Ar de Porto Alegre é duas vezes mais poluído do que aceitável, diz pesquisa

Estudos também revelam perigos para a saúde e custos da poluição.
Autoridades dizem que não há solução para o problema a curto prazo.

Nesta foto, tirada na free-way dias atrás, percebe-se a camada mais densa de poluição sobre a cidade. Foto: Gilberto Simon. Porto Imagem

Nesta foto, tirada na BR-290 – free-way – percebe-se a camada mais densa de poluição sobre a cidade. Foto: Gilberto Simon – Porto Imagem

Hospitais lotados, congestionamentos no trânsito e paradas de ônibus sujas. O que tudo isso tem em comum? A poluição do ar de Porto Alegre. Recentes pesquisas sobre o assunto indicam que o ar da capital gaúcha contém, em média, o dobro de poluentes recomendados, como mostra a reportagem do Teledomingo, da RBS TV (veja o vídeo).

Trata-se de um mal invisível, que pode causar sérios danos ao organismo humano e que custa cerca de R$ 360 milhões por ano aos cofres públicos. O vilão que ameaça silenciosamente a saúde dos porto-alegrenses tem um nome quase assustador: material particulado.

“Esse poluente, essa partícula, ele vem da queima do combustível, de carros e veículos pesados principalmente, e também é oriunda do atrito do pneu no asfalto, da borracha no asfalto. Então, vem tanto da borracha quanto do pavimento”, explica a professora de Farmacologia e Toxicologia, Claudia Ramos Rhoden.

A pesquisadora faz parte de um grupo da Universidade Federal de Ciências da Saúde Porto Alegre (UFCSPA) que estuda esse tipo de poluição e constatou os perigos que ela representa à saúde.

“Nós expusemos os animais à poluição real da cidade de Porto Alegre. Quando esses animais foram testados, eles apresentavam problemas de memória e de aprendizado e tinham alterações bioquímicas, como o aumento de substâncias tóxicas para o cérebro que são geradas pelo próprio organismo como uma resposta à presença de um agente”, explica.

Clique aqui para ler a matéria integral, no G1 Rio Grande do Sul (bem extensa)



Categorias:Meio Ambiente, Poluição do ar

Tags:, ,

9 respostas

  1. A culpa é dos fumantes, nada a ver isso de ser o sistema de transporte rsrsrsrs

    Curtir

  2. Os automóveis causam muito mais problemas ao ambiente e à saúde das pessoas do que “espigões”. Só não vejo nenhum “ecochato” reclamar sobre isso (deve ser pq usam veículos diariamente).

    Curtir

    • Como assim? Tá cheio de gente criticando o uso excessivo de automóveis. O problema é que vcs chamam de ecochato quem fala algo que vocês não gostam, então eles nunca podem estar certos rsrsrsrs

      Curtir

  3. “Esse poluente, essa partícula, ele vem da queima do combustível, de carros e veículos pesados principalmente, e também é oriunda do atrito do pneu no asfalto, da borracha no asfalto”

    Depois tem gente que ainda defende que basta um BRT para solucionar o problema de transporte e poluição em Poa!

    Curtir

    • Bem isso. Bata pensarmos um pouco. O pneu do carro vai gastando com o tempo, para onde vai a borracha que estava ali? Agrora imagine todos os penus gastando todos os dias. Claro que tudo isso vai para o ar.

      Curtir

  4. Ainda sobre o poluente proveniente da queima de combustível: o que mais vejo são caminhões e ônibus soltando fumaça preta, por pura e simples falta de fiscalização (um dos grandes problemas do nosso país).

    Bastaria fiscalização mais rigorosa que esse problema seria amenizado.

    Curtir

  5. Tem gente que acha que com mais alargamentos e mais viadutos a poluição vai diminuir! Hahaha

    Curtir

  6. A poluição na verdade vem dos pneus dos ciclistas e das ervas que os mesmos fumam. /ironia

    Curtir

  7. um metro, e o incentivo de carros eletricos ja mudaria isso.
    Estranho e que estou numa cidade americana feita pra carros, e o ar e absurdamente mais limpo que o de Porto Alegre.
    Claro, aqui tem um bom sistema de transporte, os carros nao ficam parados no congestionamento, existem carros eltricos e hibridos, combustivel de qualidade, os v8 bebem o mesmo que muito carro 1.0 no Brasil.
    Sem contar que todos os onibus trancados no centro, muitos com motores queimando oleo, idem para carros e caminhoes velhos, s’o pode acabar dando problema.

    E agora vou falar algo que nunca pensei que iria dizer aqui, mas e bem bom pegar uma bike e andar pela cidade, coisa facil aqui.
    hahaha.
    Nao se preocupem, aqui tambem tem ciclista chato e mal educado, mas o povo reclama, e ensina, eu mesmo fui xingado por andar na contra mao, sem nem perceber.
    hahaha

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: