Em 6 anos, quase 90 obras de grande porte deixaram de compensar dano ambiental em Porto Alegre

Empreendimento imobiliário do bairro Vila Nova, segundo TCE, deixou de replantar 2.364 mudas Foto: Matheus Schuch  / Rádio Gaúcha

Empreendimento imobiliário do bairro Vila Nova, segundo TCE, deixou de replantar 2.364 mudas
Foto: Matheus Schuch / Rádio Gaúcha

Entre 2007 e 2012, 87 empreendimentos de grande porte deixaram de efetuar, integralmente, a compensação vegetal em Porto Alegre. Isso significa dizer que os empreendedores desmataram para a execução de obras, mas não fizeram o replantio das árvores.

Clique aqui para ler a matéria no site da Rádio Gaúcha.

_____________________________

Impressionante isso !  Quer dizer que a compensação ambiental se faz com dinheiro, machados, serras elétricas, etc….  e não como deveria ser feita. O real objetivo da ação de compensar não é cumprido! Isso é gravíssimo !!! Inacreditável !!



Categorias:Meio Ambiente

Tags:

8 respostas

  1. Seria interessante ver se os responsáveis dessas obras fizeram doação para campanha do Fortunatti e sua laia

    Curtir

  2. daí a fernanda melchionna e o pedro ruas cobram esse tipo de coisa e são taxados de ecochatos

    Curtir

  3. Acredito que compensação ambiental não possa ser plantação de jardins, flores ou manutenção de praças por um período determinado.

    Tem ainda avenidas que podem receber árvores.

    No fundo o que falta mesmo é vontade e competência.

    Curtir

    • Sinto que no fundo ou no início o que temos em Porto Triste é que quem faz a obra ou o projeto não será aquele que se beneficiará da obras e/ou da Política Pública. Pois os “gestores” da cidade vivem em um mundo de conto de fadas e tão literalmente cag*ndo pras necessidades da população!

      Curtir

  4. Vamos exigir do prefeito que pare andar de carro da prefeitura, e dê uma volta em Porto Alegre embaixo de 30 e tanto graus, sem sombra das árvores. Vergonhoso! As previsões de boa parte dos especialistas é sobre aquecimento global e, enquanto isso, andamos pra outra direção.
    Ah, mas temos jerivás de sobra… a bela compensação ambiental de POA!

    Curtir

  5. “Pessoas não utilizam as árvores” – José Fortunati.

    Curtir

  6. Para mim isso é um escândalo. Uma pena, mas essa administração está acabando com a idadentidade de POA – mas muitos vão chamar de “modernização”.

    Curtir

  7. Quem fiscaliza isso são as mesmas pessoas que receberam motosserra como compensação ambiental. Pode isso?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: