EPTC instala novos paraciclos em terminais de ônibus

Equipamentos são adesivados com símbolos de estacionamento e bicicleta  Foto: Mário Gonçalves/Divulgação PMPA

Equipamentos são adesivados com símbolos de estacionamento e bicicleta  Foto: Mário Gonçalves/Divulgação PMPA

Equipes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) instalaram na tarde dessa segunda-feira, 1º de dezembro, novos paraciclos (estacionamentos para bicicletas) nos terminais de ônibus Antônio de Carvalho e Triângulo. Os equipamentos estão sendo instalados principalmente nas áreas das estações para possibilitar a integração com o transporte coletivo. Os paraciclos são adesivados com os símbolos de estacionamento e bicicleta. Até o momento, a EPTC já instalou 22 equipamentos na Capital.

Onde estão localizados

Terminal Azenha – 4
Rui Barbosa – 6
Nilo Wulff (Restinga) – 2 
Rua Uruguai (ao lado da Loja TRI) – 4 
Triângulo – 4 
Antônio de Carvalho – 2

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

25 respostas

  1. Achei que a foto do tópico fosse um render daquela série do Discovery ” O Mundo sem Ninguém” (um ano após o desaparecimento da espécie humana da face da Terra).

    Curtir

  2. É só comprar um cadeadão e uma corrente grossa, como eu comprei. Uso sempre a bike para qualquer trajeto de menos de 5Km. Mas faltam bicicletários NO CENTRO, prefeitura.

    Curtir

  3. Comprei uma bike na Black Friday e queria saber onde que é menos perigoso de roubarem, se ha lugares e se roubam muito em poa… Pensei em trabalhar de bike, mas se for roubalheira vou continuar indo de ônibus/lotação. Tem algum site que debatem isso?

    Curtir

    • Nos comunicados que o pessoal coloca no Face, quando tem bike roubada é geralmente na Cidade Baixa, mas tem q ver que na Cidade Baixa tem muita bike.

      Curtir

    • Para ir trabalhar com mais tranquilidade eu aconselho comprar boas trancas. As trancas em formato de U (u lock) são as mais aconselháveis. Prenda sempre a roda + quadro + bicicletário de uma só vez com a tranca. O ideal é 2 trancas (uma para cada roda).

      Curtir

    • As vezs a empresa em que se trabalha pode facilitar um local para “esconder” ou estacionar a bike.

      Curtir

    • Valeu pessoal. Os prédios comerciais relutam pra deixar no estacionamento?
      Eu vi que eles derretem como manteiga esse U lock, por usar ar comprimido e tudo mais. Já chegou essa tecnologia de bandidagem por aqui?

      Qual pagina no fb que tem sobre isso? Valeu

      Curtir

  4. Me pergunto porque a prefeitura põem tão poucos e todos passam essa sensação de insegurança, se é apenas para dizer que não houve demanda e parar de instalar.

    Acho que eles deveriam ser em quantidades maiores em destinos como o mercado publico, gasômetro, praça da alfândega, universidades, parques. Ou até mesmo no terminal, mas em algum lugar mais seguro. Quem sabe com uma trava eletrônica ativada pelo cartão Tri, depois que ela foi travada com um cartão só abre depois com o mesmo.

    Outros lugares interessantes seriam nas estações da Trensurb e nas futuras estações do Metrô e do BRT. Mas sinceramente, é um avanço os paraciclos serem pretos em forma de U invertido, possibilitando prender a bike pelo quadro. Quando fiquei sabendo que a prefeitura estava instalando paraciclos, pensei que fossem aqueles semicirculares baixinhos e laranja, onde você prende a bicicleta pela roda pela manhã e de tarde apenas a roda está la.

    Curtir

  5. Pelo menos nao sao laranja com azul…..ou alguma cor gritante.

    Curtir

  6. Boa iniciativa, mas eu sempre me pergunto: Porque todas as obras que vejo parecem uma grande gambiarra? Olha ali no chão os remendos!

    Curtir

  7. Em Florianópolis eu já vi até Merida, Specialized e Cannondale presa em paraciclo na rua. Aqui em PoA no máximo é Caloi. Ou o pessoal arrisca mais lá ou aqui é muito mais perigoso.

    Curtir

  8. Às vezes parece que reclamamos demais no blog. Mas eu não consigo evitar, é uma necessidade.
    É positivo que instalem paraciclos, disso não há dúvida. Se há corajosos ou não que vão deixar suas bikes ali, deixo para cada um decidir o que é melhor para sua bicicleta.

    Entretanto seria interessante também possibilitar a instalação de algum serviço privado de estacionamento de bikes para aqueles que desejam ter certeza de que a bicicleta estará lá quando voltar.

    Curtir

    • Tenho pensado muito nisso. Nossas garagens particulares resistem muito a aceitar bicis e não sei por que. Fui a Buenos Aires ano passado e bem dizer todas aceitavam, será cultura ou legislação a diferença?

      Eu não me importo em pagar o mesmo que uma moto. Só queria um lugar pra prender a bici lá dentro.

      Curtir

    • No centro já tem, bem em frente a casa de cultura Mario Quintana, e pelo visto o pessoal deixa bastante bikes ali.
      Só não sei o preço que cobram.

      Curtir

  9. QUando eu decido me deslocar de bicicleta é por que nao quero gastar em onibus, até por que o TRI da isençao na segunda passagem, logo eu usaria dois onibus se fosse o caso de um deslocamento mais extenso.

    Ou seria melhor arriscar perder a bicicleta para pegar um onibus só?

    Curtir

  10. Difícil é confiar que sua bike vai estar neles quando voltar.. 😦
    Realiza a bike parada um dia inteiro no terminal da Antõnio de Carvalho..

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: