Avança a licitação do transporte coletivo de Porto Alegre

Comissão abriu os envelopes de documentação de habilitação   Foto: Betina Carcuchinski/PMPA

Comissão abriu os envelopes de documentação de habilitação   Foto: Betina Carcuchinski/PMPA

A prefeitura avançou mais uma etapa do processo de licitação do Serviço de Transporte Coletivo. Foram abertos nesta sexta-feira, 4, pela Comissão Especial de Licitação da Secretaria Municipal da Fazenda, os envelopes de documentação de habilitação da Concorrência Pública nº 1/2015, que tem como objeto a delegação, por meio de concessão, do serviço de transporte coletivo por ônibus do Município de Porto Alegre.

Foram quatro empresas licitantes melhores classificadas em cada Lote/Bacia: Bacia Norte/Nordeste – Lotes 1 e 2: licitante MOB Mobilidade em Transportes; Bacia Sul – Lotes 3 e 4: Licitante Consórcio Sul; Bacia Leste/Sudeste – Lote 5: licitante Consórcio Vialeste e Lote 6: licitante Consórcio de Mobilidade da Área  Integrada Sudeste – Mais.

De acordo com o presidente da Comissão de Licitação, José Otávio Ferraz, após a realização do processo administrativo será feita a análise dos documentos. “Como todos os licitantes acordaram que, se forem considerados habilitados, abrirão mão dos prazos recursais, em oito dias úteis teremos o resultado final da licitação”, declarou.

Os documentos da empresa licitante desclassificada serão mantidos incólumes até o resultado final do processo licitatório, conforme previsto no edital. Os pedidos de vistas da documentação habilitatória deverão ser realizados através do e-mail: celco@smf.prefpoa.com.br.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

2 respostas

  1. A sensação depreendida da leitura é que depois de muitas semanas os documentos empilhados na mesa da recepção de algum departamento público, marcaram uma reunião para tocar adiante o processo. Acho que sinto isso de tão vaga que foi a informação. Mas será que houve informação mesmo?

    Notem que notícia vaga: na foto uma imagem antiga da abertura dos envelopes dando idéia de muita movimentação; no título e primeiro parágrafo usam a palavra “avança” sem que nenhum fato seja descrito que comprove isso; parágrafos dois e quatro apenas descrevem o processo padrão e o resultado da licitação em questão, notícias antigas com as quais ninguém mais se importa; e no parágrafo três o entrevistado explica outro detalhe do processo padrão, como se tivesse dado a entrevista tanto agora quanto há dez anos para algo totalmente diferente.

    Resultado: uma não-notícia.

    Curtir

  2. “avança”

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: