Nova linha catamarã: Transporte deve ter 500 passageiros diários na zona Sul + fotos exclusivas

Operação da nova linha teve início às 12h40min desta quarta-feira

Cíntia Marchi

Por dia, 3 mil pessoas utilizam o Catamarã | Foto: Samuel Maciel

Por dia, 3 mil pessoas utilizam o Catamarã | Foto: Samuel Maciel

O Catamarã, operado pela Catsul, já embarca e desembarca passageiros no Píer do BarraShoppingSul, Zona Sul de Porto Alegre. Por dia, 3 mil pessoas utilizam a linha que liga Guaíba-Porto Alegre. O diretor de Operações da Catsul, Carlos Augusto Bernaud, estima um incremento de cerca de 500 passageiros diários com o funcionamento da nova linha.

A operação começou às 12h40min de quarta-feira, duas horas depois de assinado o convênio que permite a integração da linha urbana com a linha intermunicipal já existente entre a Capital e Guaíba. O acordo foi assinado entre a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS (Agergs), Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), prefeitura de Porto Alegre, Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) e a CatSul.

A diretora de Assuntos Jurídicos da Agers, Luciana Luso de Carvalho, explica que o convênio tem prazo de 12 meses, não podendo ser prorrogado. O transporte que agora circula pelo Píer do BarraShoppingSul funcionará em caráter experimental. “Abriu-se esta excepcionalidade. No prazo de um ano, poderá ser avaliada a viabilidade econômico-financeira desta linha, o que dará subsídios para que a prefeitura prepare a licitação”, esclareceu.

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, lembrou que o poder público sempre buscou alternativa para ampliar a oferta de transportes coletivos aos usuários. “Esperamos que esta linha se viabilize e a partir de agora vamos lutar para que o Catamarã chegue à Ilha da Pintada”, diz. O diretor-superintendente da Metroplan, Oscar Gilberto Escher, comemorou a autorização da linha que leva à Zona Sul. “Pactuamos algo que é de interesse da sociedade. É louvável a iniciativa de todos os órgãos para concretizar este ato”. Uma força-tarefa foi montada nos últimos dias para que se encontrasse uma solução para o funcionamento do Catamarã na Zona Sul. O impasse dava-se pelo fato de que a Catsul não estar autorizada pela Agergs a operar linhas urbanas, mas somente intermunicipais.

Catamarã na Zona Sul: como vai funcionar

• A tarifa para quem utilizar a linha urbana do Catamarã é de R$ 5,00. Já a tarifa metropolitana continua R$ 7,35.

• De segunda a sexta-feira, serão oferecidos dez horários do Centro de Porto Alegre ao BarraShoppingSul e oito horários do Barra ao Centro. No sábado, serão seis horários para ambas as travessias, enquanto que nos domingos e feriados terão quatro horários do Centro para a Zona Sul e cinco do Barra para o Centro.

• Do Centro até o Píer da Zona Sul, o trajeto terá o tempo de 14 minutos, em média.

• A tabela completa de horários da nova linha está disponível no site.

Correio do Povo

_____________________

Fotos exclusivas do trajeto, por Gerson Ibias, tiradas hoje à tarde, 24/12/2014:

Bônus: Fotos do Omar Freitas, fotógrafo da ZH:

 

 



Categorias:Catamarã

Tags:, ,

37 respostas

  1. o próximo feito da agergs será interromper o funcionamento do trensurb, ou impedir as pessoas que entram na estação mercado de descer na estação aeroporto.

    Curtir

  2. Só o Pier não está compatível com o projeto e quanto a fazer do lugar uma área de lazer, limpa, bem cuidada, se possível um projeto paisagístico? Quem sabe a Construtora do Shopping encampa….

    Curtir

    • O shopping não quer gente fora dele. O shopping quer gente dentro dele. É natural, é do negócio. Espaço público é prerrogativa do poder público. E quanto ao nosso poder público, infelizmente, não tenho esperanças de que isso vá acontecer…

      Curtir

  3. Espero que agora melhorem aquela “praia” onde ta o pier.
    Aquele lugar é CONSTRANGEDOR.
    Pequenas ilhas de grama no meio do areião. Buracos. Barro. Gente morando com seus utensilios ebaixo dos msmaricás. Muita gente morando ali. Mato fechado numas partes e areião noutras partes. É um lugar CONSTRANGEDOR.

    Curtir

  4. As fotos estão incriveis.

    Poa tem um grande potencial para ter um dos skylines mais incríveis do Brasil, só falta força de vontade,

    Curtir

  5. “O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, lembrou que o poder público sempre buscou alternativa para ampliar a oferta de transportes coletivos aos usuários.”

    • Piada do ano!

    Curtir

  6. Concordo! Vão ter que redimensionar essa demanda diária, o potencial é muito maior!
    .
    Olhando pra frente quanto tempo para o pier de Ipanema ser executado, alguém tem a informação?
    .
    Felipe X, torcendo muito por esse embelezamento do Centro Histórico.
    .
    P.S: Parabéns pro Gerson Ibias e para o Osmar Freitas, belas fotos!

    Curtir

    • Eu discordo. Eu não enxergo o catamarã como uma solução troncal de massa. Eu acho toda essa história do catamarã no Barra uma grande perda de tempo – pra gringo ver, no máximo.

      O modal catamarã de “cabotagem” está muito mais para uma solução de transporte seletivo de média distância, simplesmente por ter uma capacidade baixa e um dwell time altíssimo. Hoje ele transporta 120 passageiros por vez, e sua operação de atracação/embarque/desembarque leva entre 5 a 10 minutos. Por mais que tivéssemos então uns três ou cinco veículos fazendo o percurso por hora, estaríamos falando de 600 passageiros por hora. Em comparação, um corredor de ônibus minimamente organizado consegue 10000 passageiros por hora – e isso considerando que cada parada/embarque/desembarque leva uns 15 segundos se tudo estiver organizado. E que você não precisa comprar passagem antes, e que você pode viajar em pé se for o caso.

      O catamarã é perfeito para deslocamentos de travessia de grandes corpos d’água, pois daí ele está concorrendo com ônibus que fazem um percurso muito maior (é o caso de Guaíba e Ilha da Pintada). No caso do Barra, só no tempo que você perde comprando o tíquete, esperando a atracação, embarcando e desatracando, o ônibus já fez mais da metade do caminho até o Centro. E claro, ainda temos que considerar que pouquíssima gente morando perto desse píer, esperam o que então, que as pessoas peguem um ônibus para descer no barra, esperar o catamarã e pagar mais dinheiro pra ir pro Centro?

      Enfim, Ipanema ou Belém Velho/Lami talvez fossem experimentos melhores, dada a distância e o potencial turístico desses destinos. Mas Barra Shopping viajaram legal, o negócio é praticamente colado no Centro.

      Enquanto isso, a prefeitura constrói esse inexplicável binário da Borges/Praia de Belas, uma obra que não vai adicionar nadinha de nada de capacidade ao eixo – especialmente porque a prefeitura foi retardada e esqueceu de, sei lá, incluir um corredor de ônibus no projeto!

      Curtir

      • Que não é troncal de massa eu concordo mas ser para inglês ver é meio demais, não?

        Aposto que vai vir bastate gente de Guaíba para o shopping por exemplo. Minha faxineira vai vir por ali também por exemplo 🙂

        E considerando que a orla deles é mais interessante que a nossa em alguns aspectos, acho que vou pegar as vezes para ir lá também..

        Curtir

      • Verdade, fmobus! Esse binário não tem explicação.

        Curtir

      • Ah, sobre o binário, concordo mas ainda guardo a esperança que vão fazer faixa exclusiva de ônibus. Temos que lembrar que fazer pista de fato é proibido na Borges devido ao lindo paralelepípedo tombado e tal..

        Curtir

      • Só um adendo: o binário da Borges/Praia de Belas não é obra da Prefeitura. É um obra de contrapartida à expansão do Shopping Praia de Belas. Nem sequer foi projetada pela Prefeitura. Tampouco sua execução será.

        O que não quer dizer que não deveria ter um corredor de ônibus. Mas acho que no futuro será inevitável um corredor ali.

        Curtir

      • Eu pretendo utilizar, e muito… moro a 3 km do pier, vou de bicicleta até ali, é uma distancia boa e não chegarei “cheiroso” no trabalho… pegarei o catamarã até o centro, praticamente do lado do meu trabalho… depois posso voltar todo percurso com minha bicicleta… se conseguir fazer isso todos os dias do mês, são 380 reais por mes de economia (gasto de estacionamento e gasolina)… 4500 reais por ano… sem falar que estarei realizando atividade física diariamente… por enquanto vale mais a pena que onibus, além do final da linha ser na salgado, ainda corro o risco de pegar algum engarramento, bloqueio por protesto, etc… isso sem falar da possibilidade de entrar no onibus com bike, mesmo a minha sendo uma dobrável… nas segunda já pretendo fazer minha primeira viagem de bike + catamarã… pena que por enquanto são só 2 viagens de manhã e somente 5 vagas de bicicleta… tomara que poucos tenham a ideia de ir de magrela!

        Curtir

      • e acho que eles vão fazer o mesmo que o trajeto mais antigo… dependendo da demanda aumentar o número de horários… isso é óbvio… se as viagens lotarem logo logo eles aumentam o número…

        Curtir

      • Fabio:

        por mais que se aumente o número de viagens para o trajeto (algo que depende de aquisição de mais veículos), o limite da capacidade ainda seria baixo, como eu falei antes, em função do dwell time alto.

        José:

        a prefeitura teve que aprovar essa obra do binário, mesmo que não sejam eles a implementar. E nesse ponto, eles erraram, porque é essa obra é uma cagada.

        Curtir

  7. Vocês notam que as fotos lá no cais nem são de tão longe e estão legaizinhas? Nosso centro só precisa de um banho de loja…

    Curtir

  8. Que massa! Belas fotos também, a região do Trend tá ficando demais, as do barra tão interessantes tb.

    Curtir

  9. 500 passageiros? Foi todo esse furdunço pra 500 passageiros?

    Curtir

    • Também achei muito estranho Mobus. Eles vão ter que redimensionar o sistema. 500 é apenas uma minúscula fração do potencial….

      Curtir

    • Para as primeiras viagens em plena época de férias considero esse número um sucesso. São 10 viagens de ônibus lotado.

      Curtir

      • Mas Pablo, não são 500 passageiros diários agora, pra esse período de baixa. Eles estimam que o serviço novo vai adicionar 500 passageiros diários ao sistema ao longo do ano, em condições “normais”.

        Eu considero muito pouco. Quase nada. Não faz nem cócegas nas necessidades da Zona Sul.

        Curtir

    • acho bem razoavel esse numero de 500 pasageiros, afinal nem todas pessoas trabalham no centro e moram perto do barra shopping por exemplo, sem contar com o valor da passagem superior ao do onibus

      Curtir

  10. As novas torres de vidro no Barra ficaram show, principalmente contrastando com o verde. É incrível o potencial que tem esta cidade.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: