Prefeitura assina contrato para duplicação de contêineres

Número de bairros atendidos pela coleta automatizada passa de 13 para 19   Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Número de bairros atendidos pela coleta automatizada passa de 13 para 19   Foto: Ricardo Giusti/PMPA

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) assina às 10h30, desta quarta-feira, 2, com a participação do prefeito José Fortunati, o contrato de duplicação da coleta automatizada de resíduos domiciliares. O número de contêineres na cidade passará dos atuais 1.200 para 2.400, atendendo 19 bairros, dos quais 11 em sua totalidade e oito de forma parcial. Atualmente, o serviço atende 13 bairros, sendo cinco totalmente contemplados.

O ato ocorrerá na Praça Rotary (av. Praia de Belas, entre as ruas Comendador Rodolfo Gomes e Barbedo), no bairro Menino Deus, uma das regiões que será beneficiada com a ampliação do serviço. Na assinatura do novo contrato, haverá a demonstração de um equipamento novo e de um caminhão da Conesul, empresa vencedora da licitação do segundo módulo da coleta automatizada. Também está programada a divulgação da campanha ReciclaPOA.

Para saber mais sobre a campanha ReciclaPOA, clique aqui



Categorias:Coleta mecanizada de lixo

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Poderiam aproveitar e começar a limpar o espaço em volta dos containeres, porque fica uma podridão!

    Curtir

  2. Acho um desperdício gastar dinheiro num projeto desses. Há coisas mais inteligentes, baratas, higiênicas e práticas do que colocar latões de lixo pela cidade.
    O prefeito que vá visitar o projeto de tratamento de lixo de Israel e copie o que é bom, no caso, tudo.
    Nada de tecnologias sofisticadíssimas. Os ensinamentos de ciências do ensino fundamental foram suficientes para atender TODA a necessidade do povo, sem torrar o dinheiro público.
    Nossos latões são um LIXO e só servem para movimentar uma indústria paralela que agrega pouco para a população portoalegrense. Tem coisa melhor e mais urgente para gastar prefeito.

    Curtir

    • O gasto de recolher lixo “modernamente” economiza nos gastos que lixo no chão causa para a cidade como o entupimento das redes pluviais por exemplo… sem falar em critérios não mensuráveis como os aspecto das ruas da cidade… na minha rua todo dia de manhã tem pilhas de lixo na calçada do prédio até o caminhão passar… e quando tiram ficam a sujeira das sacolas abertas pelos catadores e cachorros…
      O que eu não entendo é porque a prefeitura não coloca dois containers (um para seco e outro para organico) como quase a totalidade dos paises que utilizam esse sistema de coleta de lixo..

      Curtir

      • Quando eu li a manchete, isso que eu tinha pensado: duplicar como sendo contemplar o lixo reciclável também. Não entendo o porquê de não fazer isso, quer incentivo maior para a população não separar o lixo? Levar tudo junto até o conteiner na hora que acumula ou pegar uma das sacolas e ficar esperando com ela até o horário de a coleta seletiva passar?

        Curtir

  3. quais serão os novos bairros? no site da prefeitura não fala nada…

    Curtir

  4. A vantagem de começar com uma quantidade irrisória, para o tamanho de Porto Alegre, de contêiner é que dá para duplicar a quantidade várias vezes fazendo uso publicitário dessa palavra.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: