Ciclovia em marcha lenta: em um ano, Porto Alegre ganhou só 3,8 km de novas ciclovias

Em velocidade média, um ciclista levaria 15 minutos para percorrer os 10% que foram construídos de 50km prometidos

Prefeiutra de POA enfrenta problemas na implantação das vias créditos: Ricardo Duarte

Prefeiutra de POA enfrenta problemas na implantação das vias.  créditos: Ricardo Duarte

Uma cena sobre duas rodas ilustra o ritmo da construção de ciclovias em Porto Alegre: em velocidade média, um ciclista levaria 15 minutos para percorrer tudo o que a prefeitura conseguiu aprontar em um ano de obras. De maio de 2014 até maio deste ano, a colcha de retalhos formada pelas ciclovias e ciclofaixas da Capital ganhou menos de quatro quilômetros. Não chega a 10% da meta da prefeitura para o período, 50 quilômetros. Menina dos olhos da Empresa Pública de Transporte da Circulação (EPTC), a ciclovia da Ipiranga não cresceu nenhum centímetro nos últimos 12 meses.

“Nós fomos muito otimistas. Tínhamos uma expectativa de evolução significativa, mas acabamos tendo uma redução em função de questões externas”, justifica o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari. Para Cappellari, o imponderável é o principal fator para o atraso na implantação do Plano Diretor Cicloviário, existente desde 2009 – dos 495 quilômetros previstos no projeto original, apenas 24,735 estão prontos. A demora das contrapartidas de empreendimentos imobiliários, que representam boa parte dos recursos a serem investidos em ciclovias, além de obras “casadas” com projetos da Copa que não saíram do papel, seriam responsáveis pelo atraso em, pelo menos, quatro obras: Voluntários da Pátria, Avenida Tronco, Severo Dulius e Ipiranga, que conta com apenas 2,8 dos 9,4 quilômetros de seu projeto.

Portal Mobilize Brasil / Zero Hora – clique aqui para ler a matéria integral

Anúncios


Categorias:Bicicleta, ciclovias

Tags:, , , , ,

20 respostas

  1. Não esta na marcha lenta… esta na velocidade normal de como andam as coisas na cidade, estado e pais… ciclovia, iluminação público, aumento da segurança, manutenção de calçadas no centro, manutenção de ruas e avn, etc… ta tudo na mesma velocidade… manchete seria se estivesse tudo na velocidade planejada.

    Curtir

    • Neste caso nem plano tem. Quer dizer, deram uma data para a ciclovia da Ipiranga, mas como ela está mais lenta que qualquer outra obra de mobilidade (mesmo que penses o contrário), simplesmente pararam de dar datas.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: