Câmara aprova projeto que cria 15 bairros e altera delimitações

Mapa com divisão territorial prevista no projeto original

Mapa com divisão territorial prevista no projeto original

Com 29 votos favoráveis e duas abstenções, a Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, com alterações, nesta segunda-feira (21/12), o projeto de lei do Executivo que traça nova delimitação dos bairros em Porto Alegre e cria e extingue bairros. A proposta do Executivo, juntamente com as emendas aprovadas, altera o número de bairros na Capital, que passa dos atuais 79 para 94. Dois bairros foram suprimidos (Marcílio Dias e Jardim Itu-Sabará). O Marcílio Dias será incorporado aos bairros Centro, Floresta, São Geraldo e Navegantes. O Jardim Itu-Sabará deu lugar aos bairros Jardim Itu e Jardim Sabará.

A Emenda 7, assinada por vários vereadores e aprovada, criou o Bairro Boa Vista do Sul em área no extremo sul da cidade, enquanto a Emenda 9, de autoria da vereadora Mônica Leal (PP), criou o Bairro Jardim Europa. Já a emenda 15, do vereador Idenir Cecchim (PMDB), também aprovada, define que o Aeroporto Salgado Filho, localizado na Avenida das Indústrias, pertence ao Bairro Anchieta.

Vereadores e comunidade festejaram aprovação da proposta e emendas. Foto: Ederson Nunes

Vereadores e comunidade festejaram aprovação da proposta e emendas. Foto: Ederson Nunes

“As adequações propostas são consequência das alterações que a cidade apresenta desde a aprovação da primeira lei de bairros (1957), com ocupação de diferentes territórios e desenvolvimento de novas centralidades, agregando novos equipamentos urbanos e promovendo transformações significativas no sistema viário. Consequentemente, há um distanciamento entre as descrições de limites oficiais e a atual configuração da cidade”, justifica a Prefeitura.

Foram votadas as seguintes emendas:

Emenda nº1 – Aprovada.
Emenda nº2 – Rejeitada.
Emenda nº3 – Aprovada.
Emenda nº4 – Aprovada.
Emenda nº5 – Rejeitada.
Emenda nº6 – Aprovada.
Emenda nº7 – Aprovada.
Emenda nº8 – Prejudicada.
Emenda nº9 – Aprovada.
Emenda nº10 – Aprovada.
Emenda nº11 – Retirada.
Emenda nº12 – Aprovada
Emenda nº13 – Aprovada.
Emenda nº14 – Aprovada.
Emenda nº15 – Aprovada.
Novos bairros

 Jardim Itu Jardim Sabará– Santa Rosa de Lima (interface entre os bairros Sarandi e Rubem Berta,
a partir da Avenida Plínio Kroeff)- Costa e Silva (interface entre os bairros Sarandi e Rubem Berta,
a partir da Avenida Baltazar de Oliveira Garcia)

– Parque Santa Fé (parcela do bairro Rubem Berta, a partir da Avenida
Baltazar de Oliveira Garcia)

– Passo das Pedras (área sem denominação entre Sarandi, Rubem
Berta e Mário Quintana)

– Jardim Leopoldina (área sem denominação entre Sarandi, Rubem
Berta e Mário Quintana)

– Morro Santana (área sem denominação entre Agronomia, Jardim
Carvalho e Mário Quintana)

 Sétimo Céu (interface entre os Bairros Tristeza e Ipanema)

– Aberta dos Morros (área sem denominação e parcela do Bairro Hípica, entre a Estrada Gedeon Leite e Costa Gama, a partir da Avenida Edgar Pires de Castro)

– Pitinga (área sem denominação entre a Lomba do Pinheiro
e Restinga)

– São Caetano (área sem denominação no extremo sul da cidade)

– Extrema (área sem denominação no extremo sul da cidade)

 – Boa Vista do Sul (no extremo sul da cidade)

Jardim Europa (alterando as delimitações dos Bairros Boa Vista, Passo da Areia e Vila Ipiranga)

 Todos os bairros

Aberta dos Morros, Agronomia, Anchieta, Arquipélago; Auxiliadora; Azenha; Bela Vista; Belém Novo; Belém Velho; Boa Vista; Boa Vista do Sul; Bom Fim; Bom Jesus; Camaquã; Campo Novo; Cascata; Cavalhada; Coronel Aparício Borges; Centro Histórico; Chácara das Pedras; Chapéu do Sol; Cidade Baixa; Costa e Silva; Cristal; Cristo Redentor; Espírito Santo; Extrema; Farrapos; Farroupilha; Floresta; Glória; Guarujá; Higienópolis; Hípica; Humaitá; Independência; Ipanema; Jardim Botânico; Jardim Carvalho; Jardim do Salso; Jardim Europa; Jardim Floresta; Jardim Isabel; Jardim Itu; Jardim Leopoldina; Jardim Lindóia; Jardim Sabará; Jardim São Pedro; Lageado; Lami; Lomba do Pinheiro; Mário Quintana; Medianeira; Menino Deus; Moinhos de Vento; Mont’Serrat; Morro Santana; Navegantes; Nonoai; Parque Santa Fé; Partenon; Passo da Areia; Passo das Pedras; Pedra Redonda; Petrópolis; Pitinga; Ponta Grossa; Praia de Belas; Restinga; Rio Branco; Rubem Berta; Santa Cecília; Santa Maria Goretti; Santa Rosa de Lima; Santa Tereza; Santana; Santo Antônio; São Caetano; São Geraldo; São João; São Sebastião; Sarandi; Serraria; Sétimo Céu; Teresópolis; Três Figueiras; Tristeza; Vila Assunção; Vila Conceição; Vila Ipiranga; Vila Jardim; Vila João Pessoa; Vila Nova; Vila São José.

Texto: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)
Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)
Edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)


Categorias:Arquitetura | Urbanismo

Tags:, ,

4 respostas

  1. Absurdo manterem a denominação do “bairro Farroupilha”.

    Curtir

  2. Qual o impacto de se ter uma bairro menor ou fazer parte de outro? existem receitas vinculadas a bairro? Legislação especifica?

    Curtir

  3. a arena não ia ficar no farrapos? no mapa esta humaita… um tempo atrás a cavalhada com crista ia mudar e eu ia acabar “mudando de endereço”… não consigo ver se mudou pela imagem…

    Curtir

  4. Costa e Silva? só pode ser piada

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: