Mais de 30 mil aderem a “boicote” a táxis após agressão contra motorista da Uber

Evento criado em rede social marcou protesto para próxima terça-feira

Braulio Escobar, motyorista do app Uber, vítima de ataque de taxistas contra o UBER

Braulio Escobar, motorista do app Uber, vítima de ataque de taxistas contra o UBER

Após a segunda ocorrência de agressão de taxistas a motoristas do aplicativo Uber em Porto Alegre, mais de 31 mil usuários da rede social Facebook haviam confirmado presença, até às 13h desta sexta-feira, a um evento que propõe um “boicote” ao serviço de táxis na Capital, na próxima terça-feira.

Centenas de postagens repercutiam o ocorrido no link do evento, que sugere que, durante 24 horas do dia 1º, os porto-alegrenses evitem usar o serviço. “Não pegue táxi. Vamos fazer os bons taxistas pressionarem os violentos e baderneiros para nunca mais fazerem isso”, defende um dos organizadores, na descrição do evento.

Outras 15 mil pessoas já confirmaram, virtualmente, presença em um ato agendado para domingo, das 12h às 17h, no Parque da Redenção. Batizado de “Eu digo SIM ao UBER”, o manifesto prega a necessidade de que, em vez de sancionar o projeto que proíbe o aplicativo em Porto Alegre, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, regulamente a prestação do serviço.

Nos dois eventos, centenas de pessoas discutem os prós e os contras do uso de táxis e de veículos do Uber em Porto Alegre. A maioria, porém, defende o aplicativo e reclama do projeto aprovado, ontem, que pode transformar a proibição da carona paga uma lei municipal.

Rádio Guaíba / Correio do Povo

 



Categorias:Uber

Tags:

5 respostas

  1. Será que perceberam que quanto mais rosnam, mais batem, a imagem deles, que já ta meio prejudicada, fica pior?

    Quanto mais aprontam, mais o povo pede Uber.

    Curtir

  2. Qual a necessidade de imagem, quando eles têm a proteção da Prefeitura e da EPTC?

    Curtir

  3. Raramente eu uso taxi aqui ou em qualquer lugar do mundo,mas Porto Alegre é demais,não vou generalizar mas já fui muito maltratado por motoristas de Taxi aqui no portinho,um uma vez se negou a fazer uma corrida da Rodoviária ate um endereço no centro pois achou a corrida muito pequena e ficou me intimidando.Pelo o que tenho visto tanto taxi como lotações e onibus sofrem do mesmo vicio,coluio com o poder publico no sentido de prejudicar a população.Na minha opinião o Uber não precisa regulamentação,pois ele mesmo se regula e se controla.é um acordo privado entre o motorista e um usuario.O problema é que como a Prefeitura não pode extorquir impostos e nem controlar algo eficiente e que não colabora na caixinha dos politicos isto incomoda.Pelo o que tenho visto o Uber é mais seguro que um taxi ,tanto para o passageiro como para o condutor,salvo premeditação de crime que foi armado por estes marginais.

    Curtir

  4. Nao vejo a hora de regulamentarem o UBER para eu poder usar-lo tranquilamente.
    Diferente de quando pego taxis que tenho que ficar cuidando se o caminho é correto, se ha cintos no carro e se o motorista é mesmo um motorista ou se é um marginal disfarçado de.

    Curtir

  5. Uber, tem que ser regularizado ou quebrar o monopólio dos táxis.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: