Prefeitura faz nova licitação de ônibus nesta segunda-feira

Empresas estrangeiras poderão participar do certame  Foto: Luciano Lanes / PMPA

Empresas estrangeiras poderão participar do certame  Foto: Luciano Lanes / PMPA

O recebimento das propostas para a licitação de ônibus da Capital será nesta segunda-feira, 24, às 14h. As propostas das empresas interessadas serão entregues no auditório da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), rua João Neves da Fontoura nº 7, bairro Azenha. A principal novidade do edital é a possibilidade da participação de empresas estrangeiras no certame, requisito que não constava no primeiro documento. Os principais itens de qualificação do serviço, como ar-condicionado, acessibilidade universal, quatro passageiros por metro quadrado em pé no interior dos veículos, monitoramento total e aumento da frota, entre outros, permanecem como exigência na nova licitação.

A companhia Carris não participará do certame, que está dividido em três bacias/lotes operacionais (Norte, Leste e Sul). Os licitantes poderão apresentar proposta para mais de um lote, porém, somente poderão ser declarados vencedores em apenas um. O critério de julgamento das propostas é a menor tarifa. Será declarado vencedor aquele que apresentar a menor tarifa para o lote.

O sistema terá um incremento de 90 veículos em relação ao volume existente (1.703), resultando em 1.793 ônibus. Esse incremento foi instituído para garantir mais conforto aos usuários. Com isso, o número de passageiros por metro quadrado será reduzido dos atuais seis para quatro usuários. O aumento da frota permitirá um melhor atendimento em termos de cumprimento das tabelas horárias.

Outro importante fator que consta no novo edital são os ganhos de produtividade, que serão revertidos para a modicidade tarifária. Isso significa que, se a empresa prestadora de serviço for eficiente, operando com custos menores, parte de seus ganhos serão revertidos para a tarifa, resultando em um menor valor da passagem. O edital estabelece indicadores e metas de qualidade do serviço, para que os usuários tenham cada vez mais conforto, segurança e respeito aos horários estabelecidos. Aqueles operadores que descumprirem esses itens serão penalizados, e os valores revertidos para reduzir a passagem.

Tanto o poder concedente quanto as empresas serão responsáveis pela atração de novos usuários para o sistema. Na nova licitação, a tarifa única continua valendo, assim como todas as integrações e os benefícios atuais do cartão TRI.

PRINCIPAIS ITENS DO NOVO EDITAL

Tarifa | A empresa vencedora será a que apresentar a menor tarifa-teto, referente para cada bacia operacional. Por isso, ainda não é possível estimar qual será o novo valor para a passagem única.

Linhas de ônibus | A atual configuração das linhas da Capital, que possui atendimento em toda a cidade, não será alterada.

Bacias operacionais | Norte, Leste e Sul.

Carris | A empresa pública não entrará no certame.

Frota | A licitação prevê 1.793 ônibus na frota (aumento de 90 veículos).

Ar-condicionado | Previsto em toda a frota (com implantação gradativa, sendo que 25% de toda a frota de cada bacia deverá  ter ar-condicionado no início da operação. Em 5 anos, 75% da frota terá ar-condicionado e, em dez anos, 100% da frota circulará com ar-condicionado).

Acessibilidade universal | Prevista em toda a frota.

Indicadores de qualidade | As empresas terão que cumprir as metas de qualidade. Caso contrário, serão penalizadas, e os valores revertidos para a tarifa.

Cartão TRI | Seguirá valendo no sistema dos ônibus.

Passageiros em pé | O número de passageiros por metro quadrado será reduzido dos atuais seis para quatro usuários em pé no interior dos veículos.

GPS | Toda a frota contará com o equipamento, que contribuirá para o controle do serviço e a oferta de informação aos usuários.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:onibus

Tags:, , ,

4 respostas

  1. Uma coisa tenho que reconhecer: licitar por linha pode ser melhor que por bacia mesmo. Mas acho que seria bom liberar geral mesmo, poder ter mais de uma empresa na mesma linha.

    Curtir

  2. Tadinho dos empresários do Transporte, a licitação não deixa eles terem lucro nenhum, e assim fica difícil de trabalhar, né?

    Curtir

  3. E como eu já havia falado aqui no blog, se confirmou, nenhuma empresa interessada, e não me venham com “máfia do transporte”, uma vez aqui no blog o povo sonhou com empresas da Inglaterra, Portugal, Bélgica e eu falei, sonhem. Ainda aperto a mesma tecla e afirmo, serão as mesmas empresas mas com regras a serem obedecidas, aguardem….

    Curtir

  4. NENHUMA empresa

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: