Falando em revitalização da orla…

…olha aqui um exemplo de como se faz.

Em 2000 , o município grego de Thessaloniki lançou um concurso internacional de arquitetura para a remodelação da orla da cidade, e  em 2006 a construção do primeiro prêmio começou. A primeira parte (cerca de 75.800m2 ) foi concluída em 2008 e a segunda parte (cerca de 163.000m2 ) teve início em 2011 e foi concluída em 2014. O comprimento total da orla é de 3 km . Existem 2.353 árvores novas , 118,432 plantas novas , 58,75 hectares de espaços verdes e 11.557m2 de playgrounds.

O padrão de qualidade é inegável.

Clique para ampliar.

3 2 Untitled-1 4 5 6 7 8 99

.

_________________________________________________

.

(Para efeito de comparação: A Grécia é um dos países mais pobres da Europa,

com uma economia de 248 bilhoes, a 40ª economia do mundo –

o Brasil é a a 7ª, com 2.250 trilhões de PIB).



Categorias:ORLA

Tags:

24 respostas

  1. Ja tinha visto esbocos desse projeto quando estive na cidade em 2002. Tessalonika e’ encantadora. Espero que a nossa revitalizacao seja de qualidade e que as obras sejam executadas melhores do que os projetos da HYPE.

    Curtir

  2. Caro Marcelo, aquele teu comentário ao final dá a impressão de que o Brasil, por ter uma economia maior, é mais rico que a Grécia, quando, na verdade, sabemos que a Grécia é um país muito mais rico, mesmo estando em recuperação de uma quase falência. Não que isso impossibilite que nossas cidades tenham belas orlas, mas apenas como observação.

    Curtir

    • Os cidadãos da Grécia podem ser mais ricos que a média do brasileiro, mas não são mais que os cidadãos porto-alegrenses. Mas é o ESTADO brasileiro que é infinitamente mais rico que o grego, e tem dinheiro de sobra para financiar esses empreendimentos.

      Curtir

  3. Olha ai, sem matagal, e nenhum alagamento, tornado, morte de formigas albinas raras pela destruição do “micro-clima” da região.

    Curtir

  4. Pessoal da agapam ve esse projeto e em 2 segundos tem acampamento na orla para salvar a vegetação “nativa”….

    Curtir

    • Ainda tem gente achando que é por causa de ambientalista que não sai algo em POA….

      Curtir

      • Não, eles não tem todo esse poder. Mas que aporrinham, ah isso sim. tem gente em Porto Alegre que acha que um prédio furreca de apartamentos na Lima e Silva é “espigão” e vai acabar com o bairro. Quem passa hoje na Lima e Silva e utiliza aquele AGRADÁVEL ESPAÇO PÚBLICO criado pela iniciativa PRIVADA onde antes havia uns tapumes agradece. Ainda bem que o gritedo da Sofia Cavedon foi em vão, se não eu não teria uns banquinhos pra sentar ali na frente do Spot. E o pessoalzinho fez aquela bosta de votação que atrasou 10 anos a revitalização da orla.

        Curtir

      • Podem incomodar, mas todos tem direito de reclamar do que discordam.

        A obra da orla não saiu até hoje por que nenhuma administração tomou iniciativa e/ou teve recursos.

        Curtir

      • Ambientalista não. e sim FALSOS ambientalistas que se escondem atrás de segundas intensões que podem ser políticas, empregatícias ou corruptas, para derrubar uma ideia que iria ser aproveitada pela população, mas ao invés disso arrumam desculpas furadas para atrapalhar a evolução da cidade. O resultado disso é uma orla feia, fedorenta e cheia de maconheiros. Nossa cidade merece uma orla moderna, bonita e que atraia turistas.

        Curtir

      • Mais um que acreditou que o problema são eles.

        Curtir

  5. abstraindo comentários da orla da cidade grega, que está muito bonita, o último parágrafo – “Grécia um dos países mais pobres da Europa…”.teve a sua crise nos anos 2010, mas a renda per capita era e deve ser no mínimo umas 3 vezes do Brasil. Se compararmos PIB bruto, o Brasil é muuuiiiiittooooo mais rico que Suécia, Dinamarca, Austrália, Canadá, e assim vai….melhor capacidade comparativa! Antes que me acusem de qualquer outra coisa, sonho com uma orla bonita em Porto Alegre, independente de ser pública ou privada, livre passagem ou cobrando ingresso, com bares ou sem bares, ….

    Curtir

    • O PIB bruto do país mostra a riqueza do país com um todo. No Brasil, em que o Estado se apodera de boa parte do PIB, fica ainda mais gritante a riqueza dele em poder fazer obras.

      Curtir

  6. Cappellari vê um projeto desses e tem um ataque cardíaco, pois não tem estacionamento.

    Curtir

    • Pior que tem, dê uma olhada no Google Earth

      Curtir

      • Olhei no Google Maps e não encontrei. Só o que tem são uns caminhões, mas me parece que é da construção pq tem uns montes de terra, perto do Garden of Sand. Tem também uns carros perto, mais para o lado da rua, mas acho que aquilo é um hotel.

        Em um dos projetos daqui de PoA tem até estacionamento com vista para o Guaíba.

        Curtir

  7. E veja que é algo até que simples, sem grandes estruturas, telhado verde ou o escambau. É um calçamento bem feito, árvores, grama e iluminação.

    Curtir

    • é que a gente ainda prefere a arquitetura ‘gourmet’. muito enfeite, pouca funcionalidade, o dobro do preço.

      Curtir

  8. PRIVATIZARAM A ORLA DE TESSALÔNICA! Como deixaram isso acontecer? Que horror! Agora, sem sacanagem, até que lembra bem de longe a topografia de Porto Alegre: http://pt.wikipedia.org/wiki/Salonica#mediaviewer/File:Salonica-view-aerial2.jpg

    Curtir

  9. Achei muito bom o projeto, mas de nível similar ao do Guaíba, do Lerner…

    Curtir

  10. Sentiram a palavra mágica? CONCURSO INTERNACIONAL…

    Ou seja, quando a IAB pedir um (conservador) concurso nacional, não chamem eles de petistas que só querem criticar a administração. Podem até ser petistas, mas o pedido é benéfico para a cidade.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: