Dilma inaugura parque eólico em Santa Vitória do Palmar

Sistema, no Sul do Estado, irá gerar energia para 1,5 milhão de habitantes

Parque Eólico de Osório, RS. Foto: Gilberto Simon

Parque Eólico de Osório, RS. Foto: Gilberto Simon

A presidente Dilma Rousseff veio ao RS nesta sexta-feira para inaugurar o parque eólico Geribatu, em Santa Vitória do Palmar, às 15h.

O início da operação de Geribatu representará um acréscimo de mais de 30% na capacidade de geração eólica do RS. O parque eólico possui 258 megawatts (MW) de capacidade instalada e produzirá energia suficiente para abastecer 1,5 milhão de habitantes. O sistema de transmissão que escoará a energia do parque eólico e integrará a Zona Sul do Estado ao sistema interligado nacional também será oficialmente entregue.

São aproximadamente 470 quilômetros de linhas de extra-alta tensão (525 kV), três novas subestações (Santa Vitória do Palmar, Marmeleiro e Povo Novo) e a ampliação da subestação Nova Santa Rita, obras realizadas em parceria entre a Eletrobras Eletrosul (51%) e a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT).

Foram entregues, ainda, outros 290 quilômetros de linhas de alta tensão (230 kV) e a subestação Camaquã 3, que reforçam o sistema elétrico gaúcho. Os investimentos no parque eólico e sistemas de transmissão associados – previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) – somam R$ 2,1 bilhões.

Juntamente aos outros dois parques em implantação no extremo Sul, Chuí e Hermenegildo, o parque eólico de Geribatu forma o Complexo Eólico Campos Neutrais, o maior da América Latina. Em conjunto, o trio soma 583 megawatts (MW) de capacidade instalada, o suficiente para abastecer uma cidade com 3,4 milhões habitantes.

Toda a energia produzida pelas eólicas do Rio Grande do Sul será conectada ao sistema interligado nacional por uma linha de transmissão de 500 quilômetros de extensão. A linha está sendo construída entre Santa Vitória do Palmar e Nova Santa Rita, e precisou de solução inovadora para não prejudicar o meio ambiente.

(…)

Correio do Povo



Categorias:Energia Eólica, Formas alternativas de energia

Tags:, ,

10 respostas

  1. assim é a politica ,inaugura-se um parque eolico que no momento não serve para nada pois não há linha de transmissão de energia só pára afastar os escandalos como o da petrobras,provavelmente este parque eolico deve ser financiado via Bndes com juros amigaveis então é o povo que paga e vai pagar por uma energia que não é barata.

    Curtir

    • Engano teu. Estão sendo inauguradas duas linhas de transmissão junto com o parque. Leia melhor o texto.

      Curtir

    • Queria o que???? Energia nuclear pra vazar e foder com a humanidade???

      Curtir

      • nos temos carvão , e o oleo pesado que a petrobras extrai e mais toneladas de lixo domestico que poderia ser utilizado para gerar energia.Temos de pensar assim com o PT o Lula a Dilma e aliados não vai sobrar muito do Brasil,e que humanidade tu tá falando,não entendi ,e quanto a energia nuclear é segura se você souber usar e dominar a tecnologia e ter um bom controle,o unico problema grave nos ultimos 50 anos foi lá na Ucrania que era dominada pelos comuna,pura burocracia.Agora realmente sabe se lá o que fariam aqui com uma usina nuclear sob o controle estatal seria um desastre.

        Curtir

      • Termelétrica a carvão é uma das mais poluentes, cara. É uma boa alternativa para uma emergência (ex.: hidrelétricas em nível muito baixo), mas não pra uso constante.

        E sobre a energia nuclear, além da segurança das usinas, tem o problema dos resíduos radioativos (lixo nuclear), que vai ficar pra ser resolvido pela geração de nossos tataranetos…

        Curtir

  2. Valeu, Dilmona! Baita governo, tchê!

    Curtir

  3. Nem dos comunistas nem dos capitalistas. A culpa é toda nossa, que reelegemos uma anta.

    Curtir

  4. Deviam botar umas off-shore na Lagoa dos Patos.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: