Tapumes serão instalados na Orla do Guaíba durante revitalização

Obra deve durar 18 meses e custará R$ 60,6 milhões

*Com informações do repórter Jerônimo Pires

Obra deve durar 18 meses e custará R$ 60,6 milhões | Imagem: PMPA / Divulgação / CP

Obra deve durar 18 meses e custará R$ 60,6 milhões | Imagem: PMPA / Divulgação / CP

Começou na manhã desta terça-feira a obra para a revitalização da Orla do Guaíba. Tapumes deverão ser instalados da Usina do Gasômetro até as quadras de esporte. Além disso, o trânsito de pedestres será desviado durante os 18 meses de obra para a calçada da pista bairro/Centro da avenida Edvaldo Pereira Paiva. As bancas de ambulantes sofrerão mudanças, e serão transferidas para as proximidades do anfiteatro Pôr-do-Sol. O contrato para a revitalização foi assinado hoje pelo prefeito José Fortunati, secretariado e representantes da empresa Orla Mais Alegre. Os custos estão avaliados em R$ 60,6 milhões.

Segundo Fortunati, a obra é financiada pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina, com o apoio do governo Federal. Serão construídas ciclovias e novos passeios, com iluminação em fibra ótica e lâmpadas LED. Ao longo do trecho, também serão colocados 47 postes inclinados com iluminação cênica. Está previsto um ancoradouro para barcos de turismo e para o Cisne Branco, um restaurante e seis bares, quatro decks, duas quadras de vôlei, duas de futebol e duas academias ao ar livre, vestiário, playground, além de duas passarelas metálicas com jardim aquático. O restaurante e os bares serão envidraçados, permitindo a abertura total no verão.

Sobre os bares, serão construídos belvederes, em laje de concreto, no nível da avenida, funcionando como mirantes e áreas de estar. A Praça Júlio Mesquita também ganhará uma quadra de futebol em piso de concreto, um playground e um deck de madeira. Segundo a prefeitura, com foco na segurança de quem frequentar o parque, além da iluminação especial, será colocada uma central de segurança com a Guarda Municipal para videomonitoramento da região. Também será criado um jardim aquático será responsável por recuperar várias espécies da flora.

Na primeira fase, o consórcio irá revitalizar cerca de 10 hectares, compreendendo 1,3 metros da beira do Guaíba, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias. Depois de pronto, o local será batizado de Parque Urbano da Orla do Guaíba.

Correio do Povo e Rádio Guaíba



Categorias:Projeto de Revitalização da Orla

Tags:, ,

6 respostas

  1. Aleluia Senhor!!!!!

    Curtir

  2. Amém irmão.
    Fortunatti entregando a cidade pra população, revitalizando as praças e a orla, amém.

    Curtir

  3. Ótima notícia. Por outro lado, vamos aguardar o final da obra para depois realmente comemorar.
    O boneco de posto é o rei das obras inacabadas !

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: