GPS nos táxis de Porto Alegre não funciona   

Foto: Gilberto Simon

Foto: Gilberto Simon

A prefeitura poderá rescindir o contrato assinado no dia 24 de julho do ano passado com a Show Tecnologia do Brasil Ltda., empresa responsável pela instalação do Sistema de GPS na frota de táxis da capital gaúcha.

A decisão será anunciada nesta segunda-feira (20) durante audiência no Paço Municipal e atende à reivindicação do Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintáxi).

Segundo o presidente Luiz Nozari, a rescisão do contrato se deve à inoperância do serviço, já que os permissionários não conseguem acompanhar o movimento dos táxis, nas telas dos computadores, tablets e smartphones.

O rastreamento deveria ser em tempo real com atualização do sistema a cada 60 segundos, mas isto não acontece na prática e há casos em que, pelo GPS instalado, o táxi permanece parado por horas nu! m determinado ponto da cidade, só que o veículo está circulando e transportando passageiros.

Affonso Ritter



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

7 respostas

  1. A prefeitura tem de exigir a renovação da frota, meu os táxis de Porto Alegre são os mais cacarecos do Brasil em termos de capital. Carros porcaria que são a cara da pobreza, todo um serviço desconfortável, patético e vergonhoso, tri terceiro mundo.

    Curtir

  2. Para quem não lembra, a bandeira 2 foi expandida para custear esse super serviço.

    Curtir

    • Bem lembrado Felipe. Será que vão nos devolver a diferença?

      Curtir

    • Era exatamente isso o que eu ia comentar, a bandeira 2 teve seu horario de funcionamento adiantado para custear as custas do usario essa tecnologia que seria usada so pela prefeitura e pelos taxistas

      Curtir

  3. No século XXI tudo é informatizado e instantâneo, menos na hora de devolver um gasto por um serviço que não se confirmou. Claro, o devedor está blindado da população atrás da névoa do serviço público.

    Curtir

  4. Viva o Uber (2)
    Agora, se era para enfiar bandeira 2, então que colocassem um sistema de “carteirão eletrônico” com identificação biométrica, pagamentos por cartão de crédito e débito e entretenimento à bordo. Os táxis em Porto Alegre são uma imensa máfia onde alguns criminosos são donos de 2/3 das licenças que empregas algumas pessoas honestas e uma cacetada de marginais. Cansei de pegar taxista dirigindo drogado e/ou alcoolizado, denunciar para a prefeitura ou falar isso para uma estátua tem o mesmo efeito (o assassino do ciclista do aeroporto tá andando pelas ruas bem feliz, à 120km/h) Os taxistas da madrugada são quase todos marginais que trabalham como tele entrega de drogas e prostitutas além de servirem como patrulhas do crime, volta e meia aparece um com 5 tiros na cabeça mas o dinheiro fica no bolso e o relógio no pulso e esse bando de marginal vai tudo fazer protesto por “segurança”. Se não se metessem com todo tipo de criminoso o assassinato de taxistas cairia 90%.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: