Oito torres de parque eólico caem na Fronteira (atualizado)

Ventos chegaram a 200km/h na região de Santana do Livramento

Torres ficaram totalmente retorcidas | Foto: Daniel Badra / Especial / CP

Torres ficaram totalmente retorcidas | Foto: Daniel Badra / Especial / CP

As chuvas e ventos fortes que atingiram o Rio Grande do Sul durante esse sábado, acarretaram no desabamento de torres do parque eólico de Santana do Livramento. De acordo com a Defesa Civil do município, não há ocorrências de pessoas machucadas por conta da queda.

O coordenador do órgão, Delmar da Rosa Rodrigues, não soube especificar quantas torres caíram na Usina da Eletrosul, no entanto, testemunhas afirma que foram oito. Os vento na região chegaram a 200km/h. Este parque eólico foi o primeiro a ser construído na região da Fronteira Oeste do Estado.

Confira a nota de esclarecimento da Eletrosul

“Em virtude do vendaval que atingiu o Rio Grande do Sul nesse sábado (20/12), a Eletrosul informa que registrou a queda de oito aerogeradores no Complexo Eólico Cerro Chato, em Santana do Livramento, na fronteira Oeste do Estado. As estruturas foram derrubadas pelo impacto das rajadas de vento que chegaram a quase 250 km/h, segundo dados dos institutos de meteorologia da região.

As redes de interligação do sistema de transmissão de energia do Complexo Eólico Cerro Chato não foram danificadas. Os aerogeradores afetados pelo vendaval possuem 136 metros de altura e cada um pesa aproximadamente 600 toneladas.

Técnicos do Centro Regional de Manutenção e Apoio à Operação da Eletrosul, em Santana do Livramento, vistoriaram o Complexo Eólico para garantir a integridade das demais torres dos parques atingidos. Nos próximos dias, uma análise nas estruturas danificadas será realizada para a restauração ou instalação de novas torres.”

Correio do Povo

________________

O Jornal ZH só divulgou que eram 8 torres caídas por volta das 22h deste domingo, enquanto o Correio desde o início da tarde (13h) já noticiava a queda das 8. Para a ZH era apenas uma torre que havia caído….

________________

Leia no G1 mais informações das razões perlas quais as torres foram derrubadas:

Estragos em Livramento podem ter sido provocados por microexplosão

Foto feita antes de temporal mostra nuvem característica do fenômeno.
Rajadas de vento causaram destruição e derrubaram até aerogeradores.

Vento derrubou torres de energia eólica em Santana do Livramento (Foto: Fabian Ribeiro/ Raw Image /Estadão Conteúdo)

Vento derrubou torres de energia eólica em
Santana do Livramento (Foto: Fabian Ribeiro/
Raw Image /Estadão Conteúdo)

Foto mostra nuvem característica do fenômeno chamado de microexplosão  (Foto: Fabian Ribeiro/A Plateia)

Foto mostra nuvem característica do fenômeno chamado de microexplosão (Foto: Fabian Ribeiro/A Plateia)



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

11 respostas

  1. Só fiquei com uma duvida, são quantos aerogeradores nesse parque eólico? só pra ter uma noção do tamanho do estrago nele.

    Curtir

  2. No mínimo, deveriam demitir todos os engenheiros envolvidos com este projeto.

    Curtir

    • Se realmente foram microexplosões, não vejo porque, já que elas tem um potencial destruidor bem acima do planejado nos projetos pra resistir a vendavais.

      Curtir

    • Culpa do PT, é claro. Privatizem os temporais, já.

      (desculpem, não podia perder a piada)

      Curtir

      • São os ventos do comunismo da dilma destruindo os capitalistas que querem vender energia do vento kkkk

        Curtir

      • O PT é vítima da grande mídia burguesa, o mensalão nunca existiu e o petrolão é criação da Veja. É isso, né, Vagner?

        Curtir

      • Tô me lixando com qualquer político ou partido. Que prendam a Dilma, Aécio ou Marina, que cassem o registro do PSOL ou do Democratas, se ficar comprovado que um deles roubou alguma coisa. Me importa é o país, e o desvio do nosso dinheiro.

        Agora, que foi absurdo tu querer colocar nos engenheiros responsáveis pela usina eólica a culpa por uma catástrofe natural, isso foi… Não podia perder o “timing” da piada.

        Curtir

  3. Esse fenômeno da micro explosão já havia ocorrido no estado a cerca de 3 anos quando destruiu um posto de gasolina e chegou.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: