Porto Alegre decreta situação de emergência após temporal

Prefeitura quer acelerar contratação de pessoas para ajudar na recuperação da cidade

 Há muitas árvores caídas pela cidade, como em frente à Ufrgs | Foto: Alina Souza


Há muitas árvores caídas pela cidade, como em frente à Ufrgs | Foto: Alina Souza

O prefeito em exercício, Sebastião Melo, confirmou nesta segunda-feira que Porto Alegre decretou situação de emergência após o temporal que atingiu a Capital na sexta-feira. O decreto foi homologado para acelerar a contratação de mais pessoas para ajudar na recuperação da cidade e para garantir a compra de equipamentos.

Melo disse durante reunião no Centro Integrado de Comando que serão precisos 30 dias para que Porto Alegre seja recuperada a pleno. Uma das prioridades da prefeitura é a desobstrução das vias que estão bloqueadas por árvores que caíram durante a madrugada de sexta. Exatamente por isso, o município quer adquirir ao menos mais 30 motosserras que serão usadas por equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e do Exército na retirada de galhos de ruas e avenidas de Porto Alegre.

Logo após a chuva, 450 mil pontos ficaram sem luz na Capital. A situação ainda está sendo normalizada pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE). Em uma análise preliminar, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam) indicou que quase 2 mil árvores caíram em Porto Alegre, sem contar a dos parques Marinha do Brasil e da Redenção.

Bibiana Borba / Rádio Guaíba / Correio do Povo

_____________________

Voltando de férias hoje, espero normalizar os posts do blog a partir de agora.

Estive no litoral e também no Uruguai. Não estava em POA quando do temporal, mas senti os efeitos. Mais de 48 horas sem luz, água, internet.



Categorias:Clima

Tags:, , ,

%d blogueiros gostam disto: