Gradis em Porto Alegre: segurança ou empecilho?

SUL21



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , , ,

8 respostas

  1. Certo dia a pessoa x tinha estacionado seu carro na esquina de uma rua onde não era permitido devido proximidade da esquina, então ele pensou “aqui não pode estacionar, mas não tem azulzinho e esse país é todo errado mesmo, a q se f… é rapidinho”. X saiu caminhando, tinha que cruzar uma avenida e tinha uma faixa a 100m, porém teria q caminhar 100m cruzar faixa e voltar 100m ou cruzar direto aí pé sou “bah não vou dar essa volta toda tenho q ir ao dentista ainda vou atravessar aqui mesmo já era o mundo é dos espertos” e lá vai ele cruzando perigosamente em frente aos carros ainda leva uma buzinada, mas não leva desaforo para casa e diz “vai toma c… fdp”…. minutos depois de resolver seus afazeres pega o carro e segue seu caminho, e na volta pra casa um pedestre insolente cruza a frente do seu carro de forma perigosa e claro ele não leva desaforo buzina e desfere vários elogios aos pedestre, em seguida em um monólogo diz “Bah esses pedestres São foda cheio de faixas e tem q cruzar aqui por isso q morre… por isso q esse país não vai pra frente ninguém respeita nada” ….. isso é um claro exemplo da individualidade da sociedade brasileira mesmos nos gaúchos q somos de forma geral politizada e de forte colonização europeia estamos nos abrasileirando… ter esses tipos de atitudes infelizmente é normal, mas temos q olhar p espelho e perguntar sou assim? Apartir daí gerar a mudança independente dos outros mudarem ou não…. oq isso aí tem haver com os gradis? Tudo, os gradis São necessário p doutrinar a população a cumprir regras em favor da segurança e coletividade, mas concordo q eles podem ser melhorados porém não esperam milagres vai ter q caminhar aqui, na Europa, eua, Canadá, Austrália. Aqui vivemos a cultura da preguiça por isso nossa população está acima do peso, na Europa eles São magros pois caminham, andam bicicleta e etc etc etc… vão caminhar e parem de chorar por isso temos pernas… só p constar fiquei lembrando de grandes cruzamentos na Europa e lembro q para chegar em determinado ponto tinha q cruzar duas ou três vezes a faixa e claro esperar sinaleira abrir

    Curtir

  2. Olha sinceramente vivemos em um país corrupto e onde seguir regras não é a tônica mas sim a exceção. Cada um pensa no seu lado se está dirigindo pensa como motorista, se está a pé pensa como pedestre e assim por diante, uma minoria pensa na coletividade. Concordo que nossa mobilidade precisa melhorar em todos meios de locomoção, quanto aos gradis São necessários para os mal educados não cruzarem em qualquer lugar da via e não sejamos hipocritas de dizer que isso não acontece o tempo todo. Quando somos motoristas xingamos e vemos como é perigoso pedestres atravessando fora faixa, quando somos pedestres reclamamos que temos que caminhar mais para atravessar rua e dos motoristas loucos que nos xingam, isso vale também p ciclistas e etc etc etc… o fato é que somos uma sociedade extremamente individualista, se querem viver em lugar organizado temos um preço pagar como seguir regras e isso da um pouco mais de trabalho porém traz muitos benefícios. Por mais que melhorem as questões dos gradis, faixas, sinaleiras, andar na linha vai dar mais trabalho do que atravessar rua em qualquer lugar é uma lógica bem fácil de iimaginar, aí temos que decidir o que queremos, a bagunça e jeitinho brasilis ou organização europeia? Eu prefiro pagar o preço da organização europeia… quem não foi vai na Europa e vê se as pessoas caminham mais para atravessar na faixa ou se cruzam em qualquer lugar? E pergunto sp é nosso exemplo? Meu não é, mas se continuar com esse pensamento de usar sujo de espelho para o mal lavado estamos muitooooo mal…. usem Europa e eua como exemplo por favor… só para terminar quando criticam certas escolhas p resolver problemas, como gradis, pensem numa solução melhor e apresentem porque as vezes não tem algo muito diferente a se fazer, mas concordo que os gradis podiam ser mais bonitos ou talvez um gradis de plantas algo mais natural e agradável

    Curtir

  3. Os gradis são úteis e ajudam na segurança dos pedestres, porém concordo com o “Felipe X” que os gradis de Porto Alegre são HORRÍVEIS. Os mesmos contribuem e muito para degradar a aparência e mostrar a verdadeira face da nossa cidade subdesenvolvida. Há vários exemplos e não precisa ir muito longe para vermos gradis bem feitos, robustos e que se integram harmoniosamente com a cidade. Se nosso dinheiro ainda não permite fazermos de aço-inox similares as cidades dos EUA e Europa, então que pelo menos façamos mais robustos e resistentes em ferro mesmo. Nossos gradis além de serem frágeis e feios, quase nunca são consertados quando danificados. É muito comum vermos pela cidade gradis tortos, desalinhados e com segmentos faltando por falta de reposição. Lamentável.

    Curtir

  4. Aliás, a esquina com a Felipe Camarão é emblemática, os pedestres tem que caminhar quase meia quadra para atravessar a rua.

    Curtir

  5. Os gradis são um instrumento útil e importante, mas os de POA (além de horríveis) muitas vezes são usados para embretar o pedestre e forçar que use um caminho pouco natural para fazer a travessia. A verdade é que a maioria dos cruzamentos é pensado no fluxo dos carros e só.

    Uma rua que caminho as vezes e nota-se bem isso é a Espírito Santo, no centro. Não há gradis, mas se o pedestre for atravessar apenas nas faixas de segurança tem que inclusive ficar trocando de lado da rua a cada uma ou duas quadras.

    Curtir

  6. nessa ilhas, muitas vezes, o pedestre é forçado fazer curvas em meio a um grande número de pessoas, aliado a isso há os tempos de sinaleiras curtos (um bom exemplo é travessia da Protásio Alves próxima a Rua Alcides Cruz).. é notável a desvalorização do pedestre em relação aos carros na cidade da contramão.

    Curtir

  7. Segurança.
    Já andei muito nessa região e vi muitos absurdos por parte dos pedestres, é um saco dar toda volta pra poder atravessar uma avenida, mas é um ponto de muito movimento, tanto de carros, como ônibus e pessoas, é muito fácil um descuido acabar num acidente, principalmente nos corredores de ônibus.

    Acho que a ideia da faixa diagonal seria uma boa pra região

    Curtir

  8. empecilho pra quem quer atravessar fora da faixa e por a vida dos outros em risco. Mas foram muito mal planejadas, na primeira vez tentei driblar as grades e acabei preso dentro da ilha, tive que dar a volta pelo corredor de ônibus entre os onibus

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: