Novo sistema de transporte entra em operação na segunda-feira

Licitação qualifica o serviço, com ampliação da frota e nova identificação  Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Licitação qualifica o serviço, com ampliação da frota e nova identificação  Foto: Ricardo Giusti/PMPA

O sistema de transporte coletivo da Capital estará, a partir de segunda-feira, 22, mais qualificado, em função dos novos ônibus e linhas que começam a circular na cidade. Os veículos, com identidade visual específica, mais modernos e menos poluentes, foram apresentados na manhã desta sexta, 19, no Largo Glênio Peres. A nova frota faz parte da licitação, cujo edital foi lançado em maio do ano passado. Foi a primeira licitação do transporte público da Capital. (fotos)

A data é histórica, como salientou o prefeito José Fortunati, em função das dificuldades de viabilização do processo de concorrência ao longo dos anos. A conclusão, destacou, só foi possível a partir de um árduo trabalho das equipes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), com a ajuda dos auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Cumprimento a todos por esse trabalho complexo, que fará com que, a partir de segunda-feira, a população passe a ter um serviço muito mais qualificado, estabelecendo novas relações com o sistema. Tenho a convicção de que será um salto de qualidade, não só pelos veículos e as novas linhas, mas pelo controle da sociedade”, disse, referindo-se à criação do Conselho de Usuários.

Fortunati destacou a ampla discussão pela qual o processo passou nas 17 regiões do OP, onde foram sugeridas qualificações, como o ar-condicionado e novas linhas. “Em todas as assembleias, recebíamos a demanda de ampliação das linhas transversais. A partir de segunda, elas serão uma realidade”, ressaltou.

Qualificação da frota – No início da operação, serão 296 veículos novos, em substituição a ônibus antigos. A frota do novo sistema iniciará com um total de 1.715 ônibus, 12 a mais do que havia anteriormente. Nos próximos três anos, serão inseridos 72 veículos a mais na frota. A cidade contará com 636 (37%) ônibus com ar-condicionado (anteriormente eram 23%) e 1.010 adaptados para cadeirantes (60%) já no primeiro dia de operação. Outra novidade é a identidade visual, com cores específicas que informam as regiões de destino para os passageiros, facilitando o entendimento das linhas. As cores das regiões foram alteradas: azul para as linhas que atendem a zona Norte (antigo consórcio Conorte), verde para Leste (antiga Unibus), vermelho para Sul (antiga STS) e amarelo para Carris.

Entrarão em circulação na segunda-feira quatro novas linhas de ônibus: a T12 – Restinga Cairú, T12A – Restinga PUC, T12.1 – Pitinga/Cairú e T13 – Triângulo/PUC. As linhas T12 e suas derivadas serão operadas pela Carris e substituirão os prefixos 314 – Restinga PUC (e suas extensões), que interligam a região da Restinga, Lomba do Pinheiro à Pontífice Universidade Católica (PUC) e a Terceira Perimetral. Já a T13 substituirá a Triângulo / 24 de outubro / PUC, circulando nas zonas Norte e Leste da cidade.

A participação da população também foi destacada pelo diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari. “O OP foi o grande diferencial nesse processo. Foram 24 reuniões, em que mais de 1,7 mil pessoas discutiram cada item do edital”, citou Cappellari. “É um grande momento para a cidade. Estamos entregando um sistema em que todas as questões foram amplamente discutidas e que serão monitoradas e fiscalizadas.”

Entre os que foram ao Largo Glênio Peres conhecer os novos veículos, duas usuárias da zona Sul fizeram questão de posar para uma foto diante dos novos veículos. A aposentada Ana Maria Franqueira e a mãe Edi Franqueira utilizam diariamente a linha Pe. Reus. “Estão lindos e mais confortáveis. Espero que a população retribua esse presente cuidando deles”, disse Ana Maria.

Histórico da licitação – O terceiro edital foi resultado de mais de dois anos de trabalho das equipes da EPTC e dos demais órgãos da prefeitura. O conteúdo, que prevê ampliação e qualificação do serviço prestado ao cidadão, foi enriquecido com contribuições efetivas dos usuários. Uma série de encontros com a comunidade aconteceu para abrir espaço a sugestões: três audiências públicas, uma na Câmara Municipal e duas no Ginásio Tesourinha, a última em 15 de abril; e 24 reuniões nas 17 regiões da cidade no âmbito do Orçamento Participativo (OP). Foi criado, ainda, um canal de participação da população via internet (licitacaodeonibus@portoalegre.rs.gov.br), com o registro de 241 e-mails com sugestões individuais e representativas de entidades, todas analisadas por técnicos do município.

O novo edital foi publicado no Diário Oficial de Porto Alegre (DOPA) em 6 de maio de 2015, aberto também às empresas internacionais, dividido em seis lotes, com prestação do serviço por 20 anos, e teve propostas entregues em 6 de julho.

Participaram do evento de apresentação o presidente do Consórcio Via Leste, Enio Reis, que falou pelas empresas, o presidente da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Cláudio Porto, a diretora de Transportes da EPTC, Maria Cristina Ladeira, o diretor presidente da Carris, Sérgio Zimmermann, e secretário de Comunicação, Carlos Bastos.

As tabelas das linhas atualizadas estão disponíveis no site da EPTC (www.eptc.com.br) e no telefone 156, da Prefeitura de Alegre.

Novo Sistema de Transporte – Benefícios da nova operação

Frota qualificada
• 296 veículos novos no início da operação
• Maior quantidade de ônibus articulados, dos atuais 130 para 175 (aumento de 35%)
• Inicio da operação com 37% (636 veículos) da frota com ar-condicionado. Em até dez anos, toda a frota terá ar-condicionado
• A partir do início da nova operação, só ingressarão veículos com ar-condicionado
• Todos os veículos novos com acessibilidade
• Nova identidade visual com a identificação clara da região por cores, prefixos maiores e letreiros eletrônicos
• Todos os veículos novos com motores menos poluentes (Euro V)
• Aumento da quantidade de veículos na frota – 72 carros nos próximos três anos
• Diminuição da ocupação. De seis pessoas em pé por m², para quatro pessoas por m²
• Previsão da utilização de novas tecnologias como ônibus elétrico, biodiesel, entre outras

Novas tecnologias embarcadas
• Novo modelo de validador os carros novos – mais rápidos com tela gráfica para melhor identificação das mensagens
• Desenvolvimento de projeto para monitoramento em tempo real da frota (GPS)

Melhorias na operação de transporte
• Definição de metas de qualidade do sistema a serem perseguidas pelos novos operadores
• Aperfeiçoamento da operação de transporte em relação às linhas e horários
• Criação do Conselho de Usuários

Compromisso com Projeto BRT
• Compromisso dos operadores com o futuro projeto de BRT

Contrato
• Estabelecimento de um contrato entre os operadores e a Prefeitura de Porto Alegre determinando regras claras, possibilitando o planejamento e segurança de novos investimentos

tabela-linhas

regioes_atendimento_cores

Prefeitura de Porto Alegre

19/02/2016 11:24:46



Categorias:Ônibus

Tags:, ,

10 respostas

  1. “Novo modelo de validador os carros novos” não entendi essa frase.

    Curtir

    • O modelo do validador que lê o cartão Tri está diferente. Dá pra ver nessa foto http://zh.rbsdirect.com.br/imagesrc/17959368.jpg

      Curtir

      • Boa Daniel, valeu. Infelizmente parece que ainda é voltado pro nada. Atualmente eu não consigo ver o que tem na tela quando eu passo o cartão por dois motivos.

        Porque a tela, e consequentemente o leitor do cartão, ficam voltados para o fundo do ônibuso.
        Por causa do meu tamanho. Sou alto e a tela é perpendicular ao chão. A tela poderia ser mais baixa e levemente voltada para cima para que todos os tipos de possoas conseguissem ver o que tem nela.

        Como a tela fica voltada para o fundo do ônibus, ela é um outdor que mostra para todos os outros passageiro quanto tenho de dinheiro no meu cartão. Já para mim, o maior interessado em saber sobre minhas próprias informações, fica complicado de ver a tela.

        Eu suponho que as pessoas que fazem esse tipo de dispositivo não o usem. Por isso a falta de preocupação com a acessibilidade. O pior é que esse tipo de coisa não é acessibilidade especial. É acessibilidade básica.

        Curtir

  2. Hoje quando eu tava indo pro beira rio, vi aqui na assis brasil um com as cores novas da mob, que estava em treinamento, achei muito legal essas novas cores, pintura simples e vi tbm que alguns que passavam na assis brasil estavam com a pintura velha mas com o logo dos novos consorcios, dentro do onibus que eu tava, um senhor estava comentando que vão mudar as pinturas apenas nos novos onibus, não acredito nisso, pois acho que essas cores antigas sairam e todos os onibus de poa estarão com a cor nova. to certo ?

    Curtir

    • Os ônibus de 2010 em diante vão ser pintados, em prazo a ser definido pela prefeitura. Os anteriores a 2010 vão circular com a pintura antiga e o logo do consórcio novo.

      Curtir

      • Daniel, esses anteriores a 2010, sendo os mais antigos vão ser substituidos mais pra frente, por novos já com as cores novas, seria isso ?

        Curtir

      • Sim, vão ser substituídos ao longo dos próximos anos até 2020, conforme completarem 10 anos. Todos os ônibus novos vão vir com pintura nova e ar condicionado.

        Curtir

  3. Chega ser ofensivo essa fila de ônibus parado enquanto os ônibus circulam superlotados pela cidade.

    Curtir

  4. Preço novo, onibus velho outra treta da Prefeitura só aqui em Porto Alegre mesmo e o povo adora ser enganado mesmo,296 em uma frota de 1700 onibus não é nada até dez anos para toda frota ter ar-condicionado que não vai ter manutenção e nem limpeza faz me rir.

    Curtir

  5. Gostei das cores novas, muito melhores que aquela poluiçao visual que eram os onibus de eletrocardiograma.

    Ainda bem que aumentou a quantidade de onibus com ar condicionado, uma pena terem feito a má vontade e falcatrua de terem comprado onibus novos sem AC

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: