No chão não! Descarte de bitucas de cigarro ainda é um péssimo hábito de parte dos habitantes de Porto Alegre

bituca1

bituca2



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

35 respostas

  1. PROGRAMA BITUCA ZERO: mais de 6 milhões reutilizados em projetos de hidrossemadura em todo o Brasil

    Curtir

  2. Se for do interesse de todos, vistem o site: http://www.poiatorecicla.com.br ou o Blog: poiatorecicla.blogspot.com.br . Além de todos os danos que o cigarro causa a saúde, o impacto ambiental também é enorme, exigindo um pouco mais de atenção de todas as pessoas (principalmente gestores públicos e privados) para o adequado tratamento deste resíduo. Antes de ser chato e anti tudo, precisamos em muito melhorar o nosso nível de consciência.

    Curtir

  3. OFF-TOPIC:
    .
    Não tem mais ampliação da pista no Salgado Filho! :/
    .
    Mais vamos lá, eu pelo menos não vou desistir em ter ampliação.

    Curtir

  4. Por isso que eu digo, precisa multar.

    Uma multinha deve sair o preço de o que?
    Umas 8 carteiras de cigarro?
    Olha o prejuízo pro fumo.
    hahaha

    A cidade tem várias lixeiras, sei que não estão em todas as esquinas, mas se eu consigo segurar meu lixo e levar até uma, por que eles não conseguiriam?

    Com o dog, comprei um ossinho de plastico que fica na coleira, dentro tem várias sacolas plasticas, recolho o que o bixo deixou no chão e coloco na primeira lixeira que aparecer.

    Fácil assim,

    Curtir

  5. O pessoal que está calculando quanto o cigarro custa ao sus quer calcular quanto nosso trânsito custa ao sus também?

    Curtir

    • O assunto é cigarro e não trânsito….

      Curtir

      • Que, a preocupação é com o SUS ou ficar procurando justificativa para o antitagismo? Se for a segunda concordo com teu argumento 😛

        Curtir

      • Não estou fazendo apologia ao fumo, mas meu ponto é que NÃO IMPORTA o custo ao sus. Eu acho que só se deve legislar naquilo que visa proteger os outros, eu tenho direito de fazer oq ue quiser com meu corpo.

        Se a preocupação fosse o SUS, teria que regular muita coisa que o pessoal não vai querer regular. Só mencionei o trânsito por que é um assunto recorrente aqui.

        Curtir

    • É falácia dizer que o tratamento do paciente custará mais do que os impostos que pagou fumando, porque ,dada a lentidão do SUS, ele apenas estará iniciando o tratamento quando irá a óbito. Exceção pode ser para o tratamento das conhecidas figuras pacientes do Sírio Libanês às nossas custas.

      Curtir

      • Você está mal informado, o sus ajuda muita gente, em muitos casos a maioria. Me de um exemplo de país do nosso porte com um sistema de saude muito melhor que o sus?? Caia na rua nos EUA sem um plano de saude pra ver se alguem vai te socorrer.
        95% dos transplantes do brasil são feitos pelo SUS http://correiodobrasil.com.br/ultimas/sus-financia-95-dos-transplantes-no-brasil/746181/
        Milhares de pacientes das “Unimeds” se tratam pelo sus pq seu plano não cobre diversos tipos de quimioterapia.

        Curtir

      • Aconteceu isso com a minha avó. O plano não cobria a quimioterapia e não tínhamos dinheiro para pagar, pois custava 82 mil só a medicação. Em uma semana se conseguiu pelo SUS.

        Curtir

    • Felipe, Eu já fiz esse cálculo, realmente não paga. Se considerar “só” os custos dos acidentes empata. O que acontece é que o custo das doenças causadas pela poluição são 4 vezes o custo dos acidentes.

      Curtir

  6. Falácia dizer que os impostos pagam o tratamento. Uma UTI custa 10 mil por dia, uma sessão de quimioterapia ou rádio terapia não baixam de 5 mil. Um paciente terminal que fique internato duas semanas e faça 2 meses de quimio ou radio já custou mais do que todos os impostos que ele arrecadou com cigarro.

    Curtir

  7. Fumantes são porcos por natureza, então para eles é normal jogar bituca no chão. Isso nunca vai mudar.

    Curtir

    • A justificativa dos fumantes pra jogar no chão é que se colocarem os cigarros nas lixeiras vão provocar incêndio.

      Realmente, deve dar um trabalhão apagar o cigarro em algum lugar (poderia ser até em cima da própria lixeira – ou vai me dizer que ela vai incendiar apenas com o contato com a bituca?) pra depois jogar no lixo… Preguiça pura.

      Curtir

    • “por natureza” geralmente finaliza uma frase rotuladora ou preconceituosa, e essa não foi exceção.

      Curtir

    • Sou obrigado a concordar contigo Samuel. E eles não se dão conta como fedem. Pelo amor de deus, que fedorenta que fica uma pessoa que fuma.
      Porca é apelido !

      Curtir

  8. Trocando de assunto;

    Alguém saberia responder qual é a atual situação financeira da cidade de Porto Alegre?

    O estado sabemos que está endividado, mas e a nossa cidade como está?

    Curtir

  9. Costume nojento mesmo. Eu passo recolhendo estas bitucas ao redor de casa. Acho insuportável a sua vista, tanto quanto a fumaça dos miseráveis escravos desse vício de segunda classe. Todo este radicalismo é porque eu já me alforriei do degradante cativeiro.

    Curtir

  10. A primeira coisa é que não sou fumante, mas acho um ataque aos fumantes de todos os lados, bituca de cigarro é lixo! e merda de cachorro o que é? e as ruas do centro de Porto Alegre estão cada vez mais cheias de merda de cachorro, e não vejo ninguem falar nada ou reclamar.

    Curtir

    • É sujeira tb, mas merda se desmancha na primeira chuva já bituca leva mil anos.

      Curtir

      • Embora as duas coisas sejam M ,pelo menos as bitucas não grudam no sapato.
        E vou reclamar também das M de cachorro, ou melhor, vou reclamar de certas M donas de cachorros: tem gente que recolhe as fezes do animal, mas a educação pára por aí, porque jogam a sacolinha na calçada, para os outros (eu) recolher. Eu recolho, mas as distribuo igualitariamente em todos os prédios da redondeza. Faço uma redistribuição da educação. Ou só querem a redistribuição de renda?

        Curtir

      • Mas até desmanchar muito sapato pisa, e leva doenças para dentro de casa, principalmente quem tem criança pequena, outra coisa que acontece na primeira chuva desmancha e no primeiro sol vira pó e no primeiro vento muita gente respira e come coco de cachorro. e Viva os cachorros do centro.

        Curtir

      • 5 anos conforme este artigo 🙂

        Curtir

    • Bela comparação. Em primeiro lugar, há bem mais restos de cigarro sendo jogados no chão do que merda de cachorro; em segundo lugar, a proporção de donos de cachorro que limpam a merda de seus animais é MUITO maior do que a de fumantes que limpam seus restos de cigarros; em terceiro lugar, merda de cachorro não causa câncer nem no dono nem em terceiros, ou seja, ninguém precisará depois ir pro SUS às nossas custas; finalmente, como já falado, a merda é orgânica e se dissolve rapidamente, já o cigarro leva sabe-se lá quantas centenas de anos. Enfim, prefiro ver merda de cachorro nas calçadas a ver restos de cigarros.

      Curtir

      • Ah merda de cachorro não causa nenhum tipo de doença, pergunte a um medico, o fumante paga um imposto muito alto que serve para pagar o tratamento dele e de outros não fumantes.

        Curtir

    • Boa parte das fezes do centro são de animais de rua ou de mendigos. Em relação à esses há pouco o que fazer e a prefeitura faz menos ainda.

      Agora, dentre os donos de cachorro, é raridade ver algum passeando sem sacolinha na mão. Já dentre os fumantes a raridade é quem não joga no chão. Fora que é muito mais fácil achar bituca de cigarro do que fezes de cachorro. E o fato de existir fezes de animais na rua não te da o direito de jogar o resto do cigarro no chão. Pois além da fumaça ser tóxica, se cai em cima de lixo seco em tempo quente, pode dar início à um incêndio.

      Curtir

      • Bem, já que será impossível suprimir dos passeios as duas M, e uns tem preferência por M de cachorro e outros por bitucas, proponho deixar tudo com está e aguardar que os cohabitantes mais suínos da cidade fiquem mais domesticados e resolvam respeitar os demais.

        Curtir

      • Eu moro no centro e vejo muito pouco cachorro de rua, a maioria é de madame que não limpa, no bairro sim muito cachorro abandonado.

        Curtir

    • Além de Cigarros, o chiclete é outra coisa depositada no chão. Na cidade baixa as calçadas estão imundas e a limpeza se torna difícil.

      Em Cingapura o cigarro e o Chiclete são proibidos e podem dar cadeia.

      http://esportes.terra.com.br/pequim2008/interna/0,,OI3026344-EI10378,00-Chiclete+e+cigarro+podem+dar+cadeia+em+Cingapura.html

      Curtir

      • Concordo. Mas não só nas calçadas, grudam chiclete em tudo que é lugar. Cadeira de ônibus, de cinema e até de igreja que tenha braços de apoio, já carcam um chiclete embaixo. Coisa mais nojenta.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: