Extração de areia no Guaíba volta ao debate

20160121_br_portoalegre-3

Jornal Metro – Porto Alegre – 21/01/2016

Anúncios


Categorias:Extração de Areia, Meio Ambiente

Tags:

7 respostas

  1. Não acredito que estão comparando com Mariana! Meu Deus do céu, Mariana foi uma barragem de mais de 100 metros de altura que se rompeu, UM DESASTRE!!!!
    E aqui tem pontos NO MEIO DO GUAÍBA com menos de 1 metro de profundidade, isso é perigoso até para embarcações de pequeno calado.
    Não concordo que se deixe a praia de Ipanema ou qualquer lugar do rio com 90 metros de profundidade já na margem, mas os ecoxiitas deveriam parar de encher o saco com tudo. O Estado vai definir onde dá para tirar ou não, será feito um levantamento e pesquisa.

    Não por acaso, devem ser os mesmos que trancaram o projeto do Estaleiro Só e cujo sonho é fumar maconha e crack na beira do Guaíba sem serem incomodados. Engraçado que contra o Iberê Camargo, deixaram a obra rolar NA MARGEM do guaíba. Será que era porque Iberê desenhava BICICLETAS?

    Curtir

  2. Eu não sei se é o caso mas realmente há areas que poderiam ser garimpadas mas a impressão que dá que são os custos que aumentariam,sei lá.

    Curtir

  3. o dinheiro passa por cima de tudo, foi assim com mariana kkk “mas é só areia do guaíba, mas são só pequenas falhas na represa, mas é só uma pequena area desmatada..” e assim vai indo.
    É esse “só” que causa a atual condição ambiental do planeta kk.

    Curtir

    • Não sei se tu chegou a ler o texto. Mas existem áreas que poderiam ser liberadas, pois nestas áreas a areia acumula em excesso. Seria bom pra ambos os lados. A solução não é proibir por completo e sim, estudar as áreas onde poderia liberar.

      Curtir

      • Isso só é válido se essa areia não estiver contaminada com metais pesados. Pois escavar o leito do guaíba pode colocar essas substancias na água que nós bebemos.

        Curtir

      • Você tem noção do que falou? agua contaminada? no Guaíba? quandou houve um vazamento aqui na região?

        Curtir

      • Hey bonitão [Leandro]!
        Levo fé que teu comentário esteja sendo irônico.
        Só em um conto de fadas que a água do Guahyba não possui traços de contaminantes (inclusive metais pesados sim). Ela recebe uma carga imensa de resíduos, de origem orgânica e industrial da região metropolitana, que em sua maioria não recebem o tratamento adequado. Não é necessário ocorrer algum vazamento ou desastre de grandes proporções como o ocorrido em MG. O lançamento gradual e silencioso por meio de canalizações irregulares (encontradas ao longo do próprio Arroio Dilúvio) ao longo de décadas em que não houve um controle adequado quanto ao controle de efluentes é suficiente.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: