Presidente Dilma garante ao prefeito ampliação do aeroporto

Fortunati também tratou de questões de interesse dos municípios brasileiros   Foto: Paulo Negreiros/Divulgação PMPA

Fortunati também tratou de questões de interesse dos municípios brasileiros   Foto: Paulo Negreiros/Divulgação PMPA

Em reunião na manhã desta quarta-feira, 8, no Palácio do Planalto, o prefeito José Fortunati recebeu da presidente Dilma Rousseff a garantia de que o governo federal irá bancar a ampliação da pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho. “Saio desta reunião extremamente otimista em relação ao futuro do nosso aeroporto. Este gesto da presidente Dilma nos tranquiliza e nos dá esperança de que os porto-alegrenses e a economia da cidade e do estado não serão prejudicados”, afirmou o prefeito, após encontro reservado.

A presidente adiantou que a ampliação deverá sair, independentemente da construção ou não de outro terminal no município de Portão e também da alternativa de concessão em Porto Alegre. Dilma também determinou que o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, fique com a responsabilidade da negociação direta com o executivo municipal.

Presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Fortunati também tratou, em uma longa reunião de cerca de 2 horas e 40 minutos, de questões de interesse dos municípios brasileiros. O encontro foi acompanhado pelo vice-presidente Michel Temer e pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e da Casa Civil, Aloísio Mercadante, além de Nelson Barbosa.

No encontro, foram discutidos o estabelecimento do Regime Especial de Incentivos para o Transporte Coletivo Urbano e Metropolitano de Passageiros (Reitup), a repactuação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), com parte dos recursos destinados a investimentos em transporte coletivo, e a normalização no repasse dos recursos constitucionais, como para a saúde, que estão sendo contingenciados pela crise financeira do governo federal.

Acompanhado do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, além de outros executivos da FNP, Fortunati debateu a questão das dívidas dos municípios e recebeu do ministro Levy a indicação de que, em 15 dias, o Senado vote o prazo de vigência do novo indexador. “Foi uma reunião histórica. Tivemos também a garantia da retomada do Comitê de Articulação Federativa, instância criada no governo Lula, onde se reúnem os chefes das três instâncias de governo: federal, estaduais e municipais”, festejou o presidente da FNP. O comitê será coordenado pelo vice-presidente Michel Temer para abrir as negociações com os municípios.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:, , ,

15 respostas

  1. algum ataque gratuito e fora do assunto em 3, 2, 1…

    Curtir

  2. Vice não garante nada. Isso é tarefa para o presidente do Brasil, o Michel Temer.

    Curtir

    • eu previ isso.

      Curtir

      • Ainda falta aquele incrível comentário, muito construtivo. “só acredito quando estiver pronto”.

        Curtir

      • Eu também previ, Antônio. Tava na cara que o Temer deveria assumir o Planalto. O terceiro turno é aqui.

        Curtir

      • Elvis, o bom mesmo é acreditar em contos da carochinha, né? Tu acredita em metrô em POA? Em orla? Só pra citar duas “promessas” e “garantias” do poder público que povoam o imaginário porto-alegrense há uns 25 anos.

        Curtir

    • Tenho notado que o Temer tem aparecido bastante… Será que finalmente o PMDB vai sair de trás da cortina e governar à olhos vistos?

      Curtir

  3. Avisaram a Infraero?

    Curtir

  4. Uma coisa é certa a divida de Estados e municipios fazem parte da divida brasileira,que já astronomica,se o novo indexador aliviar a dos prefeitos e governadores eles vão ter o caminho livre para contrair mais divida e o governo federal vai cravar mais ainda na população,Este é o descalabro do governo Dilma e Lula e satélites. A onda ainda não veio se vier a coisa vai ficar feia.

    Curtir

    • Governo bom é aquele que pede bilhões de dólares emprestado junto ao FMI.

      Curtir

      • E paga 4% de juros por ano.
        Agora o atual governo pagou a divida com o FMI com dinheiro emprestado dos bancos aqui no Brasil e paga 19.5% de juros ano.
        Pesquisa um pouco antes de escrever.

        Curtir

      • A letra do Faroeste Caboclo do Legião Urbana lhe cai como uma luva, Jeremias.

        Curtir

  5. Dilma “garante”.

    Ela garantiu muita coisa nas eleições… e já contradisse várias em 3 meses.

    Curtir

  6. Favor ampliar Salgado Filho e usar a pista da Base Aéreas de Canoas, assim terá capacidade para 30 milhões/pax/ano. pois o 20 de Setembro demandará muito dinheiro e sério impacto ambiental.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: