Obras na trincheira da Ceará avançam com trabalho noturno

Intervenções entre 0h45 e 5h20 respeitam restrição de segurança   Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Intervenções entre 0h45 e 5h20 respeitam restrição de segurança   Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Além da frente de trabalho diurna que atua na etapa de fundações, a prefeitura deu início às atividades noturnas no canteiro de obras da trincheira da avenida Ceará. A medida é necessária por segurança, devido à proximidade entre a intervenção e a pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho. A Infraero e o V Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (Comar) impuseram restrição de horário de funcionamento do equipamento de escavação, e somente o turno da noite foi liberado para essa operação.

Os serviços noturnos serão realizados entre 0h45 e 5h20 da manhã, com a escavação principal da trincheira e a execução dos painéis de concreto armado, moldados, denominados de lamelas, que têm a função de estabilizar as paredes de escavação e contrabalançar o empuxo devido à ocorrência de lençol freático no terreno. No período diurno, estão sendo executadas as fundações da casa de bombas, estrutura que terá a função de dotar a trincheira de mecanismo para a drenagem pluvial.

O prazo previsto para encerramento das intervenções durante a noite é de 10 meses. “Com os trabalhos noturnos, a obra avança na execução das paredes de contenção, possibilitando escavação subterrânea com maior produtividade. O resultado será uma solução de mobilidade urbana para um cruzamento que apresenta carregamento de tráfego de 75 mil veículos/dia”, afirma Rogério Baú, engenheiro responsável técnico pelas obras de mobilidade da Capital.

Segurança na execução – A trincheira da Ceará é uma obra subterrânea, com presença de água constante, características de solo mole e com a interferência de um viaduto e um metrô no entorno. Priorizando a segurança no local, foram feitas diversas análises, e foi constatado que a melhor opção de execução é por meio de clamshell. Esse equipamento possui uma lança, e, juntamente com o guindaste de içamento das armaduras, pode chegar, eventualmente, a uma altura de 15 metros (altura muito superior ao cone de aproximação das aeronaves, que têm cota máxima de oito metros de altura).

Desde a retomada da obra, em janeiro, estão em execução os serviços de estacas raiz no trecho norte, abaixo do viaduto Leonel Brizola; escavação e concretagem das lamelas da casa de bombas; concretagem do muro de arrimo; concretagem da laje, norte do acesso; e escavação para a início das estacas raiz no trecho central da trincheira. A obra é executada pelo Consórcio Farrapos, composto pelas empresas Conpasul, Sogel e Toniolo, Busnello.

A obra – A trincheira da avenida Ceará integra uma das cinco intervenções ao longo da Terceira Perimetral. Com extensão de 315 metros e largura de nove metros, o trecho será rebaixado em aproximadamente 5,5 metros. O fluxo da avenida Ceará, sentido bairro-Centro, passará por baixo da avenida Farrapos. 

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

3 respostas

  1. Uau, quanta eficiência! A rua está fechada apenas desde fevereiro de 2013!

    Curtir

  2. Aleluia irmão.

    Curtir

  3. Toniolo VIVE!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: