!! Só dizendo isso mesmo!



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

90 respostas

  1. O público que estava presente na galeria do plenário da Câmara dos Vereadores, é do tipo “maria vai com os outros”, gente comprada com palavras, gente que não tem a mínima noção do que é um regime de esquerda socialista-comunista onde o “cidadão” é dono apenas de seu próprio corpo (?). Essa gente já estava programada para aplaudir o resultado “sim” de uma votação imbecil, como se não tivéssemos assuntos mais importantes para serem postos em pauta. A KGB está viva na Câmara de Porto Alegre !

    Curtir

  2. Asfalto de Porto Alegre em frangalhos, enchentes a cada chuva em função do mau funcionamento do sistema de drenagem, engarrafamentos cada dia pior pois não há obras viárias… e os vereadores do PSOL mais preocupados em mudar nome de rua. Eis a definição da palavra inutilidade.

    Curtir

  3. A história nunca é neutra. Ela é sempre contada pelos vencedores. Assim como as ruas são sendo rebatizadas com o passar do tempo, pelos vencedores.
    Apenas lidem que a ditadura terminou e que não queremos que os ditadores de 64 sejam homenageados.
    “Ah, mas pra mim sempre vai ser Castelo Branco”. AZAR. Hoje duvido que 10% da população conheça a Rua do Arvoredo por esse nome. Rebatizaram por Fernando Machado e a população se acostumou. A Rua da Ladeira, o mesmo. Caminho do Meio virou Protásio Alves. Alguém aqui chama de caminho do meio ainda? Não. Castelo Branco daqui 30 anos vai ser chamada de Avenida da Legalidade. Ninguém está obrigando ninguém aqui a parar de chamar de castelo branco instantaneamente.

    Eu, particularmente, e é minha pura crença, não gosto que ruas tenham nomes de políticos. Acho de um mal gosto tremendo, é puro puxasaquismo. Sequer acho que deveria ter nomes de pessoas, mas ok, há gente que merece ser homenageada (muito poucas, na verdade). Se pudesse trocava General Câmara por Ladeira, Fernando Machado por Arvoredo, Andradas por Rua da Praia, Parque Maurício Sirotsky Sobrinho por Parque da Harmonia etc. Por isso vejo com bons olhos que se desomenageie um ditador e coloque justamente a homenagem oposta: viva a democracia.

    Curtir

  4. Quando vão propor a mudança do nome da Tarso Dutra?
    Pô, o cara faz parte de um partido corrupto e adora uma ditadura Cubana.

    Aguardando.
    hahaha

    Curtir

  5. Comentario simples pra nao gerar discussao nem polemica: Aprovo totalmente! Tinha que ser obra do psol.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: