ATP não garante renovação de frota com tarifa a R$ 3,25

Renovação dos ônibus de Porto Alegre não ocorre desde 2013

Novo valor da tarifa de ônibus deve ser anunciado na próxima semana | Foto: André Ávila

Novo valor da tarifa de ônibus deve ser anunciado na próxima semana | Foto: André Á

A Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) recebeu nesta quinta-feira a planilha de cálculo da EPTC usada para embasar o valor do reajuste na passagem em Porto Alegre. De acordo com a Empresa, o reajuste deve ser de R$ 0,30, o que eleva o custo de R$ 2,95 para R$ 3,25. A ATP, que havia sugerido o valor da passagem em R$ 3,49, afirmou que se esse for definitivamente o valor da tarifa, um dos principais prejuízos à população será o envelhecimento da frota dos coletivos que rodam na cidade.

De acordo com o gerente-executivo da ATP, Luis Mário Magalhães de Sá, a frota atual não é renovada desde 2013, e a tendência é de que essa situação se mantenha se o reajuste for o apresentado pela EPTC.  “Nós vamos operar com os custos mínimos necessários para que o serviço se mantenha”, ponderou.

A partir de agora, a associação fará a análise da planilha encaminhada pela EPTC e, caso haja contestações, vão ser apresentadas apenas após o carnaval. “Seja qual foi o reajuste, nós vamos ter que aceitar”, completou.

Ananda Müller / Rádio Guaíba

Correio do Povo



Categorias:Ônibus

Tags:, ,

25 respostas

  1. Na teoria, não precisa renovar esse ano, já que tem a licitação e se ela der certo, os ônibus terão de respeitar novos critérios e não ultrapassar a idade solicitada no edital.

    Curtir

  2. Como e sempre digo. Essa tática de comprar ônibus de pessima qualidade, deixar de fazer uma manutenção mínima e trocá-los a cada 4ou 5 anos é só para inflacionar o preço da passagem.

    Curtir

    • Os ônibus de Poa são todos da Marcopolo, com exceção da Carris que opera com alguns da fabricante Caio que vivem dando manutenção. Não são ônibus de péssima qualidade, mas pessoalmente eu odeio essa ideia de motor dianteiro.

      Curtir

      • Já vi muito Unibus com carroceria Neobus.

        Curtir

      • Neobus, Caio, Comil, Mascarello tem de tudo. E não é achometro, a fonte está aqui: http://viacircular.com.br/site/?page_id=11
        A Vap, por exemplo, não tem nenhum marcopolo.
        Não importa o fabricante, só que se deve exigir qualidade, os painéis internos do Viale BRT da Carris já tiveram que ser re-fixados com parafusos externos porque o acabamento soltou todo. Além disso em dia de chuva vários modelos de todas as carrocerias deixam chover pra dentro do veiculo.

        Curtir

  3. Como aparentemente não existe contrato formal entre a prefeitura, cedente das linhas,e os permissionarios cartelizados graças ao PT não existe regra para remunerar o capital aplicado,ou seja mesmo que o serviço prestado não desse prejuizo não importa pois eu sou o cartel e remunero o meu dinheiro como eu quero,em tese não há controle.Quanto a carrocerias, a Marcopolo deve atender o que o cliente pede carroceria boa um preço e a standart outro é assim que funciona não sejam ingênuos.Quando houver e se houver um processo licitatorio sério e se estipularem nos contratos quanto a prefeitura paga pelo serviço ou km as tabelas de custo não poderam ser manipuladas,ou seja o poder publico cede a permissão,indica como deve ser o serviço e quanto quer pagar,com pesadas multas pelo descumprimentos das regras.

    Curtir

  4. Engraçado, tem esse custo na “planilha técnica”.

    Curtir

  5. Mas mantenho a opinião, sem licitação então sem aumento.

    Curtir

  6. Subir a passagem pra 3,49 = Renovação da frota*

    leia-se renovação da frota TODOS os ônibus com gps, ar condicionado, limpos, boa manutenção e com condições humanas de transporte principalmente em horário de pico. Quem sabe wifi e um sistema melhor do TRI…

    Se for isso, me serve. Senão, nem devia subir.

    Curtir

  7. Se o pessoal acha ruim os ônibus de POA, devia viajar mais pelo país. Brasília, que é uma capital com relevância internacional, tem uns cacos rodando que aqui não rodariam nem em Alvorada.

    Curtir

    • Brasilia não acho uma boa comparação, é uma cidade (na minha opinião mal) planjeada e criada com foco no automóvel. Tu nem consegue ir de ônibus no eixo monumental.

      Nossos pares para mim são Curitiba, Belo Horizonte, etc. Mas sim, tem coisa muuuuuito pior por aí.

      Curtir

      • Nem Curitiba, parece que tá tendo uma série de problemas no transporte de lá.

        Curtir

      • Brasilia era uma porcaria. Fizeram uma licitação lá e já está bem melhor, tem ônibus por todo o plano piloto pelo menos e são novos. Inclusive lá vi os cobradores trabalharem e impedirem pessoal de passar por baixo da roleta ou de passar em dupla, coisas que acontecem direto aqui em POA sob a conivência dos cobradores.

        Curtir

      • Não quero dizer que lá é melhor em tudo. Acho que é em algumas coisas, mas quero dizer que é uma cidade com a qual devemos nos comparar.

        Curtir

  8. Aliás… como é que a Carris comprou 38 ônibus novos – todos com ar – pra renovar mesmo sem subir a passagem e estando individada até os ‘gargumilhos’?

    Tá de brincadeira Sr ATP! (ou talvez Sr FDP…)

    Curtir

    • Carris é bancada pela prefeitura, nós é que pagamos, no dia que a prefeitura parar de por rios de dinheiro na carris, não vai ter onibus nem pra recolher lixo reciclavel nas ruas, não se iluda com “a carris comprou 38 onibus novos”, leia-se, “a prefeitura comprou 38 onibus novos, e o povinho que pagou”.

      Curtir

      • A gente “não paga” pelos ônibus da máfia, digo empresas, mas também não tem ônibus novo, especialmente os que vão pra bairros distantes.

        Curtir

  9. Acho que mesmo que a gente pagasse 4 reais de passagem, a renovação da frota se limitaria a letreiro de LED branco e motor ecológico.

    Curtir

    • Pois é, o valor é meio que inventado mesmo. O interessante é que botar ar condicionado tinha sido calculado em 10 centavos…

      Outra coisa que é interessante é que com essa tarifa nova que a ATP quer até a carris bobear sai do vermelho. Será que tem forças (públicas) ocultas na ATP?

      Curtir

  10. O metro é o mesmo de

    Curtir

  11. O metrô e o mesmo desde 1985, e tirando a falta de ar condicionado acho que funciona com certa dignidade. Fico me questionado, existe a necessidade de trocar tanto esses ônibus?ônibus não é celular

    Curtir

    • Mas metrô requer menos manutenção que ônibus, já que anda num trilho e é elétrico. Não enfrenta problemas típicos de ônibus, como a má conservação das vias.

      Curtir

    • E isso que ele foi comprado usado do Japão.

      Curtir

  12. Eu, como busólogo e como usuário de ônibus (agora usuário eventual, pois tenho me deslocado de carro ao trabalho), lamento a falta de renovação dos ônibus – e também dos lotações – de Porto Alegre.
    O novo modelo Marcopolo Torino, lançado em 2014, não tem nenhuma unidade sequer na Capital.
    Já temos veículos que estão a fechar 13 anos de circulação aqui, vários deles no consórcio Unibus, e é grande a probabilidade de estes serem retirados da frota sem reposição, devido à não-renovação da frota nas empresas privadas.
    Em breve vão surgir reclamações sobre os ônibus velhos, barulhentos e sem conforto, além das queixas que já conhecemos quanto à superlotação, demora entre um coletivo e outro e falta de climatização adequada em algumas linhas.
    Enfim, resta-nos torcer para que a tal licitação do transporte da Capital tenha resultados satisfatórios para os porto-alegrenses.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: