Com nove cervejarias, bairro de Porto Alegre é polo para amantes da bebida

Bairro na Zona Norte de Porto Alegre abriga nove microcervejarias.
Premiadas em festivais, bebidas ganham fama e atraem turistas.

Bairro de Porto Alegre reúne nove cervejarias que, apesar de concorrentes, firmam parcerias para compra ou transporte de produtos (Fotos: Rafaella Fraga/G1)

Bairro de Porto Alegre reúne nove cervejarias que, apesar de concorrentes, firmam parcerias para compra ou transporte de produtos (Fotos: Rafaella Fraga/G1)

Depois do vinho, cuja produção fez da Serra do Rio Grande do Sul um polo que atrai turistas do mundo inteiro, o estado agora é reconhecido pela fabricação de cerveja artesanal. Prêmios nacionais e internacionais e o boca a boca dos visitantes começam a atrair público ao bairro Anchieta, localizado na Zona Norte de Porto Alegre. É lá, em uma área de pouco mais de dois quilômetros, que estão instaladas nove microcervejarias. Juntas, produzem cerca de 100 mil litros da bebida por mês (confira abaixo o mapa com as empresas e o tipo de cerveja produzido).

Uma delas, a Tupiniquim, foi eleita a melhor cervejaria nacional do ano. A Seasons, com a sua BasiliCow, ainda emplacou a cerveja do ano no Festival Brasileiro da Cerveja, o principal do país, realizado em março, em Blumenau (SC). As duas fabricantes são vizinhas: dividem a mesma calçada.

Veja a matéria completa, no G1, clicando aqui.



Categorias:Economia da cidade, Polo de Cervejarias de Porto Alegre

Tags:, , , ,

9 respostas

  1. A criação de um “circuito cervejeiro” atrairia ainda mais visitantes. Poderia haver algo parecido com o que é feito nas vinícolas da Serra ou no Heineken Experience em Amsterdam, com visita à fábrica, degustação e uma leve “aula” sobre cervejas.

    Curtir

  2. Eu ia começar a minha produção (pra consumo, óbvio haha) hoje, mas tive problemas com os horários e me ferrei.
    hah

    Vai que um dia eu chegue nesse nivel, né?
    haha

    Curtir

  3. Quero muito motorista embriagado matando no trânsito. Parabéns ao álcool.

    Curtir

  4. Nada, MK. A cultura do álccol nada tem a ver com acidentes de trânsito.

    Curtir

    • Naturalmente, todo mundo que bebe necessariamente dirige depois, não pode pegar táxi, carona etc. …

      E quem vos fala é alguém que não bebe.

      Curtir

  5. Que podem, podem. Só não pegam. Via de regra, os bebuns que não dirigem após encherem a cara são os que não têm carro. Vão de carona com o amigo bebum dono do carro.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: