Prefeito diz que “forças da construção civil” são contrários à ampliação do aeroporto

Fortunati viajou a Brasília para defender extensão da pista do Salgado Filho até 2019

Prefeito comentou sobre ampliação da pista do Salgado Filho | Foto: Vinícius Roratto / CP Memória

Prefeito comentou sobre ampliação da pista do Salgado Filho | Foto: Vinícius Roratto / CP Memória

A Prefeitura de Porto Alegre projetou, nesta terça-feira, que, caso seja definido financiamento do PAC 3 para ampliar a pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho, a construção deve começar este ano e terminar em 2019. O Conselho de Administração da Infraero vai definir no dia 24 o encaminhamento dado à questão. O prefeito José Fortunati disse estar otimista. Ele comentou, entretanto, que há “forças estranhas” contrárias ao empreendimento. “Forças que já começaram a se manifestar dizendo que isso prejudica a construção civil de Porto Alegre”, afirmou.

Na semana passada, a direção do Conselho Regional de Engenharia se manifestou sobre o assunto, avaliando que só a ampliação da pista não basta. Para a representação, aviões de até 300 toneladas só poderão pousar se houver uma reforma na pista atual, de 2,28 mil metros.

Fortunati admitiu que durante os quatro anos de construção da nova pista, caso seja decidido pela ampliação, as “perdas ainda serão muito grandes”. Citou prejuízos para setores como turismo, negócios e arrecadação de impostos. “Essas perdas continuarão a acontecer, mas temos que de uma vez por todas, transformar a ampliação em uma nova realidade”, opinou. Para o prefeito, a decisão pela construção de mais 920 metros é técnica e não politica.

Correio do Povo

Samuel Vettori/Rádio Guaíba



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:,

32 respostas

  1. Os milicos que inventaram aquela zona enorme onde não se pode construir prédios de alturas irrisórias. Só não entendo como existe aeroporto em Londres a poucos quilômetros de prédios com 300m de altura, em linha com a pista. Ou os milicos não entendem nada de aviação ou os ingleses são muito burros. Dado que a história mundial mostra que os ingleses não têm nada de burros, só me resta acreditar na primeira hipótese.

    Curtir

    • bah de novo isso. Já até colaram a referência internacional sobre o espaçamento. É muita vontade de fazer prédio de 50 andares na Nilo.

      Curtir

    • Sobre o aeroporto de Londres, poderia postar mais info? Procurei fotos no Google e não achei nenhuma com torres altas perto da linha reta que sai da pista de decolagem por exemplo.

      Curtir

    • O cara fala como se o aeroporto London City ficasse efetivamente na City de Londres. Isso é mito, o aeroporto fica 11 km a leste da City.
      Tem muito mais prédios altos perto de Congonhas do que do aeroporto London City.

      Curtir

  2. Pelo menos agora ja sabemos melhor quem sao os interessados em atravancar o aeroporto

    Curtir

  3. O Renato é mal informado sobre nossas exportações!!!!!

    Curtir

    • tu que é tão esperto poderia fazer uma lista aqui e ai eu teria o mesmo conhecimento de vossa senhoria.

      Curtir

  4. Essas forças “ocultas” são muito evidentes: a canalhada de empreiteiras e especuladores que lucraria duas vezes; uma, com a abertura da região inteira do aeroporto à construção civil, intensa e desordenada à custa de alterar pela enésima vez o Plano Diretor de Porto Alegre, e outra com a especulação que já come solta em Portão e Nova Santa Rita para o tal “novo aeroporto” superfaturado e desnecessário. Toda nossa combalida Banânia é assim: os especuladores definem política urbana, as empreiteiras definem política energética pra construir térmicas e hidrelétricas mal feitas, as montadoras de veículos definem política de transportes boicotando modais não-rodoviários e trasporte coletivo… tudo na base do jabá.

    Curtir

    • Se por 1 ano o Brasil suspendesse todas as obras e investisse na promoção das micro e pequenas empresas, o nosso PIB cresceria uns 15%.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: