Porto Alegre tem redução de atropelamentos nos corredores de ônibus

Diminuição foi de 61,5%: houve 13 mortes em 2013 e cinco em 2014  Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Diminuição foi de 61,5%: houve 13 mortes em 2013 e cinco em 2014  Foto: Ricardo Giusti/PMPA

O ano de 2014 está chegando ao fim com uma boa notícia: as vítimas fatais por atropelamentos nos corredores de ônibus diminuíram na Capital. Se comparado com o ano passado, a redução foi de 61,5%. Foram 13 mortes em 2013, contra cinco esse ano. 

Segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), uma das principais causas para essa diminuição nas mortes foi a intensificação do monitoramento por radar móvel nos corredores, alertando os motoristas de ônibus sobre a necessidade de respeitar a velocidade máxima de 30km/h nas proximidades das paradas de ônibus. As ações com o radar móvel nos corredores atendem a todas as normas do Código de Trânsito Brasileiro e os equipamentos são aferidos pelo Inmetro.

Desde junho de 2013, quando as ações começaram a ser intensificadas, a EPTC já realizou 229 operações nesse sentido, com o objetivo reduzir as mortes no trânsito. “Nos pontos de embarque e desembarque de grandes avenidas há uma forte concentração de pessoas, por isso posicionamos os radares nas imediações desses locais. Os motoristas profissionais têm horários a cumprir e uma rotina que pode ser estressante, mas é fundamental que a velocidade seja respeitada, só assim é possível evitar acidentes”, afirma o gerente de fiscalização de trânsito da EPTC, Gomercindo Machado.

Machado ressalta que o respeito às normas por parte dos pedestres também é importante para reduzir a acidentalidade. “Muitas vezes as pessoas estão com pressa ou com fones de ouvido, desatentas ao que acontece a sua volta. Qualquer choque com um ônibus é um grande risco para os pedestres, por isso, a importância de estar atento e utilizar a faixa para a travessia”, conclui.

Educação – Além do monitoramento e fiscalização, a EPTC realizou diversas ações educativas em parceria com as empresas de ônibus, como palestras, treinamentos específicos onde os motoristas tiveram um dia como ciclistas, também com abordagens de orientação aos pedestres e motoristas em vias da Capital. A partir da metade do dezembro, em razão das comemorações natalinas, agentes da EPTC intensificaram o monitoramento nas proximidades de centros comerciais, shoppings e zonas de grande circulação de pessoas para evitar atropelamentos e demais ocorrências no trânsito.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:acidentes de trânsito, Meios de Transporte / Trânsito, Violência no trânsito

Tags:, ,

9 respostas

  1. Tiveram que morrer algumas pessoas este ano para lembrarem de reforçar a sinalização dos corredores como os da independencia e tambem colocar reguladores de velocidade em alguns como na padre cacique

    Vale lembrar tambem a DENUNCIA ENCAMINHADA AO MP pelo SINTRAN (sindicato dos fiscais de transito) sobre a NAO cobrança d emultas sobre alguns (30) coletivos.

    http://www.sintran.org.br/apitaco/edicao-01-006-04-2014.pdf

    Curtir

  2. Ótima notícia e bom trabalho por parte da EPTC, eu particularmente não sabia que estavam fiscalizando os corredores.

    E bom saber que se resolveu o problema com fiscalização (o que sempre dizemos aqui) mesmo depois do sr Cappelari dizer que a culpa geralmente é do pedestre. http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/os-acidentes-em-porto-alegre-estao-mais-violentos-diz-presidente-da-eptc-8751.html

    Curtir

  3. Pra mim um motorista de transporte publico agir fora da lei eh a mesma coisa de policial ser um ladrao. Eh um cumulo! Quem deve ser o maior exemplo de seguir as leis nao as cumprem!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: