Extração de areia no Guaíba volta ao debate

20160121_br_portoalegre-3

Jornal Metro – Porto Alegre – 21/01/2016



Categorias:Extração de Areia, Meio Ambiente

Tags:

7 respostas

  1. o dinheiro passa por cima de tudo, foi assim com mariana kkk “mas é só areia do guaíba, mas são só pequenas falhas na represa, mas é só uma pequena area desmatada..” e assim vai indo.
    É esse “só” que causa a atual condição ambiental do planeta kk.

    Curtir

    • Não sei se tu chegou a ler o texto. Mas existem áreas que poderiam ser liberadas, pois nestas áreas a areia acumula em excesso. Seria bom pra ambos os lados. A solução não é proibir por completo e sim, estudar as áreas onde poderia liberar.

      Curtir

      • Isso só é válido se essa areia não estiver contaminada com metais pesados. Pois escavar o leito do guaíba pode colocar essas substancias na água que nós bebemos.

        Curtir

      • Você tem noção do que falou? agua contaminada? no Guaíba? quandou houve um vazamento aqui na região?

        Curtir

      • Hey bonitão [Leandro]!
        Levo fé que teu comentário esteja sendo irônico.
        Só em um conto de fadas que a água do Guahyba não possui traços de contaminantes (inclusive metais pesados sim). Ela recebe uma carga imensa de resíduos, de origem orgânica e industrial da região metropolitana, que em sua maioria não recebem o tratamento adequado. Não é necessário ocorrer algum vazamento ou desastre de grandes proporções como o ocorrido em MG. O lançamento gradual e silencioso por meio de canalizações irregulares (encontradas ao longo do próprio Arroio Dilúvio) ao longo de décadas em que não houve um controle adequado quanto ao controle de efluentes é suficiente.

        Curtir

  2. Eu não sei se é o caso mas realmente há areas que poderiam ser garimpadas mas a impressão que dá que são os custos que aumentariam,sei lá.

    Curtir

  3. Não acredito que estão comparando com Mariana! Meu Deus do céu, Mariana foi uma barragem de mais de 100 metros de altura que se rompeu, UM DESASTRE!!!!
    E aqui tem pontos NO MEIO DO GUAÍBA com menos de 1 metro de profundidade, isso é perigoso até para embarcações de pequeno calado.
    Não concordo que se deixe a praia de Ipanema ou qualquer lugar do rio com 90 metros de profundidade já na margem, mas os ecoxiitas deveriam parar de encher o saco com tudo. O Estado vai definir onde dá para tirar ou não, será feito um levantamento e pesquisa.

    Não por acaso, devem ser os mesmos que trancaram o projeto do Estaleiro Só e cujo sonho é fumar maconha e crack na beira do Guaíba sem serem incomodados. Engraçado que contra o Iberê Camargo, deixaram a obra rolar NA MARGEM do guaíba. Será que era porque Iberê desenhava BICICLETAS?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: