Parque Mascarenhas de Moraes e 28 praças ganham nova iluminação

O Mascarenhas de Moraes possui uma área de 18,3 hectares   Foto: Luciano Lanes / PMPA

O Mascarenhas de Moraes possui uma área de 18,3 hectares   Foto: Luciano Lanes / PMPA

O Parque Mascarenhas de Moraes, no bairro Humaitá, e mais 28 praças ganharão nova iluminação. Eles integram o projeto Porto Alegre Mais Iluminada, que visa a revitalizar a iluminação para qualificar os espaços públicos. A ordem de início das obras foi assinada na manhã dessa terça-feira, 21, pelo prefeito José Fortunati e o secretário municipal de Obras, Mauro Zacher, com a presença do vice-prefeito Sebastião Melo.

O número de luminárias nesse parque triplicará, passando de 72 para 219. O início da implantação será na primeira quinzena de maio e o prazo para conclusão do serviço é de 60 dias. Nas demais 28 praças, o contrato para a execução das obras prevê a conclusão dos serviços até o fim do ano. O valor do investimento é de R$ 2,3 milhões.

O Parque Mascarenhas de Moraes, tradicional espaço de lazer e convivência da comunidade da zona Norte, será o primeiro desta fase do projeto a receber nova iluminação pela importância do local para a região. Ocupa uma área de 18,3 hectares, com uma reserva ecológica, campo de futebol, cancha de bocha, pista de patinação, quadras de futebol e vôlei e churrasqueiras.

O prefeito destacou que a ordem de início de ampliação da iluminação começa pelo Parque Mascarenhas por ser um dos maiores em extensão e de maior movimento nos finais de semana, mas que o projeto irá se expandir para mais 28 praças que são fundamentais para as comunidades.

“Um local escuro não nos dá tranqüilidade. Esta iniciativa pretende garantir que o espaço seja preservado. Iluminação pública significa segurança e convivência entre as pessoas”, afirmou o prefeito. Durante o ato, Fortunati fez um apelo para que a população ajude a preservar os espaços públicos da cidade.

De acordo com o prefeito, o projeto começou pelos parques Farroupilha (Redenção), Moinhos de Vento (Parcão) e Marinha do Brasil. Em 2014, 107 praças da Capital receberam 1.941 novos pontos de iluminação, com um investimento de R$ 4 milhões.

Fortunati lembrou ainda que ações realizadas no bairro Humaitá ao longo dos 25 anos do OP foram mudando a vida da região, que tinha carências de infraestrutura. Ele destacou a garra e obstinação da comunidade. “A gestão desta cidade se dá de forma compartilhada e esta região é muito organizada e mobilizada. Vamos trabalhar juntos para melhorar a vida das pessoas”.

Conforme Zacher, agora serão contempladas, além dos grandes parques que têm iluminação da década de 70, praças mais periféricas. O secretário destacou que o projeto inclui também um estudo para garantir a eficiência da iluminação. A execução é do Departamento de Iluminação Pública (DIP) da Smov.

O conselheiro do Orçamento Participativo do Humaitá, Itamar Guedes, ressaltou que a obra é uma reivindicação da comunidade. Já o presidente da Associação dos moradores do bairro, Ronaldo Floriano, agradeceu em nome das pessoas que serão beneficiadas com a iniciativa. Também acompanharam o evento lideranças comunitárias, secretários municipais, delegados, conselheiros do Orçamento Participativo e moradores da região. A cerimônia foi animada pela banda Afro Tchê do Humaitá.

Parque Mascarenhas de Moraes – O local onde se encontra o Parque era conhecido como lixão do Humaitá, pois serviu como aterro sanitário até 1973. Foi transformado oficialmente em parque pela Lei Municipal 5.134, de 2 de julho de 1982.

Lista dos outros 28 parques e praças que receberão obras de iluminação em 2015:

– Irene Elisalde Stricher (Cavalhada);
– Joaquim Leite (Chácara das Pedras);
– Professor Saint Pastous (Cidade Baixa);
– Arlindo Wendelino Kremer (Farrapos);
– Conselheiro Affonso Pereira Fonseca (Farrapos);
– Dimas Costa (Farrapos);
– Franciele Reis de Oliveira (Loteamento Pampa – Farrapos);
– Sem Nome (Acesso A dois – Humaitá);
– Zeno Simon (Guarujá);
– Vinte de Novembro (Jardim Carvalho);
– Finlândia (Jardim Itu Sabará);
– Francisco Aurelio Pacheco (Jardim Itu Sabará);
– Torben de Alencastro Friedrich (Jardim Lindóia);
– Sem Nome (rua Moçambique – Mário Quintana);
– Sem Nome (rua Itapuã – Mário Quintana);
– Sem Nome (rua Afonso Moacir Cerioli – Mário Quintana);
– Largo Dom Vicente Scherer (Praia de Belas);
– Engenheiro Guilherme Gaudenz (Praia de Belas);
– Coronel Orpheu Correa e Silva (rua Paliosa – Rubem Berta)
– Piratini (Santana);
– Mil e Sessenta Sete (esquina das avenidas Amazonas e Viena – São Geraldo);
– Desembargador La Hire Guerra (Três Figueiras);
– Parque Professor Gaelzer (Tristeza);
– Caraíbe (Vila Assunção);
– Itati (Vila Ipiranga);
– John Kennedy (Vila Ipiranga);
– Dr. Baltazar de Bem (Vila Jardim);
– Maurício Rosemblat (zona indefinida)

Prefeitura de Porto Alegre

Anúncios


Categorias:Parques da Cidade, segurança

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Fortunati disse que quem manda em Porto Alegre é Jesus. E eu achando que era o Sebastião Melo…

    Curtir

  2. Enquanto isso a Redenção continua sendo um lugar mais sombrio que as contas públicas do país.

    Curtir

  3. isso ae prof girafales!

    Curtir

  4. É bom nao estarem investindo só nos parques famosos e nos bairros “ricos”.

    Curtir

  5. O interessante agora seria observar se muda algo nos indicadores de assaltos, etc no parque.

    Curtir

  6. Esses dias passei por uma praça que tem na Farrapos, deram uma geral nele, retiraram o lixo, reformaram a iluminação, cortaram a grama, deu outra cara pra região.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: