Concessão do Salgado Filho trava na decolagem

Governo federal busca empresa privada para administrar aeroporto, mas o projeto de outro terminal na região metropolitana de Porto Alegre pode complicar a atração de interessados

Ampliação do terminal de passageiros enfrenta demora, mas Infraero garante conclusão Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Ampliação do terminal de passageiros enfrenta demora, mas Infraero garante conclusão
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O projeto de um novo aeroporto na região metropolitana de Porto Alegre pode ser um complicador na tentativa de atrair interessados ao leilão do Salgado Filho, planejado para decolar em 2015. Com um concorrente na mesma região, mesmo que daqui a 10 anos, o grupo privado disposto a administrar o atual terminal tende exigir um modelo diferente de concessão para o negócio ficar rentável. A Secretaria da Aviação Civil pode ser obrigada a modificar o modelo já adotado.

Até agora, nos contratos em Guarulhos (SP), Campinas (SP), Galeão (no Rio), Brasília e Confins (MG), o grupo vencedor fica sócio majoritário do negócio (participação de 51%) e a Infraero, minoritária (49%) por 20 anos. (…)

A disputa tende a favorecer os passageiros, mas há dúvidas se o Estado teria capacidade de abrigar dois aeroportos de grande porte tão próximos. Estudo encomendado pelo governo estadual e entidades empresariais à consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC) indica que o Salgado Filho teria de fechar para que o novo aeroporto fosse viável economicamente.

Veja a matéria completa (extensa) na ZH de hoje, clicando aqui.



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:, ,

16 respostas

  1. Realmente é de se concordar que dois aeroportos, um tão perto do outro , não atenderia a população, mas sim à interesses políticos e interesses financeiros de algumas grandes empresas que iriam se beneficiar com o novo empreendimento. Além de criar conflito aéreo, Portão não tem capacidade de suportar tamanho empreendimento e a população está lutando contra isso, pois o local onde iriam instalar o novo aeroporto é na verdade uma reserva ambiental, protegida por lei. O melhor seria um aeroporto mais distante do Salgado Filho, provavelmente na Serra, para que cumpra melhor seu propósito.

    Curtir

  2. Eu concordo com o Pablo. O que precisamos é um bom aeroporto em Caxias do Sul, pra servir para toda a serra. É óbvio que se fizerem um outro aeroporto na região metropolitana de POA, o Salgado Filho vai fechar. Não terá voos suficientes para os dois aeroportos. Vai acontecer o mesmo que em BH. Se querem tanto fazer outro aeroporto por aqui, então façam um só de cargas e invistam no Salgado Filho para passageiros. Eu ouvi falar que no Paraná eles vão fazer um aeroporto só de cargas, perto de Curitiba.

    Curtir

  3. Uma coisa muito ruim nessa matéria é que que analisa sempre a demanda atual do SF sem considerar que a descentralização do tráfego aéreo também traria alívio para nosso aeroporto. Por exemplo: construção do aeroporto da serra.

    Curtir

      • Ampliar este de Caxias não é possível. Tu sugeriria construir outro na região de Caxias / Vila Oliva, em vez de construir o de Portão?
        Acho que é a ideia mais viável. Aí sim poderiam conviver 2 aeroportos de porte, o de Caxias se especializando em carga.
        Se bem que o Salgado Filho no momento está investindo 100 milhões de reais na construção de um terminal de carga 5 vezes maior que o atual.

        Curtir

      • Pois é, esse de Caxias é ridiculamente pequeno e que eu saiba não tem para onde expandar. Tem que sair o de Vila Oliva, não mais um na serra.

        Ainda mais considerando que uma parte enorme da nossa indústria está por lá. E ainda tem Gramado.

        Curtir

      • Caxias é maior que Florianópolis, não é perto de Porto Alegre e tem um aeroporto minúsculo. 1000 vezes um novo aeroporto em Caxias do que esse em Portão.

        Curtir

  4. O que precisa ser realizado no momento é a ampliação da pista do SF em 920 metros o mais rápido possível. Me parece que estão interessados em dificultar e criarem mais problemas para a não realização das obras de ampliação da pista. Realmente tudo é muito complicado e como é difícil sair alguma coisa importante para a nossa Porto Alegre. Privatização Total de tudo, aeroporto e todos os serviços internos e externos. Chega de tanta incompetência da Infraero.

    Curtir

  5. Sim, o problema é se começarem a usar esse novo aeroporto como desculpa para NÃO investir no SF.

    Curtir

    • Talvez a estratégia seja essa mesmo. Já disse e repito: tem muita gente interessada no “escanteamento” do SF.

      Curtir

  6. O que tem que ser levado em consideração é que o novo aeroporto de Portão vai demorar uma eternidade pra ficar pronto e operacional. Não penso nisso menos de 20 anos. Então de qualquer forma vale a pena fazer uma concessão do SF. E necessariamente para ele continuar viável durante este tempo, tem sim que ser ampliado completamente o Terminal 1 e ampliada a pista. Isso é ponto pacífico. Realmente a ZH está botando lenha na fogueira e lenha de péssima qualidade.

    Curtir

  7. Já achei uma má decisão o novo aeroporto, agora nem foi construído e já causa problemas.

    Curtir

  8. tava bom demais pra ser verdade, so o que falta se desistirem de privatizar o SF, volto a dizer, ali da pra fazer um baita terminal, e sobra espaço ainda.

    RBS as vezes da umas materias que vou te contar viu.

    Curtir

  9. o aeroporto de brasilia é gigante, com 4 pistas..próximo a ele está a cidade de Anápolis que ira receber um aeroporto exclusivo de cargas..procurem no google…o aeroporto novo não sera só de poa mas de toda a região metropolitana e interior

    Curtir

  10. Matéria muito ruim e mal feita, pois ela propria, dentre outros argumentos, sustenta que ainda não foi decidido o modelo da concessão – salientando que há uns mais favoráveis que outros -, mas na manchete diz que ela está “travada”…

    Como levar a sério?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: