Termelétrica de Uruguaiana deve ser acionada em duas semanas

Acionamento depende de um contrato entre Brasil e Argentina

Foto: Cristiano Guerra

Foto: Cristiano Guerra

O governo federal deve acionar a termelétrica da AES Brasil, em Uruguaiana, na fronteira Oeste, para gerar energia em função da falta de chuva no País, que deixa os reservatórios das hidrelétricas com capacidade limitada. O acionamento depende de um contrato entre Brasil e Argentina. O país vizinho liberaria o gás para abastecer a geradora.

A termoelétrica de Uruguaiana registra capacidade instalada de 639,9 MW. A unidade iniciou as atividades em 2000. A empresa retomou, parcialmente, as ações em fevereiro de 2013, após um período inoperante iniciado em abril de 2009. No início do ano passado, ela também foi acionada, conforme a assessoria de imprensa.

Correio do Povo



Categorias:Energia

Tags:

16 respostas

  1. No Japão e e na Holanda se não estou enganado se queima o lixo domestico para ajudar a gerar energia, se polui, polui mas eles fazem,imaginem o que diminuiria de custo em aterros sanitarios.

    Curtir

    • No Brasil tbm. 6% da energia do país já vem disto. Era 1% 10 anos atrás. Muito mais que eólica, por exemplo.

      Curtir

      • Na real é mais barato que termoelétrica a carvão também. Mas onde leste esses 6%? Dei uma googleada aqui e não achei.

        Curtir

  2. um país como o brasil não ter tecnologia pra produzir placas fotovoltaicas em grande escala pra oferecer através de linhas de crédito pra população instalar em suas residências…….daí ficam nessas discussões de termelétricas, hidrelétricas…. somos mesmo um republiqueta de bananas

    Curtir

  3. Muitos brasileiros (insuflados por ideias utópicas) não querem novas Usinas hidrelétricas (muito menos nucleares e térmicas) e para atender esses radicais da mediocridade passou se a aumentar o rigor nas contrapartidas e a construir Usinas sem reservatórios. Com isso chegamos novamente a essa necessidade de estabelecer racionamentos de energia e água. Parabéns aos envolvidos!

    Curtir

    • Concordo com a crítica aos “ambientalistas”, na realidade acho muito mas muito bizarro isso… como termos toda produção com eólico e solar ainda não é viável, fica parecendo que a solução mais ecológica seria a… termo!?

      Mas os racionamentos de energia são devido as secas. O de água… não entendi a relação.

      Curtir

      • O problema todo é que por não inaugurarem novas usinas e reservatórios num período de alta do consumo, as Usinas atuais trabalharam no limite máximo por muito tempo, esvaziando os reservatórios existentes.

        A questão da água entra nesse mesmo contexto, porque mesmo que um reservatório seja apenas para consumo, ele é obrigado a liberar uma cota de água diária para manter a perenidade e as Usinas funcionando rio abaixo.

        Curtir

      • Ah entendi teu ponto.

        Curtir

    • acho que as usinas nucleares são mais eficientes e menos poluentes, o problema é só se vazar mesmo

      Curtir

  4. Para Uruguaiana funcional temos que comprar gás da Argentina. Que vergonha. Nós somos o país com maior potencial de energias naturais do mundo, e com baixo impacto ambiental, agora ficamos nesta de apagão…Temos um estado burro e preguiçoso.

    Curtir

  5. Achei interessante que esse artigo parece levar mais para aquela questão das termo serem usadas mais para suprir queda de eficiência das hidro

    Por sinal, por um acaso passei por esse artigo, tem uma hidro saindo também. http://defender.org.br/noticias/rio-grande-do-sul/o-grito-dos-afogados/

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: