De novo, o Natal é em Curitiba, não em Porto Alegre

Calçadão de Curitiba:

Calçadão de Porto Alegre:

-----------rua-da-praia



Categorias:Outros assuntos

48 respostas

  1. Eu vi esse vídeo da Coca Cola e corri aqui ressuscitar essa discussão.

    A pergunta que fica é como seria a mesma ação em Poa? Garanto que não faltariam comunas criticando e impedindo a parceria entre o poder público e privado. Vejam que é uma parceria entre Coca e Prefeitura, assim como existe o Natal no Palácio que é de um banco particular.

    Enfim, alguém sabe se a Coca Cola fez um vídeo semelhante aqui em Porto?

    Mais uma vez desculpe postar em tópico antigo mas achei o lugar mais adequado.

    Curtir

    • Com certeza que aqui no Rio Grande do Sul em que está infestado de socialistas-comunistas, por todos os cantos, jamais a Coca Cola ou outra marca de origem no capitalismo teria oportunidade de lançar um comercial com sua marca. Lembrem-se que em edições do famigerado Fórum Social Mundial tanto a Coca Cola como outros produtos de marca norte-americana, estavam impedidos de serem comercializados. E esses comunas que nada mais são do que ratos de esgoto, continuam leves, livres e soltos. Democracia tem limites, lixo se coloca no lixo.

      Curtir

  2. Esqueceram do Natal Cristão e o que na verdade ele significa. E isso faz com que o povo fique cada vez mais descrente de tudo, votando até em comunistas. Não é difícil de chegar-se a uma conclusão: se aparece na telinha, pornografia, bundas e tetas de fora, rebolando na frente das câmeras, aí está tudo bem, às mil maravilhas. Mas, nada para alimentar o nosso lado espiritual

    Curtir

  3. Sinto falta também de ambiente natalino pelas ruas da nossa capital. E pensar que o prédio do Tumeleiro em frente à rodoviária se adaptaria p/fazer o mesmo que em Curitiba! Quem sabe quando fizerem uma nova rodoviária??? A esperança é a última que morre!

    Curtir

  4. Impressionante que quando a Prefeitura de Curitiba colocou as fotos do calçadão decorado choveu curitibanos criticando e lamentando a pobreza da decoração natalina.

    Parece que os curitibanos consideram a decoração de natal de 2014 uma das mais fracas da sua história. E é nisso que eu vejo a diferença entre eles e nós. Não são nada bairristas, não se contentam com pouco e exigem cada vez mais do poder público e da cidade.

    Por aqui se colocassem meia dúzia de luzes pelo centro ia chover gente “emocionada” com a decoração de POA.

    Curtir

  5. O Brasil desde que foi descoberto ou achado como uma terra do além-mar, nunca deixou de ser uma nação cristã, até por ter descendência européia, portanto, não devemos ignorar o cristianismo. E o mínimo que podemos fazer é comemorar o dia de Natal, ainda como simbolismo do nascimento de Cristo. Parece que nossos governantes estão esquecendo-se disso. E os motivos visuais urbanos estão cada vez mais raros. Bem diferente de cidades da região serrana, como, Gramado, Canela, Nova Petrópolis, etc. que mantém fortes tradições cristãs.

    Curtir

    • Argumento sem pé nem cabeça. O feudalismo era 100% europeu/ocidental, vamos cultivá-lo? O cristianismo é uma fantasia muitas vezes nociva, que deveria ser substituído por uma estima maior aos valores humanos, muitos dos quais ausentes nas religiões. A filosofia já venceu esse aspecto, mas as pessoas comuns ainda têm fé nisso. Não façamos festa para Jesus ou Júpiter ou qualquer outro historicamente inventado, mas comemoremos os aspectos positivos do país como os imigrantes, as etnias que nos formam, a solidariedade, a amizade, honestidade… Mas isso que digo é ilusão, pois os nossos deuses hoje são outros e o ensino a nós disponível nos acorrenta ao inferno.

      Curtir

  6. Parece que essa prefeitura faz tudo para a cidade não ser agradável. O slogan do Sgarbossa faz cada vez mais sentido para mim: “Cidade mais humana”.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: