Santa Catarina inaugura fábrica de R$ 600 milhões da BMW

Seis Estados disputaram a mão da BMW

bmwA BMW inaugurou nesta quinta-feira, 9, a primeira fábrica de automóveis do grupo alemão na América Latina. A unidade, localizada em Araquari, no Norte do Estado, é resultado de R$ 600 milhões em investimentos.

A diretoria do BMW Group Brasil para a América Latina comandou o evento, recebendo autoridades federais, estaduais e municipais. O diretor do grupo para a América Latina, Ludwig Willisch, e o diretor da nova unidade, Gerald Degen, lembraram que a fábrica catarinense foi projetada em um terreno com 1,5 milhão de metros quadrados que já permite futuras ampliações.

Infelizmente os preços continuam iguais aos modelos que são importados da Alemanha, mesmo sem o acréscimo dos altos impostos de importação.

Do site G1:

Como a marca já havia dito, os preços dos modelos feitos em Araquari não serão diferentes dos importados até então. “No momento em que nos inscrevemos no Inovar-Auto, nós já viemos nos beneficiando da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Por isso o preço do carro não vai baixar, e também não vai subir”, explica o presidente.

O Inovar-Auto é o conjunto de regras do governo federal que, se cumpridas, resultam em benefícios como IPI menor.

Por ora, a BMW diz que não exportará os veículos produzidos no Brasil. “A nossa prioridade é atender o mercado brasileiro, ainda não temos condições de exportar, mas, se amanhã tivermos, estamos preparados para expandir e atender ao mercado, provavelmente, o latinoamericano”, diz o executivo.

Via Políbio Braga



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

9 respostas

  1. Coisa boa pros catarinas, vão ganhar muito com impostos e empregos.

    Bom pro brasileiro que vai ter mais uma opção de bons carros fabricados no Brasil (coisa rara), já que é muito provável que isso vá diminuir o preço de algumas peças e facilitar na hora de encontra-las.

    Pena que o preço dos carros não vai cair muito.

    Curtir

    • Preços não vão cair nada…na verdade, essa fabrica corre o risco de acabar como a da mercedes em MG, que foi embora!

      Esses carros são restritos no mundo inteiro, aqui ainda vão custar mais caro ainda mesmo com produção local. O risco de dar errado é imenso.

      Curtir

      • Na verdade a BMW já anunciou que não vai ter uma queda de preço, que desde antes da fabrica, já trabalhava com os preços nos limites.

        E se for ver, faz sentidos, carros vindo da Europa, com tecnologia de ponta, e pouca coisa mais cara que os carros nacionais, que alem dos impostos sofrem com os aproveitamentos das empresas e sindicatos.

        Curtir

      • A Mercedes-Benz nunca foi embora, só trocou a produção local do Classe-A pelos caminhões, na mesma fábrica em Juiz de Fora – MG, fora que ainda vende carros no Brasil, inclusive trazendo a Smart, marca pertencente à ela.

        Curtir

  2. Gauchada não vai aceitar que perdeu essa fábrica rsrsrs

    Curtir

    • Somos um estado agro-pastoril, infelizmente.

      Curtir

    • Ainda não estou convencido de que montadoras instaladas à base de incentivos fiscais são um bom negócio a médio prazo. O impacto ambiental é alto e a mecanização ocorre a passos largos. As desonerações geralmente valem de 20 a 30 anos. Daqui a 20 anos nem vai existir mais operário. Daqui a uns poucos anos, robôs estarão montando iPhones. Daí para montar um carro, é só aumentar o tamanho.

      Curtir

      • Acho que o impacto ambiental de uma montadora, por exemplo muito menor do que vastas áreas desmatadas dopadas com fertilizantes sintéticos e inseticidas super potentes, que é o que acontece no RS.

        Da mesma forma, ainda não está provado que a mecanização leva ao desemprego. Em países altamente mecanizados como Japão ou Alemanha falta mão de obra.

        Curtir

      • Sem contar que muitas vezes a mão de obra para a construção é importada de outros estados (geralmente do norte). E quando pronto, geralmente não há pessoas capacitadas na região.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: