Servidores do RS estão preparados para começar greve a partir de segunda

Categoria irá paralisar as atividades caso o governo parcele os salários de agosto

Servidores do RS estão preparados para começar greve a partir de segunda | Foto: Bruna Cabrera / Especial CP

Servidores do RS estão preparados para começar greve a partir de segunda | Foto: Bruna Cabrera / Especial CP

O funcionalismo estadual está preparado para iniciar greve de quatro dias a partir de segunda-feira, caso o Executivo parcele novamente o salário das categorias. Mesmo assim, o governador José Ivo Sartori não deu previsão de como deve proceder e que contas vai priorizar no dia 31. Se atrasar o pagamento da dívida com a União, os repasses federais serão bloqueados. “Todo mundo conhece as dificuldades financeiras. Como pai de família e cidadão, não gostaria que tivesse chegado a isso”, afirmou nesta sexta.

• Policiais civis gaúchos paralisam a partir de segunda

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) ingressou com Ação Cautelar no Supremo Tribunal Federal (STF), na quinta-feira, pedindo a nulidade da cláusula do contrato que determina o bloqueio das contas. O Cpers/ Sindicato já anunciou que, independente do pagamento integral, ou parcelamento de salários, irá paralisar por quatro dias em protesto aos projetos de ajuste fiscal encaminhados à Assembleia Legislativa.

Sobre isso, o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, avaliou que o problema do Rio Grande do Sul é local e não pode ser transferido para a União. “Eu sou gaúcho e nós do Rio Grande do Sul temos que ter consciência que a questão não se resolverá sem uma mudança de postura. A hora que tivermos um projeto que coloque o Rio Grande do Sul de pé, mesmo que seja num plano de 10 a 20 anos, teremos o apoio do governo federal.”

Ele declarou ainda que o governo regulamentará, no próximo ano, a disposição da renegociação das dívidas dos estados. “O governo federal também luta com necessidade de ajuste fiscal. Não vamos sonhar que teremos recursos extras.” Padilha ainda salientou que desconhece qualquer intenção do Palácio do Planalto de fazer um projeto para a volta da CPMF, imposto extinto em 2007.

Correio do Povo – Karina Reif



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

%d blogueiros gostam disto: