Cor branca da Santa Casa era apenas um selador

santa-casa01

santa-casa02

Jornal Metro – Porto Alegre – 01/12/2014

Duas fotos tiradas hoje a tarde (01/12/2014):

santa-casa-01

santa-casa-02



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Patrimônio Histórico

Tags:,

9 respostas

  1. De qualquer forma, essa pintura nova está muito bonita!

    Curtir

  2. Os tapumes mandam abraço…

    Curtir

  3. Amém.

    Só não pintem de rosa, como a casa de cultura, acho horrível.

    Curtir

  4. Que pena, gosto do branco. O ideal é sempre pintar edifícios históricos de apenas uma cor (discreta!) e deixar que os detalhes se destaquem por si só. E se o edifício for revestido com material com cores e texturas específicas (como o Santander Cultural e a Catedral), jamais deve ser pintado por cima! Edifícios históricos coloridos e com detalhes pintados com cores mais claras ou mais escuras (quase sempre sem critério) é uma coisa que só se faz no Brasil e os deixa menos sóbrios.

    Curtir

    • Acho engraçado o jornal falar que o branco descaracterizava a edificação sendo que ela era originalmente… branca. Como quase vários outros prédios históricos hoje coloridos em Porto Alegre.

      Curtir

      • Sim, originalmente esses prédios eram na maioria brancos, e não se tinha o hábito de destacar elementos arquitetônicos em outras cores. Eu acho por exemplo que a Igreja da Conceição era mais bonita branca. As vezes num cenário caótico, poluído, cheio de placas, fios, os edifícios brancos se destacam

        Curtir

  5. \o/

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: