Implantação da Zona 30 começa em junho em cinco bairros da cidade

Projeto garantirá circulação mais segura, com limite de velocidade   Foto: Divulgação/PMPA

Projeto garantirá circulação mais segura, com limite de velocidade   Foto: Divulgação/PMPA

Após definição, na tarde desta segunda-feira, 18, da Sinargs como empresa vencedora do pregão realizado pela prefeitura, com proposta de R$ 804.460, a previsão é iniciar em junho as primeiras ações de implantação do Projeto Zona 30 em cinco regiões da Capital, que garantirá uma circulação mais qualificada e segura em áreas residenciais de bairros da cidade. De acordo com a programação, haverá reforço em placas indicativas, de lombadas físicas, pinturas no asfalto, faixas de travessias elevadas para pedestres, além de estreitamento de pista para veículos e também calçadas mais largas. Também foi realizada licitação para implantação de 57 Paradas Seguras a serem instaladas na av. Ipiranga, sendo vencedora a empresa Delta Ind. e Comércio de Mobiliário Urbano.

Os projetos da Zona 30 e Paradas Seguras foram aprovados pela Caixa Econômica Federal e a prefeitura. Em outubro do ano passado, houve a garantia de verba do Ministério das Cidades, por intermédio da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 1,4 milhão, além de aporte pela prefeitura. A conclusão das cinco Zonas 30 e implantação de 57 paradas seguras estão previstas para o segundo semestre deste ano.

A Zona 30, com ostensiva sinalização e disciplinamento viário, prioriza locais de interior de bairros onde há desrespeito à velocidade máxima de 40 km/h e índices de acidentalidade, de acordo com dados estatísticos, assim como onde existem escolas, praças, pontos de atendimento de saúde, entre outros serviços à população. “O nosso objetivo é devolver a cidade para as pessoas, com mais qualidade nos deslocamentos, reduzindo conflitos, tornando as ruas bem mais amigáveis e acolhedoras”, afirma Vanderlei Cappellari, diretor-presidente da EPTC.

Locais – De acordo com estudos técnicos e encontros nos Centros Administrativos Regionais (CARs), as cinco primeiras Zonas 30 da Capital ficarão localizadas nas seguintes áreas, com muitas características residenciais:

Cristal: ruas Butuí e Inhanduí. Na área estão a Escola Municipal Professor Eliseu Paglioli Especial, o Posto de Saúde Cristal Divisa e a Escola Estadual de Primeiro e Segundo Grau Professor Elpídio Ferreira Paes.

Vila João Pessoa: a área contempla a avenida Luiz Moschetti, limite entre os bairros Vila João Pessoa e Cel. Aparício Borges. Destaca-se a existência de uma praça, um posto de saúde e, no entorno próximo, a existência de três escolas.

São Geraldo: a área abrange o quadrilátero formado pelas avenidas São Pedro, Pernambuco, Maranhão e Amazonas, no bairro São Geraldo. A região possui cinco entradas, sendo as principais pelas avenidas Pará e Bahia. Destaca-se a existência de quatro escolas e diversos restaurantes, o que ocasiona uma quantidade significativa de deslocamentos a pé pela região, em diferentes horários.

Rubem Berta: rua Wolfram Metzler, uma das principais vias deste populoso bairro da Capital. Conta com uma escola municipal e uma estadual; cinco creches comunitárias, três linhas de ônibus e uma de lotação; posto de saúde e posto da Brigada Militar, além de uma igreja e diversos templos;  um CTG, várias entidades esportivas; clube de mães, grupo de terceira idade, o que proporciona uma quantidade significativa de deslocamentos a pé pela região, em diferentes horários.

São Sebastião: a área de estudo contempla a  avenida João XXIII. Destaca-se a existência de um centro comercial de grande porte, uma escola estadual e o Terminal Triângulo, além de estabelecimentos comerciais de pequeno porte na via e imediações.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

3 respostas

  1. Antes que alguém faça um comentário idiota. Essas ruas são ruas de bairro, com limite de velocidade já baixo (40km/h). Ninguém está implantando Zona 30 na perimetral ou na assis brasil. Então nada de reclamar que vai atrasar o seu trajeto…

    Curtir

  2. Tava pensando, com essa zona 30 pelo bairro São Geraldo, que é uma das saidas para carros roubados em Porto Alegre, será que isso poderia dificultar a fuga dos bandidos, com quebra molas e barreiras do tipo?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: