Porto Alegre conta com 50 novos ônibus em circulação

São 35 veículos convencionais e 15 articulados que atenderão, prioritariamente, as linhas T4, T9 e T11

Porto Alegre conta com 50 novos ônibus em circulação | Foto: Ricardo Giusti/ PMPA/ CP

Porto Alegre conta com 50 novos ônibus em circulação | Foto: Ricardo Giusti/ PMPA/ CP

Cinquenta novos ônibus entraram em circulação nesta segunda-feira na Capital. A cerimônia de entrega dos novos veículos adquiridos pela Carris ocorreu no início da manhã, e a frota nova entrou em operação logo após breve cerimônia na garagem da empresa. São 35 veículos convencionais e 15 articulados que atenderão, prioritariamente, as linhas T4, T9 e T11. O investimento total da empresa pública foi de R$ 26 milhões. Com a aquisição, a Carris aumenta em 12 ônibus sua frota, passando de 371 para 383 — outros 38 veículos antigos serão desativados. Com o incremento, a média de idade da frota caiu de 6 anos e 8 meses para 5 anos e 3 meses.

Os coletivos possuem ar-condicionado, câmbio automático, computador de bordo, emitem menos poluentes e são acessíveis a pessoas com mobilidade reduzida. Outros 13 haviam iniciado a operar em fevereiro. “O objetivo da nova licitação é qualificar mais o transporte público”, destacou o prefeito José Fortunati, referindo-se ao início do processo licitatório do transporte coletivo da Capital, dado como deserto duas vezes, e remarcado para o dia 6 de maio.

De acordo com o presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, um cronograma para a renovação da frota dos veículos das doze permissionárias que operam na Capital será montado até abril junto à Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP). “No ano passado, apenas a Carris cumpriu com a determinação de renovação de 10% da frota”, afirma. A atual frota da Capital é de 1.697 veículos. Desses, 996 (58,69%) são adaptados para cadeirantes e 399 (23,51%) possuem ar-condicionado. Do total, 499 ônibus têm entre oito e dez anos — idade limite.

O diretor-presidente da Carris, Sérgio Zimmermann, disse que R$ 1 milhão foram investidos em sistema de monitoramento para aumentar a segurança dentro dos coletivos. Hoje, todos os veículos da empresa contam com quatro câmeras, e a sala de monitoramento deve começar a operar até o final de março.

O formato da licitação de compra desses novos coletivos foi alterado. Antes, o chassi e a carroceria eram negociados juntos. Dessa vez, foram adquiridos em processos diferentes. Com a mudança, a companhia estima uma economia de 11,96% na compra dos veículos convencionais e 10,86% nos articulados, o que soma R$ 3.381.500,00.

Jéssica Mello / Correio do Povo

__________________

Veja o vídeo/reportagem site da Prefeitura:



Categorias:Ônibus

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Correção: uma das linhas prioritárias não é a T4, e sim T8!

    Curtir

  2. Melhores que a média dos veiculos locais, mas nenhum de peso baixo😦

    Curtir

  3. Andei hoje num desses Mascarellos e me pareceram bem confortáveis.

    Curtir

  4. O certo é que a mesma qualidade aplicada na carris fosse cobrada e aplicada na STS, Conorte e UNIBUS,Pois toda a população deve usar um trasporte público de qualidade.

    Curtir

  5. E a linha T5 continua com um monte de ônibus velhos…

    Curtir

  6. Alguma chance de os novos ônibus que serão adquiridos pelas outras companhias terem todos ar condicionado também? Não tem algo que a prefeitura possa fazer a respeito, já que esse vai ser o novo padrão pros ônibus de Porto Alegre?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: