Parque Mascarenhas de Moraes e 28 praças ganham nova iluminação

O Mascarenhas de Moraes possui uma área de 18,3 hectares   Foto: Luciano Lanes / PMPA

O Mascarenhas de Moraes possui uma área de 18,3 hectares   Foto: Luciano Lanes / PMPA

O Parque Mascarenhas de Moraes, no bairro Humaitá, e mais 28 praças ganharão nova iluminação. Eles integram o projeto Porto Alegre Mais Iluminada, que visa a revitalizar a iluminação para qualificar os espaços públicos. A ordem de início das obras foi assinada na manhã dessa terça-feira, 21, pelo prefeito José Fortunati e o secretário municipal de Obras, Mauro Zacher, com a presença do vice-prefeito Sebastião Melo.

O número de luminárias nesse parque triplicará, passando de 72 para 219. O início da implantação será na primeira quinzena de maio e o prazo para conclusão do serviço é de 60 dias. Nas demais 28 praças, o contrato para a execução das obras prevê a conclusão dos serviços até o fim do ano. O valor do investimento é de R$ 2,3 milhões.

O Parque Mascarenhas de Moraes, tradicional espaço de lazer e convivência da comunidade da zona Norte, será o primeiro desta fase do projeto a receber nova iluminação pela importância do local para a região. Ocupa uma área de 18,3 hectares, com uma reserva ecológica, campo de futebol, cancha de bocha, pista de patinação, quadras de futebol e vôlei e churrasqueiras.

O prefeito destacou que a ordem de início de ampliação da iluminação começa pelo Parque Mascarenhas por ser um dos maiores em extensão e de maior movimento nos finais de semana, mas que o projeto irá se expandir para mais 28 praças que são fundamentais para as comunidades.

“Um local escuro não nos dá tranqüilidade. Esta iniciativa pretende garantir que o espaço seja preservado. Iluminação pública significa segurança e convivência entre as pessoas”, afirmou o prefeito. Durante o ato, Fortunati fez um apelo para que a população ajude a preservar os espaços públicos da cidade.

De acordo com o prefeito, o projeto começou pelos parques Farroupilha (Redenção), Moinhos de Vento (Parcão) e Marinha do Brasil. Em 2014, 107 praças da Capital receberam 1.941 novos pontos de iluminação, com um investimento de R$ 4 milhões.

Fortunati lembrou ainda que ações realizadas no bairro Humaitá ao longo dos 25 anos do OP foram mudando a vida da região, que tinha carências de infraestrutura. Ele destacou a garra e obstinação da comunidade. “A gestão desta cidade se dá de forma compartilhada e esta região é muito organizada e mobilizada. Vamos trabalhar juntos para melhorar a vida das pessoas”.

Conforme Zacher, agora serão contempladas, além dos grandes parques que têm iluminação da década de 70, praças mais periféricas. O secretário destacou que o projeto inclui também um estudo para garantir a eficiência da iluminação. A execução é do Departamento de Iluminação Pública (DIP) da Smov.

O conselheiro do Orçamento Participativo do Humaitá, Itamar Guedes, ressaltou que a obra é uma reivindicação da comunidade. Já o presidente da Associação dos moradores do bairro, Ronaldo Floriano, agradeceu em nome das pessoas que serão beneficiadas com a iniciativa. Também acompanharam o evento lideranças comunitárias, secretários municipais, delegados, conselheiros do Orçamento Participativo e moradores da região. A cerimônia foi animada pela banda Afro Tchê do Humaitá.

Parque Mascarenhas de Moraes – O local onde se encontra o Parque era conhecido como lixão do Humaitá, pois serviu como aterro sanitário até 1973. Foi transformado oficialmente em parque pela Lei Municipal 5.134, de 2 de julho de 1982.

Lista dos outros 28 parques e praças que receberão obras de iluminação em 2015:

– Irene Elisalde Stricher (Cavalhada);
– Joaquim Leite (Chácara das Pedras);
– Professor Saint Pastous (Cidade Baixa);
– Arlindo Wendelino Kremer (Farrapos);
– Conselheiro Affonso Pereira Fonseca (Farrapos);
– Dimas Costa (Farrapos);
– Franciele Reis de Oliveira (Loteamento Pampa – Farrapos);
– Sem Nome (Acesso A dois – Humaitá);
– Zeno Simon (Guarujá);
– Vinte de Novembro (Jardim Carvalho);
– Finlândia (Jardim Itu Sabará);
– Francisco Aurelio Pacheco (Jardim Itu Sabará);
– Torben de Alencastro Friedrich (Jardim Lindóia);
– Sem Nome (rua Moçambique – Mário Quintana);
– Sem Nome (rua Itapuã – Mário Quintana);
– Sem Nome (rua Afonso Moacir Cerioli – Mário Quintana);
– Largo Dom Vicente Scherer (Praia de Belas);
– Engenheiro Guilherme Gaudenz (Praia de Belas);
– Coronel Orpheu Correa e Silva (rua Paliosa – Rubem Berta)
– Piratini (Santana);
– Mil e Sessenta Sete (esquina das avenidas Amazonas e Viena – São Geraldo);
– Desembargador La Hire Guerra (Três Figueiras);
– Parque Professor Gaelzer (Tristeza);
– Caraíbe (Vila Assunção);
– Itati (Vila Ipiranga);
– John Kennedy (Vila Ipiranga);
– Dr. Baltazar de Bem (Vila Jardim);
– Maurício Rosemblat (zona indefinida)

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Parques da Cidade, segurança

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Esses dias passei por uma praça que tem na Farrapos, deram uma geral nele, retiraram o lixo, reformaram a iluminação, cortaram a grama, deu outra cara pra região.

    Curtir

  2. O interessante agora seria observar se muda algo nos indicadores de assaltos, etc no parque.

    Curtir

  3. É bom nao estarem investindo só nos parques famosos e nos bairros “ricos”.

    Curtir

  4. isso ae prof girafales!

    Curtir

  5. Enquanto isso a Redenção continua sendo um lugar mais sombrio que as contas públicas do país.

    Curtir

  6. Fortunati disse que quem manda em Porto Alegre é Jesus. E eu achando que era o Sebastião Melo…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: