Nova ponte do Guaíba: Um grande circo armado, por Luiz Domingues

Foto: Divulgação / DNIT

Foto: Divulgação / DNIT

Um Grande Circo foi armado no dia 14 de outubro de 2014, na rua João Moreira Maciel nº 8880 próximo à ponte móvel do Guaíba, a estréia foi às às 14h.

Os donos do Circo são os Diretores da Queiroz Galvão Othon Zanoide de Morais Filho e Erton Medeiros e que, me desculpem os outros donos, porque não tive o prazer ou desprazer de conhecê-los o que não vem a caso, o meu objetivo e elogiar, até porque o espetáculo foi bonito, bem produzido.

Para a estréia foram expedidos convites para pessoas importantes como Ministros, Deputados Federais, deputados Estaduais, Prefeitos, Vereadores e até eu fui convidado e compareci, só que não fui o único palhaço presentes, haviam outros palhaços mais importantes, até posamos para fotos juntos. Nela está o ilusionista, o Excelentíssimo Senhor Ministro dos Transportes Paulo Sergio Passos acompanhado de sua assistente, a Excelentíssima Senhora Ministra Miriam Belchior.

Pela minha pose na foto o amigo leitor pode constatar de que eu estava lá presente, mais não estava contente com o circo armado, afinal tudo era um mero espetáculo direcionado para a imprensa. Imprensa essa que não acredita mais nas promessas evasivas de que as obras da ponte vão iniciar.

Acredito que deverão estar se perguntando por que a minha revolta, não estou revoltado porque sou um pacifista, mas muitas pessoas no meu lugar com já teriam tomado outro tipo de atitudes.

Vou fazer um breve relato e julguem vocês mesmos:

Passamos atuar em busca de uma ponte alternativa desde o dia 11 de Março de 2006, de lá para cá foram feitos todos os tipos de relatos às autoridades competentes e até fomos ouvidos, porem os que nos ouviram usaram nossa necessidade como instrumentos políticos para angariar votos e serem reeleitos.

Qual necessidade? Explico:

Em 2006 quando iniciamos a busca de uma segunda ponte no Guaíba, o fluxo de veículos no vão móvel da ponte era de 37 mil veículos/dia, hoje o fluxo dobrou, atualmente é de 63 mil veículos por dia nos dois sentidos podendo chegar até 70 mil. E o Prejuízo econômico aos empresários e cidadãos da metade Sul? Em 2006, era de 120 milhões ao ano, hoje chega a R$ 1.250.000.000,00 ao ano.

Além dos fatos relatados ainda tem o prejuízo direto a população como nos casos em que se busca recursos médicos na capital, é notório que o sistema de saúde esta uma “maravilha”, mas ainda há os casos em por milagre uma pessoa consegue agendar uma consulta médica em Porto Alegre, mais quando estão se deslocando para o atendimento a ponte é içada e lá se vai a consulta marcada e o próximo agendamento somente quando a ponte estiver pronta, e claro o paciente será atendido se ainda estiver vivo.

Há os defensores do Governo Federal, que argumentam que pelo menos se esta fazendo. Só me resta bater Palmas para esses idiotas que são os parasitas de uma administração e que usam e abusam de seu poder e usa as dificuldades e necessidades de um povo, sendo que ainda passa por cima de um desenvolvimento promissor de um estado inteiro para se manter em seu posto político.

O que me credencia a usar esses adjetivos é a longa espera que os políticos nos impuseram… Quais são?

Eu Luiz Domingues, Fui o fundador do Movimento Ponte do Guaíba e na oportunidade a então hoje presidente era chefe da Casa Civil e na oportunidade até mandou que a CONCEPA, fizesse estudos e que ela imediatamente o fez, porem a presidente sentiu que podia angariar muitos votos do povo gaúcho, com promessas evasivas a essa necessidade, descartou a qualquer possibilidade de licitação e entregou aos donos do Circo acima citados.

A necessidade da metade Sul, até rendeu uns trocadinhos a empresas. Por exemplo, a Engevix Engenharia, foi à vencedora da licitação para fazer o EVETEA (estudo de viabilidade técnica econômica e ambiental) e traçado, como a presidente tinha que apadrinhar a Queiroz Galvão, usou o argumento de que a ponte tinha que ser de imediata construída e rescindiu o contrato com a Engevix que teve o custo de 7.500.000,00 reais.

Na oportunidade até fizeram um grande espetáculo no DNIT/RS, reuniram a imprensa para mostrar um pré projeto, e foi em cima deste pré projeto que anunciaram o inicio das obras da ponte.

Agora sou eu que pergunto cadê as obras da ponte?

Como alegam que a FEPAM ainda não deu licença se tem noticias de que estava tudo liberado, tenham dó!!!

Para terminar permitam-me a expor o meu ponto de vista:

1º – Essa ponte não vai ser construída em três anos, Mal começou e o ritmo das obras da nova ponte já está lento. Pelo cronograma original, o atraso já chega há três meses.
2º – Essa obra será o trampolim político para próxima eleição presidencial (aqui no Sul).
3º – O custo da obra não vai ser só de: 649 milhões ( conforme a licitação)
4º – A Presidente virá entregar Retroescavadeiras e fará grande discurso sobre a ponte, lá estarão um monte de babacas e eu junto para aplaudi-la. Porque eu vou estar lá? Há… Sei lá mais vou estar, talvez seja como o ditado que quando não se pode com o inimigo alie-se a ele. É o que vou fazer.

Sobre o reassentamento das famílias

As famílias precisam ser transferidas até dezembro de 2015 sem que haja prejuízo ao ritmo dos trabalhos, isso é o que eles dizem. Nesse período, o Governo Federal precisa contratar as empresas que irão realizar a construção das mil novas moradias. Como???

O ano tem 365 dias, para entregar as mil moradias, 2,7 casas terão que ser construídas por dia estão brincando ou estão tirando nos gaúchos pra burros, talvez imaginem que não sabemos fazer contas???

Artigo publicado no Blog do Movimento Ponte do Guaíba, com o título “Olha Nós Aqui Outra Vez”, no dia 04/01/2015

* Luiz Domingues é presidente do Movimento Ponte do Guaíba



Categorias:Artigos, Nova ponte Guaíba

Tags:, , ,

7 respostas

  1. Parabéns pela lucidez nos comentários, falou o que todos nós temos vontade. Infelizmente é um País de faz de conta.
    Temos uma indústria bem aramada para mentir, fraudar e obter benefícios ilícitos.
    Temos um novo circo que é a ampliação do Salgado Filho, quando na verdade sabemos que o objetivo mesmo é construir uma aberração chamada de aeroporto 20 de setembro em Portão. Um maluco teve um sonho de construir esta porcaria e colocou na cabeça de muitos, que vão se beneficiar de alguma maneira com a obra.
    Infelizmente só nos resta espernear porque tem muita gente que defende esta corja.
    P.s, mais um escândalo está estourando e nele temos o nome de alguns bancos e o nosso ilustre GERDAU, é o fim da picada.

    Curtir

  2. Igual a qualquer obra pública aqui. Seja essa aí ou o Fortunati inaugurando o viaduto da bento e a ciclovia da ipiranga há 4 anos atrás.

    Curtir

  3. e o Luiz acreditou nos PETRALHAS…..Os PETRALAS meu caro amigo e so discurso….mentiras e roubalheira….sao os esquerdistas deste pais varonil!!!cadeia para todos os enganadores

    Curtir

  4. Cara, ele simples abusam da ignorância e alienação da maioria da população com a maior cara de pau do mundo.

    Curtir

  5. Quem redigiu esse texto?
    Vá escrever mal assim lá embaixo da ponte!

    Curtir

  6. Até agora não entendi o motivo das barbatanas nessa ponte… Seria pra acrescentar beleza ao projeto?!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: