Licitação para mudanças na Rua dos Andradas será realizada em 90 dias

Rua receberá pavimento reaproveitado de avenida na Zona Norte | Imagem: Divulgação/ Smov

Rua receberá pavimento reaproveitado de avenida na Zona Norte | Imagem: Smov

A Rua dos Andradas (ou Rua da Praia), no centro de Porto Alegre, deve ganhar uma cara nova nos próximos meses. Uma das ruas mais conhecidas da capital gaúcha vai passar por obras a partir de um processo de licitação que será realizada em até 90 dias. O prazo para finalização das obras é de 12 meses após a licitação.

A Prefeitura de Porto Alegre divulgou, através da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov), imagens de como ficará a rua. A parte da via que receberá as obras é localizado entre as ruas Gen. Câmara e Mal. Floriano Peixoto, que contará com uma faixa central de 4,5 m de largura em paralelepípedo de basalto, reaproveitado da avenida Ernesto Neugebauer, que em breve receberá obras de melhorias. Estão previstas ainda duas faixas paralelas de 1,6 metro de largura em concreto e, nas laterais, duas faixas de 2 metros de largura em lajes de granito, que manterão o estilo do atual calçadão, utilizando as partes que não estão degradadas.

O tipo de pavimento foi definido pelo grupo de trabalho “Rua para Pessoas” que é composto por nove secretarias e cinco entidades da sociedade civil. Abaixo do pavimento, serão também construídas duas valas técnicas, uma de cada lado da via, onde passarão as redes de telefonia, água, esgoto e gás. A rua Uruguai, no trecho entre a Rua José Montauri e a Rua dos Andradas, receberá o mesmo calçadão.

Neste trecho, a via continuará sendo exclusiva para uso de pedestres, com a exceção de eventuais veículos, como fornecedores ou carros-forte. A obra custará R$ 10 milhões, provenientes da CAF (Corporação Andina de Fomento).

Mais imagens:

rua-dos-andradas-03

rua-dos-andradas-02

SUL 21

_________________

Achei muito boa a proposta. Mas, ao meu ver, falta um pouco de ajardinamento. Cadê as floreiras ?



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Revitalização do centro

Tags:,

15 respostas

  1. Queria saber qual a inovação da Prefeitura pra ter a possibilidade de bancos ”voadores”.

    Cara, inadmissível entregar um render assim. Nem na faculdade nos 45′ do segundo tempo deixávamos bancos voando!

    Curtir

    • Bem vinda ao futuro, 2015… Marty McFly passou por esse render! E Porto Alegre, na vanguarda, será a primeira cidade no mundo à ter “hoverseats” públicos.
      Mas nem sequer uma simples floreira…??? Que projeto inóspito.
      Porém, achei boa a idéia sustentavel de reutilizar os paralelepípedos em basalto e as placas de granito. Também a parte cobrindo as galerias de serviço em concreto, desde que se faça com esmero.

      Curtir

  2. Achei muito concreto, cinza, sem vida.
    Que tal colocar verde: plantas , pequenas árvores, mais natureza!!!!!.

    Curtir

  3. Esse render por si só já não tem nada de mais, e na vida real ficará feio e detonado em poucos dias. Faltam plantas como já disseram. Mas veio de uma prefeitura que ia criar um curral de madeira nas ciclovias da Ipiranga né…

    Curtir

  4. Eu gostei, se for como no render, vai ficar legal.
    Acho que não é uma rua para lotar de árvores, na minha opinião, quanto mais simples, melhor.

    A unica coisa que me deixa meio preocupado, é essa “grade” no chão, para escorrer a água da chuva, essa bagaça escorrega que é uma delicia.

    Curtir

  5. Podiam fazer floreiras nos postes. Dificultam a depredação e o efeito é bem legal. São assim em Viña del Mar, no Chile. https://c2.staticflickr.com/6/5014/5561774820_ea0d522099_b.jpg

    Curtir

  6. Também achei que ficou devendo em verde, pequenas árvores, floreiras…Enfim, inóspito mesmo.

    Curtir

  7. Bom mesmo serão os contêiners de lixo (onde estão no render????) todo sujo fedido e podre na frente das lojas, saindo caldinho fedido…

    Curtir

  8. E o paisagismo, onde está? Afora os problemas técnicos apontados pelos demais leitores, o paisagismo é o que traz interesse, aconchego, vontade de usufruir o espaço. Porém na proposta apresentada temos um ‘preview’ do futuro mais cinza e inóspito que já frequentou o imaginário de quem quer que seja. Asfalto, basalto, metal, pedra, tudo muito frio e nada convidativo. Para os turistas, então, nada há que os possa atrair. Sem dúvida nossa cidade merece muito mais do que isto.

    Curtir

  9. A propósito: as pessoas sentariam com os pés sobre a faixa tátil???

    Curtir

    • Não, sobre a faixa táctil os mendigos dormirão no que será para eles uma “cama ortopédica”

      Curtir

  10. A rua está no mesmo nível do passeio ou é impressão minha?

    Curtir

  11. Vai ser perdido àquele desenho dos paralelepípedos da Andradas, uma das poucas coisas bonitas que a rua ainda tem. Aliás, pesquisando agora sobre esse calçamento encontrei no site da prefeitura que o trecho entre a Marechal e Dr. Flores é tombado, exatamente o trecho que aparece nas fotos.

    http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/vivaocentro/default.php?p_secao=116

    Isso tudo sem contar o fraco paisagismo que os outros leitores já falaram.

    Curtir

  12. reaproveitarão as peças atuais, mas estão PODRES!!!
    Cimento??? pra esburacar a vontade, e os blocos reaproveitados do calçamento da zona norte….
    Essa é a importancia que dão a principal rua da cidade??
    Projeto POBRE, PODRE e sem vida
    Ainda vão demorar uma ano e 3 meses pra fazer tres quadras desse LIXO!
    MUITA INCOMPETENCIA!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: