Inacreditável !!!! Padilha bate o martelo: pista do Salgado Filho não será ampliada!

Padilha afirma que governo não vai ampliar pista de cargas do Salgado Filho

Ministro garantiu R$ 600 milhões para os terminais de cargas e passageiros e melhorias no pátio 

Foto: José Arthur Eidt

Foto: José Arthur Eidt

O secretário nacional da Aviação Civil, Eliseu Padilha, formalizou que o governo federal não vai custear a ampliação da pista para o transporte de cargas do Aeroporto Internacional Salgado Filho. O prefeito José Fortunati, que defendia a melhoria, ouviu a decisão do próprio ministro. De acordo com Padilha, o que houve foi um ruído na comunicação. “Quem disse que este processo estava licitado? A especulação parte do especulador e a pista opera com 54% da capacidade, atendendo normalmente a demanda de 35 toneladas por ano. Se não precisamos de uma estrada, por exemplo, por que vamos conclui-lá?”, ponderou Padilha.

O ministro, porém, garantiu um empenho de R$ 600 milhões para a conclusão dos terminais de cargas e de passageiros e também para melhorias no pátio usado pelas aeronaves. Um novo terminal de passageiros deve ser entregue em março de 2016 e as obras para mais um terminal de cargas devem se iniciar no mesmo ano.

O prefeito José Fortunati havia reclamado da estagnação do governo federal em relação à ampliação de 900 metros da pista de cargas, já que em 2011 foram removidas mil famílias para promover a iniciativa e, em 2013, a Infraero recuou, informando não haver mais verba.

Após o encontro de hoje, porém, Fortunati evitou falar em conformismo ou em insatisfação. “Eu estou feliz porque houve a garantia de que todas as outras melhorias serão feitas e vão valorizar o Salgado Filho que é um dos aeroportos mais bem localizados do mundo. A projeção é de uma necessidade de ampliação para atender uma demanda prevista a partir de 2030 e, antes disso, vamos tomar uma atitude”, amenizou.

Fortunati garantiu que mais famílias vão ser removidas do entorno do Saagado Filho e que, a exemplo das áreas já desapropriadas, os espaços serão cercados, reservando o terreno para futuras ampliações.

Voltaire Porto / Rádio Guaíba / Correio do Povo

________________

Essa imprensa é braba tche!  Como assim pista de cargas ?  Como se o Salgado Filho tivesse uma pista de cargas e outra para passageiros e o problema fosse só a de cargas….  impressionante!

Outro erro: as obras do terminal de cargas já estão em andamento. Como assim outro terminal de cargas ?  Misturaram tudo na notícia !!!

_________________________

Só digo uma coisa: é inadmissível que um aeroporto internacional no centro de uma metrópole de mais de 4 milhões de habitantes permaneça com uma pista de 2.280 metros, inviabilizando o aumento da atividade de cargas e também aumento da variedade de voos diretos tanto de carga como de passageiros para os Estados Unidos (exemplo: Nova York) ou Europa (exemplo: Paris ou Frankfurt) com carga e e capacidade de passageiros plena.

Vou iniciar uma campanha aqui no Blog e fora dele pró-ampliação da pista. Isso inclui contatos com políticos e pessoas influentes. Esse tal de Padilha além de ser um baita corrupto não é o dono da verdade. O Rio Grande do Sul e, especialmente a Grande Porto Alegre precisam do Salgado Filho. Quem disse que a vida útil dele não passa de 10 anos está enganado. E vamos provar isso!

_________________

Comentário do forista carioca:

Caraca, que cômico o negócio por aí, meus amigos gaúchos.

Primeiro o Governo Federal afirma que o Salgado Filho com todas as ampliações (inclusive a da pista) se esgotaria em dez anos e por isso não compensava gastar com a pista. Agora o Padilha afirma que o Salgado Filho SEM a ampliação da pista pode continuar muito bem assim por mais quinze anos? Mas não se esgotaria em dez com a ampliação da pista? Como agora pode ficar muito bem assim com esta pista por mais quinze anos? Que mudança de entendimento! Eu, hein. No mínimo cômico isso.

Ele esquece que do jeito que está vocês permanecerão mandando o PIB de vocês embora via Viracopos. E eu que acreditava que eles até queriam um novo aeroporto porque o atual estava na iminência de se esgotar. Seria isso mais um canetaço da Infraero que garantiu assim mais quinze anos sem pista?

E agora ainda dizem que vão estudar a viabilidade econômica da concessão, sendo que me parecia claro pela conversa oficial antes que o Governo Federal já garantia que era sucesso garantido isso.

Detalhe: o ministro falava que as concessões não utilizam dinheiro público, mas a Infraero está tendo que injetar metade do que é investido nos aeroportos concedidos. Mais de um bilhão até agora. 50% dos investimentos cabe à ela, pois ela não concedeu integralmente os aeroportos, tendo repassado apenas a gestão e administração deles e ficado com a propriedade parcial deles.

Enfim, vim aqui saber como havia sido a conversa do Ministro de Dilma com o Prefeito de vocês e ao invés de encontrar soluções e novidades fiquei aqui com mais dúvidas diante das contradições do Ministro. Achei que com um ministro gaúcho vocês estariam salvos.

Pela notícia parece que o Prefeito se conformou rápido e desistiu de ir à Dilma, mesmo com ele contando com todo o apoio de associações empresariais que desejam a pista ampliada.

_________________________

Da ZH:

cargaaero



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:, , , ,

16 respostas

  1. O novo ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, ao anunciar o cancelamento das obras da extensão da pista do Salgado Filho, demonstra o total despreparo para a função e o cargo. Aguardamos mais de 17 anos a ampliação da pista , profetizadas já pelos candidatos Lula e Dilma como obra essencial para a Grande Porto Alegre cuja população já está em torno de 4 milhões e 300 mil habitantes, sendo considerada a quarta maior Região Metropolitana brasileira. Me parece que o Eliseu Padilha não conhece dados e levantamentos estatísticos do IBGE. Incompetentes e despreparados para a nova função.

    Curtir

  2. Por outro lado, vai saber né? Como eu digo há meses, quem não quer esse aeroporto é a indústria civil, bobear fazem uns condomínios onde era a vila dique rsrsrs

    Curtir

  3. Ter realocado tantas pessoas e gastado dinheiro público para isso para não ampliar deveria gerar improbidade administrativa para alguém.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: