Aprovado o transporte de animais em ônibus e lotações

Caixas apropriadas serão exigidas para carregar os animais de estimação.  Foto: Elson Sempé Pedroso

Caixas apropriadas serão exigidas para carregar os animais de estimação. Foto: Elson Sempé Pedroso

Os vereadores de Porto Alegre aprovaram, na tarde desta quarta-feira (8/4), o projeto de lei do Executivo municipal que autoriza o transporte de animais domésticos de pequeno e médio porte (cães e gatos de até 10 quilos), acompanhados por seus responsáveis, nos veículos do sistema de transporte coletivo, seletivo ou individual da cidade. O transporte ficará limitado a quatro animais por viagem no período das 10 às 16 horas e das 21 às 6 horas. A proposta recebeu 22 votos sim e quatro não.

Para ter direito a transportar seu animal nos ônibus, nas lotações e nos táxis, o proprietário deverá, segundo o projeto, apresentar carteira de vacinação atualizada, na qual conste, pelo menos, as vacinas anti-rábica e polivalente em dia. O animal deverá estar limpo e acomodado em caixa apropriada, isenta de dejetos, água e alimentos, à prova de vazamentos e resistente, para garantir segurança, higiene e conforto próprio e dos passageiros e funcionários dos veículos.

Pelo projeto, se houver necessidade de limpar a caixa durante o trajeto do ônibus ou da lotação, o responsável pelo animal descerá no ponto de parada mais próximo. Caso o animal passe a emitir ruídos perturbadores durante a viagem, deverá ser solicitado o desembarque ao passageiro. Os transportadores poderão cobrar tarifa pelo serviço, a ser estabelecida pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

O horário permitido para o transporte dos animais ficou estabelecido na emenda nº 2, de autoria do vereador Clàudio Janta (SDD), aprovada juntamente com o projeto. A emenda nº 1 foi rejeitada pelo plenário.

Texto e edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)

Câmara Municipal

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

36 respostas

  1. Imagino o cobrador fazendo o checklist: identificação ok, vacina ok, peso máximo ok, trava da gaiola ok, ok, ok. Depois de alguns segundos…. latidos… mais latidos… Senhora solicito que desembarque na próxima estação, por favor.

    Curtir

    • A receita é simples mesmo.
      Crie um cenário com as piores alternativas possíveis para defender o seu ponto de vista e garanta alguns likes.

      Curtir

      • O meu ponto de vista é o do usuário regular, de várias linhas inclusive. O cenário que eu me refiro é bem pior: má qualidade do serviço prestado por cobradores, imperícia e imprudência de motoristas, limpeza insuficiente do interior dos veículos, veículos sucateados, ausência de climatização, insuficiência de tiras e corrimão, falta de fiscalização da EPTC (nunca vi um agente vistoriar algum veículo em serviço) e por aí vai. Francamente, não acredito que alguma autoridade seja capaz de garantir efetivamente a segurança e o conforto do usuário a partir da permissão do transporte de animais.

        Curtir

    • Porque o negativo no seu post, porque ninguém vai fazer nada, ninguem vai fiscalizar nada, ninguém vai falar nada, e quem tiver a coragem de falar será ridicularizado pelos defensores dos direitos dos animais, de qual mesmo animal….

      Curtir

  2. Impressionante. Já tem empresa aérea no mundo que aceita bichos pequenos nas caixinhas e o pessoal aqui acha que é um absurdo fazer isso no transporte público!
    http://www.sheknows.com/pets-and-animals/articles/974085/airlines-that-allow-pets-in-cabin

    E sério, vcs acham que vai encher de bicho? Vai ser um ou outro, bem de vez em quando.

    Curtir

    • É “muita falta” do que fazer e se preocupar.

      Em Paris já entrei no metrô com cães de grande porte até, devidamente encoleirados e com focinheira. Aqui as pessoas se sentem agredidas por qualquer coisa, até mesmo por duas pessoas do mesmo sexo de mãos dadas.

      Curtir

      • Santos; em Paris e Londres as pessoas fedem muito mais do que os animais. Quem já usou metrô nesses países sabe que o cheiro de asa e chulé domina a cena. Lá o banho não é um hábito muito frequente.

        Curtir

      • Uau, impressionante, o Oscar falando indiretamente algo de bom sobre os brasileiros. O que ele não faz para seguir num mimimi.

        Curtir

      • Pois é, Felipe. Se há alguma coisa de positiva no legado da colonização portuguesa, é o fato deles terem aprendido com os índios o hábito do banho diário e terem incorporado tal hábito no dia a dia. Quer dizer…alguns portugueses né, pois o que há de gente suja e fedida no Brasil é algo, vantagens de um país com água potável em abundância (até quando, não sei. É bom aproveitar antes que acabe).

        Curtir

      • “terem aprendido com os índios o hábito do banho diário”

        Acho que algumas tribos de índios aprenderam alguns hábitos franceses, então. Pega um Lami um dia desses que tu vai ver…

        Curtir

      • Gente, vocês já foram a Portugal? Lá o pessoal não gosta muito de banho também… digo por experiência própria, tenho amigos e amigas lá.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: