Parque da Orla recebe 5 propostas de empresas interessadas

Licitação compreende trecho entra a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias  Foto: Luciano Lanes / PMPA

Licitação compreende trecho entra a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias  Foto: Luciano Lanes / PMPA

Cinco propostas aproximam o porto-alegrense da orla do Guaíba. Na tarde desta segunda-feira, 13, a Comissão de Licitação Prefeitura de Porto Alegre recebeu cinco envelopes com propostas para as obras da fase 1 do Parque Urbano da Orla do Guaíba, sendo uma empresa e quatro consórcios (um deles internacional). As propostas dizem respeito aos primeiros 1.320 metros, trecho compreendido entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias.

O sucesso do ato de recebimento dos envelopes, segundo o prefeito José Fortunati, que acompanhou o trabalho na comissão, deve-se à construção conjunta com o Tribunal de Contas do Estado. “Foi um edital complexo, com mais de 5 mil itens, mas com possibilidades reais de transformar o local em um cartão postal da cidade”, disse, ao salientar a confiança nos interessados. “São cinco concorrentes muito sólidos, todos com consistência técnica. Vamos agora aguardar a avaliação do menor preço.”

A entrega das propostas foi acompanhada pelo secretário Edemar Tutikian, do Gabinete de Desenvolvimento e Assuntos Especiais, e pelo secretário de Gestão, Urbano Schmitt, além dos representantes das empresas e da imprensa.

Os nomes dos interessados serão publicados até sexta-feira, 17, no Diário Oficial de Porto Alegre. A partir da segunda-feira, 20, será aberto o prazo de cinco dias para recursos. Caso não haja nenhum, a comissão anuncia a abertura dos envelopes e análise das propostas.

Projeto prevê novos passeios, ciclovia, um restaurante e seis bares   Foto: Divulgação/PMPA

Projeto prevê novos passeios, ciclovia, um restaurante e seis bares   Foto: Divulgação/PMPA

Projeto – De autoria do arquiteto Jaime Lerner, o projeto de revitalização da orla, que vai da Usina do Gasômetro até o Arroio Cavalhada, está dividido em cinco fases. A  fase 1 vai da Usina do Gasômetro até a Rótula das Cuias, com previsão de duração de cerca de 18 meses a partir de sua ordem de início e custo de R$ 67,8 milhões. Os recursos são provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina – a CAF (Corporação Andina de Fomento).

Haverá uma intervenção correspondente a dez hectares, com a construção de novos passeios, ciclovia, um ancoradouro para barcos de passeio, um restaurante e seis bares, quatro decks, duas quadras de vôlei, duas de futebol e duas academias ao ar livre, vestiário, playground, além de duas passarelas metálicas com jardim aquático. A obra qualificará as atividades de lazer e gastronomia da região, além de agregar total acessibilidade em todos os seus espaços.

Com foco na segurança de quem frequentar o parque, será colocada iluminação especial, com caminhos iluminados com fibra ótica e lâmpadas LED, permitindo o uso durante as 24 horas do dia. Também haverá uma central de segurança com a Guarda Municipal para videomonitoramento da região.

O projeto passou por avaliação do Tribunal de Contas do Estado e pela Promotoria de Justiça e Habitação e Defesa da Ordem Urbanística do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Grupos/empresas que entregaram propostas:

  • Consórcio C.Pelotense/C.Cidade – Construtora Pelotense e Construtora Cidade;
  • Consórcio Home/Porto Novo – Home Engenharia e Porto Novo Empreendimentos e Construções Ltda.;
  • Consórcio Orla Mais Alegre – Procon Construções Indústria e Comércio, Sadenco – Sul Americana de Engenharia e Comércio Ltda., e SH Estruturas Metálicas;
  • Consórcio Alberto Couto Alves S.A. – ACA e Alberto Couto Alves Brasil Ltda.;
  • EPC Construções S/A.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Projeto de Revitalização da Orla

Tags:,

7 respostas

  1. Finalmente uma boa noticia sobre a orla.
    E o melhor, teremos bares na orla, amo essa privatização opressora que da oportunidades para apreciar a orla.
    hahaha

    Curtir

    • Yes! Maravilhosa será esta obra!!! Teremos muitos pontos relevantes, interessantes e turísticos nesta orla!! Porto Alegre de belo por-do-sol nesta local…terá uma noite mais bela ainda nesta orla!!

      Curtir

  2. É melhor bares na orla do que mato e abandono, como sempre esteve. Espero que este seja o inicio de um movimento para apequenar os pseudo-intelectuais que existem e atrasam Porto Alegre. E que levem o atraso para outro lugar.

    Curtir

  3. Não sei se tecnicamente é viável… mas colocar um elevador dentro da chaminé para o pessoal ir num pequeno mirante lá em cima seria deveras interessante! Pelo menos seria mais bem utilizado que aquele barzinho que tinha na base… sem falar que seria num ponto que já tem gente circulando, diferente do mirante do arroio cavalhada.

    Curtir

    • Oi Fabio, o problema é que a torre foi projetada para ser uma chaminé. Seria um projeto desafiador remodelar a aparência da torre combinando o aspecto histórico com acessibilidade e elegância.

      Curtir

      • Entao…continuamos sem saber se eh viavel… Abra isso para um desafio publico e vai ter varios enegenheiros/arquitetos querendo ter seu nome vinculado a algo turistico… E outra… Tirando ideia de elevador… Coloca uma escadaria… Na europa tem muito disso… Exemplo… O duomo de florença eh 10 euros pra subir quase 500 degraus, 7 metros mais alto que a chamine… O campanario ao lado eh 8 euros… Pisa tem metade da altura da chamine e tem fila com hora marcada…

        Curtir

  4. Que milagre, nenhum ‘progressista’ propôs construir um shopping ou uma torre-pombal-residencial! Ainda mais propondo ancoradouro!

    Um dia, quando pararmos de nos preocupar com esquerda morta e focarmos no desenvolvimento, Porto Alegre possa ter um Shopping Náutico, semelhante com o Queen’s Wharf, na região de Harbour em Auckland, Nova Zelândia. Para isso não pode pensar pequeno em concorrer com o Dc Navegantes ou meramente distribuir terreno público para ‘progressistas’ construírem prédios funcionais, como está proposto no projeto do Cais Mauá.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: