Única empresa da licitação da orla é desclassificada

Edital para revitalização da orla do Guaíba pode ser cancelado
Única empresa habilitada na concorrência apresentou um contrato acima do estipulado e foi desclassificada

Samantha Klein/Rádio Guaíba

Edital previa a revitalização de um trecho de 1,3km, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias | Foto: Divulgação / PMPA / CP

Edital previa a revitalização de um trecho de 1,3km, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias | Foto: Divulgação / PMPA / CP

A empresa Toniolo Busnello, única habilitada na concorrência pública para realizar a primeira etapa da revitalização da orla do Guaíba, foi desclassificada nesta quarta-feira. A empreiteira ofereceu um contrato avaliado em R$ 69,6 milhões. O valor é R$ 12,2 milhões acima do montante estipulado pela Prefeitura de Porto Alegre.

Assim, a Comissão Especial de Licitações abriu o prazo de cinco dias úteis para que a empresa ingresse com um recurso contra a desclassificação. Caso a empreiteira não recorra da decisão, o edital de licitação será cancelado e não expectativa para a publicação de nova concorrência pública.

O edital previa a revitalização de um trecho de 1,3km, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias, na avenida Beira-Rio. No projeto estava contemplada a colocação de quiosques, bares, ciclovia e quadras poliesportivas.

Há duas semanas, o consórcio Pelotense Portonovo, já tinha sido desclassificado por falta de documentação. O certame foi publicado após quase três anos de atraso, o que inclui a contestação do Tribunal de Contas do Estado em relação ao preço anterior do projeto.

A assessoria de imprensa da Toniolo Busnello informou que a empresa não vai se pronunciar sobre a desclassificação da proposta. A Prefeitura não confirmou ainda se um novo edital será lançado.

Correio do Povo / Rádio Guaíba

__________________

Do site da Prefeitura:

Empresa tem cinco dias úteis para apresentar recurso da decisão Foto: Joel Vargas/PMPA

Empresa tem cinco dias úteis para apresentar recurso da decisão
Foto: Joel Vargas/PMPA

A Comissão Especial de Licitação de Projetos Estruturantes desclassificou a empresa Toniolo Busnello da concorrência pública para a execução das obras da primeira fase do projeto de Revitalização da Orla do Guaíba. Em sessão pública realizada na tarde desta quarta-feira, 10, a Comissão abriu o envelope com a proposta da empresa, fixada em R$ 69,6 milhões. Única licitante habilitada para a realização da obra, o valor apresentado pela Toniolo Busnello ultrapassa em mais de R$ 12 milhões o teto estabelecido pelo edital da concorrência pública, que é de R$ 57,4 milhões.

O presidente da Comissão de Licitação Ricardo Timm explica que a empresa tem prazo de cinco dias úteis para apresentar recurso da decisão que a desclassificou. O secretário do Gabinete de Desenvolvimento e Assuntos Especiais (Gades), Edemar Tutikian, lamenta que nenhuma empresa tenha saído vencedora da licitação para a realização da obra. Disse ainda que a prefeitura deverá decidir agora se abrirá prazo para a empresa apresentar nova proposta ou se fará a opção por realizar uma nova licitação.

Esta concorrência contempla a execução dos primeiros 1.320 metros do projeto de revitalização da orla do Guaíba, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias, na avenida Edvaldo Pereira Paiva.



Categorias:Outros assuntos

22 respostas

  1. Porto Alegre das licitações e um dos centros mais sujos de toda região e se bobear do estado. Não percebe que sem haver mudanças nesse setor, jamais terá investimento de grande porte por ali. Ontem caiu um tromba d’agua no centro e a Dr Flores se infestou de ratos saindo dos bueiros entrando em lojas e muitas pessoas correndo, tanto da chuva como dos ratos, e isso bem no centro da capital.
    Calçadas sempre sujas, população relaxada, sem tetos, ruas esburacadas, calçadas quando tem pequenas e sem contar os inúmeros vendedores ambulantes que existem disputando espaço nas calçadas… Porto Alegre já foi bem melhor.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: