Ato Contra a Impunidade no Trânsito

Dia 25 de fevereiro completam-se quatro anos do atropelamento coletivo da Massa Crítica de Porto Alegre. Ricardo Neis ainda nem foi a julgamento e isso é culpa do sistema judiciário que é eficiente para a população marginalizada, mas lento e conivente com os crimes praticados por pessoas brancas, com dinheiro para pagar por bons advogados, principalmente quando a arma utilizada é um carro.

Dia 25 de fevereiro vamos a partir das 17h para a frente do Tribunal de Justiça, na esquina das avenidas Borges de Medeiros e Aureliano de Figueiredo Pinto, exigir que a justiça seja tão eficiente com motoristas criminosos quanto é com os criminosos pobres.

Leve percussão, panelas, apitos, materiais para fazer faixas e cartazes.

O ato faz parte de uma série de ações marcadas para a semana de aniversário do atropelamento.

Confira evento no Facebook.

ato4anos-pc3a1gina0011

Vá de Bici



Categorias:Bicicleta

Tags:, ,

20 respostas

  1. O cartaz é um primor de ideologia. É o massa crítica e os seus 15 minutos de fama. Que aproveite bem a oportunidade.

    Curtir

  2. Também não gostei do cartaz. O atropelamento foi um crime seríssimo e todos têm toda a razão de exigir a pior punição possível.

    Porém, atropelou-se pessoas. E o Massa Crítica não fala das vítimas, dos ciclistas, que foram atingidos: só fala de si.

    OS ATROPELADOS NÃO INTERESSAM. QUEM INTERESSA É O MASSA CRÍTICA.

    Curtir

  3. O Massa Xiicrítica tem um objetivo logicamente válido: incentivar que as pessoas andem de bicileta e, também, lutar pela valorização do ciclista e por obras viárias que ajudem a que as pessoas possam andar de bicicleta mais e melhor.

    Porém a Massa Xiicrítica tem um modo de agir raivoso. E isto é um erro.
    Seu lema já é torto: “mais amor, menos motor” , decretando que toda pessoa que está dentro de um carro é uma pessoa má.

    O modo de agir do Massa Xiicrítica são condenáveis: Uma das coisas mais comuns é ver eles batendo nos carros. Ameaçando motoristas. Gritando e ofendendo pessoas nos carros. Batendo nos carros. Sim, o Massa Crítica ameaça, bate e ofende pessoas carros.

    Curtir

    • Batendo nos carros….xingando pessoas???? Vc já acompanhou a massa crítica para afirmar isso ou ewstá apenas repentido o que o amigo, do amigo, do amigo disse???? Mentir é bem feio.

      Curtir

  4. Todos os movimentos que usam métodos criativos e propositivos têm sucesso.

    Em vez de o Massa Crítica agir com métodos RAIVOSOS, porque não mostrar pra pessoas como é bom andar de bicicleta ?

    Métodos como o do Massa causam antipatia e rejeição.

    Para um motorista que tem a possibilidade de escolher entre usar o carro ou não, há muito mais chance de pensar em pegar uma bicicleta se ganhar um beijo, ou um sorriso e um discurso simpático e propositivo, do que xingamentos.

    Para chamar a atenção das autoridades, em vez de trancar ruas e paralisar o Centro e as pessoas, que viram reféns, os militantes do Massa Crítica poderiam tirar a roupa, em massa. Chamariam mais atenção das pessoas. As pessoas não ficariam com raiva. E as autoridades igualmente teriam que fazer algo, porque “tem” que prender pessoas sem roupa, por atentado.

    O Massa poderia ter ações cênicas criativas e bem ousadas. E incentivar as pessoas a desejaram andar de bicicleta no seu dia a dia. Quando a classe média e a opinião pública querem algo, é aí que os políticos se mechem.

    A Massa Crítica não é o Mais Amor.

    Curtir

  5. OS ATROPELADOS NÃO INTERESSAM. QUEM INTERESSA É O MASSA CRÍTICA.

    O Massa Crítica não fala das vítimas, dos ciclistas, que foram atingidos: SÓ FALA DE SI.

    Curtir

  6. Olha, eu gostaria muito de participar mas por quê marcam protestos em horários como este? A maioria das pessoas trabalha até às 18:00. Mais o tempo de deslocamento… não poderiam marcar às 18:30 / 19:00? Tenho certeza que muito mais gente participaria.

    Curtir

    • Luis, o protesto COMEÇA às 17h, e deverá ficar na frente do TJ pelo menos até às 19h. Depois disso sairá uma marcha do local.

      Curtir

      • Valeu pela dica! Vou dar uma olhada no face, como indicado, para poder participar. Ainda sou da opinião que um protesto, independente do horário, chame a atenção das autoridades mais pela quantidade de gente do que a questão de ter gente trabalhando no TJ ou não. De qualquer forma é uma boa atitude, o cara não pode atropelar propositalmente uma pessoa sequer, e ficar impune.

        Curtir

  7. Luis, alguns horários são realmente ruins. Mas se deixarmos para protestar as 19h na quarta-feira, por exemplo,daremos de cara com um TJ já esvaziado sem a maioria dos seus juízes e funcionários. Dá uma olhada no facebook no link do evento (não tenho acesso neste momento), estão programados atos para quarta, quinta e culminando com a massa crítica de sexta em diferentes horário.

    Georgeano, pedalaremos pelados na quinta-feira, com o lema “Obsceno é a demora da justiça”

    Curtir

    • É isso aí, Geison !!!

      Curtir

    • Valeu pela dica! Vou dar uma olhada no face, como indicado, para poder participar. Ainda sou da opinião que um protesto, independente do horário, chame a atenção das autoridades mais pela quantidade de gente do que a questão de ter gente trabalhando no TJ ou não. Vamos tentar reunir o máximo de gente possível! De qualquer forma é uma boa atitude, o cara não pode atropelar propositalmente uma pessoa sequer, e ficar impune.

      Curtir

  8. Georgeano e demais,

    Não sei de onde vocês tiraram essa imagem da Massa Crítica, mas já participei dezenas de vezes do evento e nunca vi métodos raivosos. A maioria das pessoas que participam procuram ser extremamente simpáticas com os motoristas e buscam justamente conquistá-los através da simpatia. É claro que como é um evento onde participam centenas de pessoas, é praticamente impossível não ter alguns esquentadinhos no meio, mas geralmente eles são apaziguados pelos seus companheiros de pedaladas. Sim, já presenciei situações onde algum ciclista mais esquentadinho deu tapas no capô de um carro, mas isso só aconteceu depois de o motorista ter ameaçado os participantes com o seu veículo, e esse ciclista logo foi apaziguado, removido do local pelos colegas.

    O próprio slogan “Mais amor, menos motor”, tanto gritado durante as pedaladas de forma alguma diz que quem está dentro de um carro é mau, pelo contrário. Ele surgiu de quando algum motorista se aproxima do grupo acelerando ameaçadoramente com o motor do carro e é um apelo à pessoa que está dentro do carro para ser mais compassiva e não demonstrar agressividade através do poder, da potência do motor do veículo.

    Sobre o cartaz é uma imagem contra a impunidade no trânsito, uma lembrança de que carros podem ser armas, e que a justiça não trata com igual rigor os crimes onde são utilizadas armas de fogo e os crimes onde são utilizados veículos como armas. Basta para isso ver a recente absolvição de Thor Batista.

    Sobre tua sugestão de tirar a roupa em Massa para chamar a atenção, isso já foi feito diversas vezes em Porto Alegre, nas chamadas “Pedaladas Peladas” ou “Peladadas” e inclusive se tu tivesse clicado no link no fim desse post teria visto que uma das atividades propostas para esta semana é justamente uma Pedalada Pelada.

    Curtir

  9. Luis, o protesto COMEÇA às 17h, e deverá ficar na frente do TJ pelo menos até às 19h. Depois disso sairá uma marcha do local.

    Curtir

  10. “Ato contra a impunidade no trânsito” ou “Como infernizar a vida das pessoas que nada tem a ver, impedindo a volta delas pra casa após o trabalho”.

    Essa é a contramão de ganhar a simpatia das pessoas para suas causas (embora eu duvide que alguém ali se importe).

    Curtir

  11. Realmente, algum tipo de punição é valido, más queria saber quando vão punir as pessoas que foram pra cima do motorista, já que não existe apenas um capeta nessa historia.

    Me irrita é que meu irmão entrou nessa brincadeira.

    Curtir

  12. Por essa razão sou a favor da justiça com as próprias mãos (em alguns casos).

    Curtir

  13. Peguem suas tochas e forcados!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: