Sem roupas, ciclistas fazem protesto pelas ruas da Cidade Baixa

Massa Crítica protesta contra demora no julgamento do Ricardo Neis, suspeito de atropelar 11 pessoas

Jezica Bruno

Massa Crítica protesta contra demora no julgamento do Ricardo Neis, suspeito de atropelar 11 pessoas | Foto: Ricardo Giusti

Massa Crítica protesta contra demora no julgamento do Ricardo Neis, suspeito de atropelar 11 pessoas | Foto: Ricardo Giusti

Com chuva e sem roupas cerca de 30 ciclistas circularam pelas ruas do bairro Cidade Baixa nesra quinta, em Porto Alegre, para protestar contra a lentidão no processo que julga Ricardo Neis, acusado de atropelar 11 pessoas há quatro anos. A concentração do Massa Crítica para a chamada Pedalada Pelada reuniu os integrantes no Largo Zumbi dos Palmares a partir das 19h. Na partida, quase uma hora depois, os ciclistas trocaram as roupas por máscaras e seguiram sem destino pelas vias da Capital. “Queremos mostrar que o corpo não é obsceno. Obscena é a demora da justiça”, explicou um dos membros da Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (Mobicidade) Marcelo Kalil.

Para a ciclista Gabriele Carapeto, a pedalada também é uma forma de comemorar a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que negou, na quarta-feira, um recurso do réu Ricardo Neis. O acusado procurava desqualificar o atropelamento dos ciclistas como tentativa de homicídio. “Com certeza a decisão é para ser comemorada, mas isso mostra que a justiça só funciona sob pressão”, observou.

Uma outra mobilização está prevista para acontecer nesta sexta, às 19h, em Porto Alegre. No ano passado, a pedalada com ciclistas nus reuniu 200 pessoas.

Correio do Povo



Categorias:Bicicleta

Tags:, , ,

15 respostas

  1. São os mesmos fedorentos que invadiram a Câmara de Vereadores. Gente muito trabalhadora. A cannabis é nossa!

    Curtir

    • oscar, um trabalhador cheirosinho que já fez muito pelo bem comum ficando em casa quietinho e zingando muito na net.

      Curtir

      • Nem em casa vadiando, nem na rua atravancando o trânsito e nem na Cidade Baixa enchendo a cara e fumando um galho. Apenas postando num fórum onde opiniões são necessárias.

        Curtir

  2. Sinto te dizer que sou funcionário de banco, trabalho das 8h as 18h e tava lá. Bem feliz e pedalando pelado, já que a rua é de todos e não dos carros.

    Curtir

    • Segundo a tua assertiva, se a rua é de todos, então também é dos carros. Quer inclusão e discrimina. Mais um argumentador de araque. As declarações sequer têm lógica…apenas sectarismo desvairado.

      Curtir

  3. blablabla, como se não fosse normal demorar o processo, ainda mais com um monte de vítimas.

    odeio coitadismo

    Curtir

    • Por “coincidência” no dia do primeiro protesto na frente do TJ (quarta-feira) o processo que tava a un ano parado no STJ foi para frente. Ou seja, manifestações as vezes funcionam.

      Tenho notado um grande ranço nos últimos tempos com o pessoal do bloco de lutas e com os movimentos ciclistas por que são “uma minoria barulhenta”. São mesmo, mas usar esse tipo de termo me parece um pouco de inveja da minoria que se organiza e luta pelo que acredita, já que a maioria das pessoas fica atrás do computador reclamando da gasolina, da inflação, da segurança, etc, etc, etc mas não tenta fazer nada para mudar.

      E, independente da tua posição contra ou a favor do que ele fez, uma coisa tu não pode negar: ele tem que ser julgado.

      Curtir

      • Minorias barulhentas trazem a tona coisas que quem está coligado ou tem o rabo preso não fala. Embora muitos não gostem deles, é inegável o papel de partidos como o PSOL, que embora tenha meia dúzia de deputados faz mais pelo país do que vários outros partidos médios (maiores que o PSOL).

        Curtir

    • Pra variar fazendo nada e reclamando de quem tenta fazer algo.

      Curtir

  4. Nao me pareciam tao pelados assim, a julgar pelas fotos é claro

    Curtir

  5. Não importa quão justa seja a reivindicação, é só falar em “minorias” e “protesto” na mesma frase que a classe média trabalhadora, instruída e pensante já começa a chiar.

    Não me parece que esse pessoal com senso crítico zero seja tããão pensante assim.

    Curtir

  6. Para variar os de sempre do blog tão sentados no apartamentinho deles reclamando de tudo, inclusive de quem quer tentar mudar algo, e não fazem nada. Que cliché.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: