Fiações subterrâneas deverão ser implementadas em Porto Alegre

Iniciativa foi discutida durante encontro de Nagelstein e Redecker   Foto: Betina Carcuchinski/PMPA

Iniciativa foi discutida durante encontro de Nagelstein e Redecker   Foto: Betina Carcuchinski/PMPA

Uma agenda entre o secretário municipal de Urbanismo, Valter Nagelstein, e o secretário estadual de Minas e Energia, Lucas Redecker, marcou o pontapé inicial para que fiações subterrâneas sejam a regra na Capital. O encontro ocorreu nesta segunda-feira, 09, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff). De acordo com Nagelstein, o objetivo é que num futuro breve as fiações suspensas de energia elétrica, telefonia e TV a cabo sejam substituídas por sistemas subterrâneos. “A ideia é que novos empreendimentos já sejam aprovados em Porto Alegre com esse tipo de sistema”, destaca o secretário.

Segundo Nagelstein, algumas das principais cidades brasileiras já vêm implementando esses moldes, o que gera melhoria do paisagismo, maior segurança para os moradores e redução de custos de manutenção do sistema de energia. “A rede fica protegida da chuva e da queda de árvores, assim como de atos de vandalismo”, destaca. Segundo dados das distribuidoras de energia, mais de 90% das quedas no fornecimento são causadas por danos aos cabos.

Em 2005, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou a Lei 14.023, que obriga concessionárias, empresas estatais e operadoras de serviço a enterrarem todo o cabeamento (de rede elétrica, telefonia, televisão e afins) instalado no município. A regulamentação da lei, em vigor desde 2006, prevê o enterramento de 250 km de fios e cabos por ano.

Em âmbito federal, não há legislação específica, no entanto, o programa Monumenta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cultura, destina desde 2010 mais de R$ 205 milhões para revitalizar centros históricos no Brasil, incluindo o enterramento de cabos elétricos.

Normativas – Nas próximas semanas, será realizado um encontro entre representantes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), Secretaria Estadual de Minas e Energia e Smurb para iniciar a construção de normativas conjuntas para a implementação da fiação elétrica subterrânea em Porto Alegre.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , ,

24 respostas

  1. Sempre imaginei que poderia haver uma lei que impusesse isso, de modo que as empresas de luz, telefone, televisão à cabo etc. pudessem se juntar e dividir os custos…

    Curtir

    • Se houvesse uma lei que impusesse isso o custo cairia nas nossas contas de luz, telefone, etc… E não seria barato pois cada km de fiação subterrânea custa 5 milhoes.

      Calculando de forma bem genérica, Porto Alegre tem 5000 km de ruas (isso vi em algum lugar). 5000 X 5 milhões = 5 bilhões.. Divide isso pelo número de famílias em Porto Alegre. Chuto eu +- 500 mil famílias (+- 3 pessoas por familia) = 5 bilhões / 500000 = 10 mil por família. Agora quanto cada um poderia pagar por mês? Chute: 20 reais. Resultado: 500 meses ou +- 40 anos.

      Curtir

      • Custa 5 mil reais o metro para aterrar a fiação? Sei que há custos com pessoal, materiais, projeto etc., mas será que não é muito caro esse valor? De onde tiraste essa informação?

        Claro que é caro aterrar todos os fios de uma cidade, justamente por isso que sugeri o rateio dos custos. Para haver transparência, as empresas poderiam destacar esse custo na conta de luz, telefone, TV a cabo. Imagino que a maioria das pessoas aceitaria pagar um pouco a mais, tendo em vista o benefício…

        Curtir

  2. Vai acontecer na Porto Alegre daquela realidade alternativa onde temos Cais Mauá, orla, metrô, bonde turístico, Pontal do Estaleiro, aeroporto ampliado, BRTs, corrida de Fórmula Indy, aeromóvel pra zona sul, centro de eventos no morro Santa Tereza, oceanário, etc, etc, etc…

    Curtir

    • Nah, eu acho que o projeto sai sim. Mas tá ligado o Rio de Janeiro e os seus bueiros explosivos? Aí que me refiro.

      Curtir

      • DELETADO

        Curtir

      • Esta pessoa comentou com um nome chulo. Por isso que foram colocados asteriscos no local.
        Esta pessoa informou e-mail inexistente. Por isso que daqui a pouco este comentário será deletado.


        Por favor, não exigimos nome real. Pode ser pseudônimo, mas informe e-mail real. Somente a administração do Blog terá acesso ao endereço do e-mail. Em hipótese alguma o seu e-mail será informado a qualquer entidade / órgão / empresa. Mantemos sigilo absoluto. Mas caso não for informado e-mail correto e verdadeiro, será considerado como spam.

        Curtir

    • É preciso ter um início para virar realidade… assim foi com o anfiteatro por-do-sol… duplicação da diário… viaduto da bento… etc… alguns demoram mais que os outros… mas vale lembrar que POA esta no brasil…

      Curtir

      • Eu não acredito em contos de fadas, mas não é nenhum projeto absurdo ou extremamente difícil de fazer.

        Curtir

      • Anfiteatro é um lixo. A Diário quem duplicou foi o Barra Shopping. E o viaduto da Bento? Mais de 2 anos pra fazer aquela porcaria e ainda não terminaram. Na China teriam feito uma ponte de 20km nesse tempo. Aqui em POA, onde não são capazes de arrumar as calçadas, tudo é extremamente difícil de fazer.

        Curtir

      • anfiteatro é um lixo… mas o que tinha antes lá? quem duplicou a diário foi o barra… mas graças a deus alguém duplicou! sem falar na avenida chuí!… viaduto da bento… não são 2 anos, são muito mais… este viaduto estava no projeto inicial da terceira perimetral!!! e era um dos pontos com maior nro acidente de transito de porto alegre… como eu falei…. POA esta no Brasil, não na China…

        Curtir

      • “Na China teriam feito uma ponte de 20km nesse tempo.”
        Com governo ditatorial e mão-de-obra escrava, é fácil…
        Não dá pra usar a China como parâmetro de comparação neste aspecto.

        Curtir

      • O meu email apesar de parecer falso, não é. Pode mandar que eu te respondo para verificar. Abcs!

        Curtir

      • Tranquilo Guilherme. Sei quem tu és…

        Curtir

  3. Sem duvida uma otima medida PA, começara a ter cara de cidade do primeiro mundo. Mas tem que iniciar logo estes trabalhos…….Pois esta fiação aérea e ridícula , horrorosa e tecnicamente falha…..Parabens pela iniciativa…..so espero que isto nao seja motivo para aumentar a luz/forca, tv a cabo, telefonia fixa…..etc…..(nao esquecer que estamos no pais dos metralhas, tudo e motivo para eles saem uma mordidinha)…rsrsrsr

    Curtir

  4. Finalmente.
    Aleluia irmãos.

    Curtir

  5. Finalmente, fiação subterrânea o Uruguai e a Colômbia tem… é coisa de país do nível do nosso..não do 1º mundo. A prefeitura poderia comprar uma máquina dessas http://youtu.be/LXp0bVrRk14 e ir enterrando aos poucos a rede. Em alguns anos já teríamos boa parte da rede subterrânea. Alias, esses dias uma empreiteira estava usando uma dessas na Av Antônio de Carvalho.

    Curtir

  6. Aleluia!!!
    Já passou da hora de acabar com essas fiações que parecem varal de subúrbio. Melhorará a segurança, dificultará a ação dos ladrões de cabos e diminuirá a incidência de blecautes devido à queda de árvores, postes etc. na fiação.

    Curtir

  7. Podiam colocar na legislação a obrigatoriedade de aquecimento nos prédios públicos e privados também. É muita chinelagem passar o inverno de casaco dentro de casa, almoçar de casaco, ficar de casaco dentro de ambientes fechados. Fora os custos com saúde pública que seriam cortados pela metade.

    Curtir

  8. Acho bom demais. Mas não acredito que vá acontecer. Não conseguem nem concluir a ciclovia na Ipiranga e querem que eu acredite que as empresas enterrarão os cabos? Se tivesse uma lei que obrigasse a novas ruas e avenidas já seguirem este padrão, seria muito bem vinda, mas nem isso fizeram.

    Curtir

  9. Sem datas não acredito. Mas o custo disso não é altíssimo? Gostaria de ver onde vão obrigar a implementação, pois fazer um minha casa minha vida com isso não faz nem sentido.

    Ah, e outra: onde estão fazendo isso no país?

    Curtir

  10. Já era hora. Essas gambiarras nos postes fazem Porto Alegre parecer uma cidade da Índia ou Bangladesh

    Curtir

  11. espero ver isso antes de morrer so vendo pra crer

    Curtir

  12. será que sou só eu que não consigo acreditar?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: