Contrato do aeromóvel de Canoas será assinado na próxima semana

A fase atual é de implantação da primeira fase da linha 1, que terá 4.665 metros e sete estações. (Foto: Reprodução)

A fase atual é de implantação da primeira fase da linha 1, que terá 4.665 metros e sete estações. (Foto: Reprodução)

Na próxima segunda-feira (30), às 9h, o prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PT), assinará o termo de anuência para que a empresa caxiense Marcopolo forneça os veículos para o aeromóvel do município. O ato terá a presença do secretário nacional de Mobilidade Urbana, Dario Rais Lopes, que permanecerá na cidade para conhecer o projeto.

O contrato assinado pelo município com a Aeromovel Brasil S.A. em 2014 para a realização de estudos e projetos do sistema, prevê, também, que a empresa adquira os veículos, com a concordância da Prefeitura. O Comitê de Assessoramento para Implantação do Aeromóvel, coordenado pelo secretário municipal da Fazenda, Marcos Bosio, realizou visitas técnicas à Marcopolo, de Caxias do Sul, para avaliar as condições técnicas e financeiras do negócio.

A fase atual é de implantação da primeira fase da linha 1, que terá 4.665 metros e sete estações, desde a estação Brigada, no bairro Guajuviras, até a estação Mathias Velho da Trensurb. A Aeromovel Brasil realiza a sondagem do solo para implantação dos pilares da via elevada. Está previsto para dezembro o lançamento do edital para readequação da rede elétrica nesse trecho.

O Sul



Categorias:Aeromóvel

Tags:, , ,

15 respostas

  1. Que felicidade ver o aeromóvel se espraiando!
    Julio Paris deve estar se mordendo de raiva.😀

    Curtir

  2. Em passos curtos, mas sempre avançando, o Aeromóvel vai surgindo em Canoas. Em PoA, se não fosse o governo federal, não sairia nunca.

    Curtir

  3. Maravilha parabens a população de Canoas…

    Curtir

  4. Dá-lhe!! Que o sistema funcione muito bem por lá, pra esfregar na cara dos incompetentes da EPTC.

    Curtir

  5. Marcopolo entrando em mais um segmento? Bó😮

    Curtir

  6. BAH GURIZADA MEDONHA,

    QUE BELA NOTÍCIA!!!
    PRIMEIRO A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DO AEROMÓVEL EM CANOAS, SEGUNDO A MARCOPOLO VAI PRODUZIR OS VEÍCULOS… SENSACIONAL!!!

    ENQUANTO ISSO A CAPITAL DE TODOS OS GAÚCHOS “PATINA” NA IMPLANTAÇÃO DO METRÔ GRAÇAS A UM PREFEITO SEM VONTADE E SEM ATITUDE…

    PARABÉNS A CIDADE DE CANOAS E AOS CANOENSES!!!

    ABRAÇÃO,

    Mig

    Curtir

    • o negócio é um aéromóvel subterrâneo, um metromóvel.

      Curtir

    • Concordo que há uma lentidão nas obras da Capital, mas convenhamos que a implantação de uma linha de metrô é bem mais complexa e cara que a de uma linha de aeromóvel.

      Curtir

  7. Que bom que a Marcopolo vai fabricar os veículos, pois os de Porto Alegre foram fabricados no Rio de Janeiro (porque??).
    Acredito que quando concretizado, o projeto de Canoas, que realmente transportará grandes massas, servirá como exemplo para outras cidades. O de porto Alegre, é pequeno, não se pode ter uma boa base com ele.

    Curtir

    • O aeromóvel de Porto Alegre (o do aeroporto) foi fabricado pela Marcopolo também, até onde eu lembro. O que foi fabricado do RJ, acho, foram as novas composições do Trensurb.

      Curtir

      • O primeiro aeromóvel, que está no gasômetro, foi construído em parceria com a Marcopolo, os atuais veículos A-100 e A-200 da linha do aeroporto foram fabricados pela TTrans do RJ, que tem Know-How em manutenção e reforma de trens, material ferroviário e até fabrica veículos leves em pequena escala, como o próprio aeromóvel, os bondes de Santa Teresa no RJ e a reforma da frota K do metrô de SP, mas não sei se tem capacidade de produção para fazer a quantidade de veículos necessária para a linha de Canoas, visto a demora para a chegada dos dois veículos do aeroporto.

        Já a Marcopolo tem uma linha de produção para produzir carrocerias, embora os chassis dos ônibus ela compre/use de empresas como Volvo, MB e VW, talvez seja necessário uma parceria com empresas como a Temoinsa, MPE ou a própria TTrans para fabricar o chassi do aeromóvel (que é bem diferente do chassi de um ônibus) e os truques.

        Curtir

  8. O ideal é que tudo seja fabricado aqui, pois se no futuro outros estados ou países quiserem adquirir um, terão de comprar os daqui, pois toda tecnologia referente o aeromóvel estaria concentrada em uma mesma região, o que deixaria tudo mais barato e eficiente.

    Curtir

    • A tecnologia do aeromóvel é de propriedade exclusiva da Coester. Só o que é “terceirizado” é a fabricação das carrocerias, como é comum em todos os meios de transporte.

      Curtir

  9. O que mais estranho neste projeto do aero móvel em canoas é a sua implantação pelo governo do PT, que aqui em Porto Alegre ficou 16 anos na prefeitura com o rabo preso pela STS, após a intervenção guasca do Sr Olivio Dutra, que nos custou uma indenização milionária paga pela prefeitura as empresas, e com a criação e o fortalecimento da STS , nunca deixou este projeto beneficiar a população de Porto Alegre !!!!!!!!!!!!!

    Curtir

Trackbacks

  1. Contrato do aeromóvel de Canoas será assinado | Antuerf
%d blogueiros gostam disto: