EPTC analisa autuar pelas imagens das câmeras de monitoramento

Resolução permite que procedimento seja estendido para todas as vias  Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Resolução permite que procedimento seja estendido para todas as vias  Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) projeta, para a próxima semana, o início das ações que possibilitarão a autuação dos infratores de trânsito através das imagens das câmeras de monitoramento da circulação na cidade. Essas autuações se tornaram possíveis pela recente publicação da Resolução 532/2015, que altera a Resolução 471/2013, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Anteriormente, conforme a Resolução 471/2013, a fiscalização somente poderia ser realizada nas estradas e rodovias. Agora, com a nova resolução, este procedimento foi estendido para todas as vias, contanto que haja a disposição de sinalização indicativa de fiscalização.

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, explica a medida. “Muitos motoristas somente respeitam as leis de trânsito na presença dos agentes de fiscalização. Fora isto, cometem uma série de infrações, com graves riscos à segurança dos demais condutores e dos pedestres. Esta decisão do Contran, de também liberar autuações pelas câmeras de monitoramento, busca reduzir a acidentalidade, aliada às permanentes ações de educação para o trânsito na cidade”.

Prefeitura de Porto Alegre

Anúncios


Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Acho ótimo… inclusive acho que a EPTC deveria aceitar denúncias da população através de fotos e filmagem!
    Vai melhorar ainda mais a arrecadação da tal #indústriadamulta

    Eu tenho um bom acervo entre fotos e vídeos de espertinhos (pra não dizer fdp’s…) estacionados em calçadas, vagas prioritárias, ciclovia, fazendo retornos proibidos e afins.

    Quem faz as coisas certas não tem com o que se preocupar.

    A única ressalva seriam possíveis multas de passagem de sinal vermelho após às 22h… isso tem que ser analisado de maneira diferente em função de segurança.

    Curtir

    • Bi Grando, tu podes utilizar o aplicativo Colab.re (divulgado aqui mesmo no blog) pra mandar essas denúncias pra Prefeitura. Se vão fazer alguma coisa são outros 500.

      Curtir

  2. gostaria de entender uma coisa, aqui podemos curtir (polegar p cima) ou não curtir (polegar p baixo), no momento o curtir vence por 8×4, logo quem são os 4 q nao curtiram??? deve ser aqueles ótimos motoristas q pensam “mais uma medida p tirar nosso dinheiro”. Na verdade p tirar o teu dinheiro não o meu, pq eu cumpro regras d trânsito, se todo mundo andasse linha nao estariamos entre os 3 trânsitos mais violentos do mundo. Se dependesse d mim as cidades, estradas estariam repletas d pardais e controladores de todo tipo p acabar com esses loucos do volante. O mais engraçado nisso tudo nesse pais é a quantidade de hipòcritas, acredito q seja maior concentração do mundo, adoram falar dos políticos mas não perdem oportunidade d burlar uam regra, uma lei, passar alguém p trás, porém sempre arrumam uma desculpa esfarrapada p se justificar e nao admitir própria culpa… Valores morais já, para quem serviu chapéu vão se olhar no espelho, se bem q já devem ter uma desculpa pronta, q esse país, esses políticos, não sabe nada, tava com pressa, meu cachorro me obrigou, minha vó ta doente, bla bla bla

    Curtir

  3. Bem legal…mas é impressionante o dinheiro e o tempo investidos em radares de maior alcance e outras tecnologias destinadas ao monitoramento e aplicação de multas enquanto nem 1 pila é gasto em educação. Muito conveniente para o poder público multar 500 carros em um final de semana, a arrecadação deve ser monstra. Mas nenhum desses 500 carros é parado. Ninguém recebe mais o “xixi” do policial rodoviário. O cidadão pode cruzar o estado a 200Km/h sem ser importunado (a não ser, é claro, pelas multas que chegarão em 30 dias na sua caixa de correio).

    Curtir

    • Cara, a cidade tá cheia de placas “educativas” do tipo: “Nunca tranca o cruzamento” ou “Ao converter, respeite o pedestre.”. Ninguém cumpre, é melhor multar mesmo, só acho que a multa tinha que ser proporcional ao valor do veiculo, assim como o IPVA. Ps: diferente do ipva, obviamente não haveria isenção pra carro velho.

      Curtir

  4. Já passou da hora de utilizar as câmeras para multar os cidadãos de bem que usam corredor de ônibus, fazem conversão proibida, param sobre a faixa de pedestre, ultrapassam o sinal vermelho, estacionam em local proibido, transitam sobre a calçada, estacionam em fila dupla e outras infrações que fazem sob as mais diversas justificativas (ou seriam desculpas?)…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: